NEWS – ATUALIDADES Ed. 1158

BUEIRO NO CAMINHO – Município responde por acidente de ciclista em via pública
Município é responsável por qualquer acidente em via pública quando não oferece as condições necessárias de infra-estrutura. – Com esse entendimento, a Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou o município de Belo Horizonte a indenizar o militar Juscelino de Oliveira em R$ 5 mil por danos morais. Ele sofreu um acidente por causa de um bueiro que não estava no mesmo nível da rua. Cabe recurso. A Justiça tem decidido pela responsabilidade do Poder Público em casos como esse. Segundo o TJ-MG, Juscelino de Oliveira exercia sua atividade de militar quando sofreu o acidente. Ele passou com sua bicicleta em cima de um bueiro. Alegou que o bueiro não estava no mesmo nível da rua e, além disso, faltava sinalização. O militar sofreu lesões nos membros superiores e na arcada dentária. De acordo com o depoimento de uma pessoa que testemunhou o acidente, o bueiro estava em desnível acentuado há mais de um ano e já havia provocado outros acidentes. A testemunha também relatou que o município asfaltou a via de trânsito antes do acidente, o que agravou o desnível entre a rua e o bueiro. O município não assumiu qualquer responsabilidade pelo acidente e argumentou que sua ocorrência era imprevisível e inevitável. Além disso, o Poder Público tentou atribuir o dever de pagar a indenização a Copasa pelo fato de a companhia ter feito o bueiro. Os desembargadores entenderam que o município deve pagar o valor da indenização, uma vez que é o competente para zelar pela segurança do trânsito e pela conservação das vias de circulação. Para os magistrados, não há justificativa para o município atribuir a responsabilidade a Copasa. Eles afirmaram que os depoimentos de testemunhas comprovaram que o município não sinalizou o local, além de ter feito obras de recapeamento, que agravou o desnível entre a rua e o bueiro. Conforme os desembargadores, se a Administração Pública fosse menos negligente o acidente poderia ter sido evitado. Processo nº 1.0024.100405-4 /001. – Pergunto : Como fica Santarém ??


AGUARDENTE!!! – DE ONDE VEM O NOME, MUITO INTERESSANTE!!!
Antigamente, no Brasil, para se obter o melado, os escravos colocavam o caldo da cana-de-açúcar em um tacho e levavam ao fogo. Não podiam parar de mexer até que uma consistência cremosa surgisse. Um dia, cansados de tanto mexer e com serviços ainda por terminar, os escravos simplesmente pararam e o melado desandou! O que fazer agora? A saída que encontraram foi guardar o melado longe das vistas do feitor. No dia seguinte, encontraram o melado azedo (fermentado). Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e levaram os dois ao fogo. Resultado: o “azedo” do melado antigo era álcool que aos poucos foi evaporando e se formou no teto do engenho umas goteiras que pingavam constantemente; era a cachaça já formada que pingava (por isso o nome “PINGA”), e quando batiam nas suas costas machucadas com as chibatadas, ardia muito, por isso o nome “AGUARDENTE” . Caindo em seus rostos e escorrendo até a boca os escravos viram que a tal goteira dava um “barato”, e passaram a repetir o processo constantemente. – Hoje, como todos sabem, a “pinga”, nossa “aguardente”, é símbolo nacional!


VERDADE SOBRE EXERCÍCIOS FÍSICOS
1- Minha avó começou a andar 5 km por dia aos 80 anos – Hoje ela tem 97 e ninguém sabe aonde ela está. 2- Me inscrevi numa academia no ano passado e não perdi um quilo sequer ! Parece que é preciso participar das atividades. – 3- Tenho que fazer exercícios de manhã, antes que meu cérebro perceba o que estou fazendo. 4- Gosto das longas caminhadas, principalmente quando feitas por pessoas que me aborrecem. – 5- Se quero correr mais, compro um carro mais potente. 6- A vantagem de fazer exercícios todos os dias é que você vai morrer com boa saúde. – 7- Eu não corro porque derruba o gelo do copo. – 8- Tartaruga não faz nada, anda bem devagar e dura mais de 200 anos. – 9- Se nadar emagrece, por que a baleia é gorda? –10- Se votar no Alexandre (Bôto), é o melhor e mais inteligente, por que votar nos outros ?


PORTAL CAPES PARA CONSULTAS – Atenção Faculdades !!!
Essa é uma divulgação de interesse público. Por favor, repasse a quem possa interessar: O governo brasileiro mantem um portal de acesso a diversos periódicos científicos nacionais e internacionais GRATUITAMENTE, denominado “CAPES”. Através desse portal qualquer estudante universitário ou mesmo profissionais das mais diversas áreas, seja de ECONOMIA, DIREITO, COMPUTAÇÃO, ENGENHARIAS (praticamente todos os seguimentos), ODONTOLOGIA, MEDICINA, etc. sem qualquer custo adicional podem fazer pesquisas objetivando enriquecer suas monografias, mestrado, doutorado ou qualquer trabalho escolar. Observe-se que sem esse portal, você teria que pagar em dólares cerca de $1,99 a $20, por cada artigo pesquisado. INFELIZMENTE, devido a baixa procura por tal site, e o alto custo de sua manutenção pelo governo brasileiro, este poderá desativá-lo brevemente. Realmente a procura é muito baixa para a amplitute a que se propõe, isto porque o mesmo não é divulgado. A maioria dos estudantes universitários brasileiros e estudiosos desconhecem a existência desse portal que é uma fonte riquíssima de conhecimento científico exatamente em razão da sua não divulgação. Até hoje ele foi alvo de um seleto público, quando deveria estar no dia-a-dia das faculdades brasileiras favorecendo a qualquer estudante nas suas pesquisas. Para que o mesmo continue ativo, propomos seja divulgado junto a seus amigos, familiares e se possível imprimindo-se uma cópia deste enviando-a para as faculdades ou universidades de sua cidade. O endereço do portal CAPES é: http://periodicos.capes.gov.br


