MILTON CORRÊA Ed. 1168

ALAS
A Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS), vai realizar a programação denominada “Tapajós Cultural”. O Evento será no dia 24 de outubro no Centro Recreativo, às 20h30. Na agenda: Sessão saudade In Memoriam – Raimunda Rodrigues Frazão (Dica Frazão); posse de novos membros efetivos da ALAS: Historiadora Terezinha Amorim, compositora Maria Lídia, educador João Bernardo e cantor Ray Brito. Em seguida noite cultural


DOAÇÃO DE SANGUE: FALTAM VOLUNTÁRIOS
O Hemopa alerta que estão faltando voluntários para doação de sangue. A informação é da Agencia Pará de Noticias. Atualmente, o estoque está com uma baixa de 50%. A situação é considerada crítica e já interfere no atendimento transfusional. E a situação é ainda mais crítica quando a necessidade do paciente é por plaquetas. A Fundação Hemopa atende mais de 200 hospitais em todo o Pará.


ESCOLA TECNOLÓGICA
A Escola Tecnológica de Santarém está promovendo, desde o do dia 17, oficinas temáticas voltadas ao ensino da Química, Física e Matemática. De acordo com informações da Agencia Pará de Notícias, as atividades têm como público-alvo alunos que estão regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental. Para melhor se ambientarem no universo das Ciências Naturais, os alunos tem aulas nos laboratórios da Escola Tecnológica. As oficinas permitem que professor trabalhe explorando o tema com exemplos práticos do cotidiano dos alunos, permitindo o entendimento do conteúdo numa perspectiva mais abrangente.


HOSPITAL REGIONAL
O Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, deu início à abertura oficial da campanha ‘’Outubro Rosa e Novembro Azul. Este ano, como já é de costume, a unidade vai trabalhar as duas campanhas juntas, com objetivo de conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce dos cânceres de mama e próstata. A programação segue até novembro. No dia 11 do próximo mês, haverá uma grande ação social na Costa do Aritapera, região de várzea, com consultas e exames médicos, atendimento nutricional, terapia ocupacional, ações de beleza, oficinas profissionalizantes, entre outros. A atividade integra a “Ação do Bem”, em comemoração aos 50 anos da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora do Hospital Regional.


DIABETES
A partir do ano que vem, o Sistema Único de Saúde (SUS) vai oferecer às crianças com diabetes do tipo 1 a insulina análoga, que é um dos medicamentos mais modernos para o tratamento da doença. Estudos mostram que esse novo método proporciona melhor controle nos sintomas e diminui as complicações decorrentes da diabetes. O produto parece uma caneta e é de fácil aplicação, com resposta rápida e doses que podem ser adaptadas a cada paciente. De acordo com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, serão investidos 135 milhões de reais, por ano, na compra do novo insumo e a expectativa é de que o medicamento esteja disponível já no ano que vem. O novo tratamento será ofertado, prioritariamente, às crianças e adolescentes, já que a diabetes afeta esse público na maioria dos casos.


LEILÃO DE VEÍCULOS
O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai leiloar 1.211 veículos, entre carros e motocicletas, que estão retidos nos parques dos municípios de Belém e Santarém. Em Santarém o leilão ocorrerá nos dias 24 e 25 de outubro