CHICO XAVIER – ALMA ILUMINADA
Mensagem : – Nasceste no lar que precisavas, – Vestiste o corpo físico que merecias, Moras onde melhor Deus te proporcionou, – De acordo com teu adiantamento. – Possuis os recursos financeiros coerentes com as tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas. Teu ambiente de trabalho é o que elegeste espontaneamente para a tua realização. Teus parentes, amigos são as almas que atraíste, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle. Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes…São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivência Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos. Reprograma tua meta, Busca o bem e viverás melhor. Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, Qualquer um pode começar agora e fazer um novo Fim. Benção do Chico. ESTAREI COM DEUS, PASSAREI PELA TUA CASA E LEVAREI TODOS OS TEUS PROBLEMAS


O MAIS IMPORTANTE !
“Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta: – “O que de mais importante você já fez na sua vida “? A resposta me veio à mente na hora, mas não foi a que respondi, pois as circunstâncias não eram apropriadas. No papel de advogado, sabia que os assistentes queriam escutar fatos pitorescos sobre meu trabalho. Mas aqui vai a verdade, que surgiu das profundezas das minhas recordações: O mais importante que já fiz na minha vida ocorreu em 1990. Comecei o dia jogando tênis com um ex-colega de infância, e amigo meu que há muito não o via . Entre uma jogada e outra, conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele me contava que sua esposa, que também fora minha amiga de infância e ele, acabavam de ter um bebê. Enquanto jogávamos, chegou o pai do meu amigo, e consternado, lhe diz que seu bebê parou de respirar e que foi levado para o hospital com urgência. No mesmo instante, meu amigo saiu correndo, subiu no carro de seu pai e se foi. Por um momento fiquei onde estava, sem pensar nem mover-me, mas logo tratei de pensar no que deveria fazer: Seguir meu amigo ao hospital? Minha presença, disse a mim mesmo, não serviria de nada pois a criança certamente está sob cuidados de médicos, enfermeiras,e nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação. Oferecer meu apoio moral? Talvez, mas tanto ele quanto sua esposa vinham de famílias numerosas e sem dúvida estariam rodeados de amigos e familiares que lhes ofereceriam apoio e conforto necessários, acontecesse o que acontecesse. A única coisa que eu faria indo até lá, era atrapalhar. Decidi que mais tarde iria ver o meu amigo. Quando dei a partida no meu carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu carro, aberto e com as chaves na ignição, estacionado junto às quadras de tênis do clube de campo. Decidi, então, fechar o carro e ir até o hospital entregar-lhe as chaves. Como imaginei, a sala de espera estava repleta de familiares que os consolavam. Entrei sem fazer ruído e fiquei junto à porta pensando o que deveria fazer. Não demorou muito e surgiu um médico que se aproximou do casal e, em voz baixa, comunica o falecimento do bebê. O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança. Meus amigos ficaram de pé e caminharam resignadamente até a porta. Ao me ver ali, aquela mãe me abraçou e começou a chorar. Também meu amigo se refugiou em meus braços e me disse: “Muito Obrigado por estar aqui!”… Durante os instantes que ficaram abraçados a mim pareceu uma eternidade chorávamos enquanto todos os demais ficaram ao redor daquele silêncio de dor. Durante o resto da manhã fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurarem nos braços seu bebê, despedindo-se dele. Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida!!!! – Aquela experiência me deixou três lições: Primeira: – O mais importante que fiz na vida, ocorreu quando não havia absolutamente nada, nada que eu pudesse fazer… Nada daquilo que aprendi nas Universidades, nem nos anos em que exercia minhas profissões, nem todo o racional que utilizei para analisar a situação e decidir o que eu deveria fazer, me serviu para aquelas circunstâncias: – Duas pessoas queridas receberam uma desgraça, e nada eu poderia fazer para remediar. – A única coisa que poderia fazer, era estar junto, esperar e acompanhá-los em sua dor. Isto era o principal. Segunda: – Estou convencido que o mais importante que já fiz na minha vida esteve a ponto de não ocorrer, devido às coisas que aprendi nas faculdades que fiz, aos conceitos do racional que aplicava na minha vida pessoal assim como faço na profissional. – Ao aprender a pensar, quase me esqueci de sentir. Hoje, não tenho dúvida alguma de que devia ter subido naquele carro sem vacilar e acompanhar meu amigo ao hospital. Terceira: – Aprendi que a vida pode mudar em um instante. Intelectualmente todos nós sabemos disso, mas acreditamos que os infortúnios acontecem com os outros. Assim fazemos nossos planos e imaginamos nosso futuro como algo tão real como se não houvesse espaços para outras ocorrências. Mas ao acordarmos de manhã, esquecemos que perder o emprego, sofrer uma doença, ou cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas, podem alterar este futuro em um piscar de olhos. Para alguns é necessário viver uma tragédia para recolocar as coisas em perspectiva. Desde aquele dia busquei um equilíbrio entre o trabalho e a minha vida. Aprendi que nenhum emprego ou função, por mais gratificante que seja, compensa perder umas férias com a esposa, fortificar um casamento, ou passar um dia festivo com a família. – E aprendi que o mais importante da vida como a maioria pensa, não é ganhar dinheiro, nem ascender socialmente, nem receber honras. “O mais importante da vida é ter tempo para cultivar uma grande amizade”. – Não deixe seus amigos sem saber disso. – Eu não deixei você…” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *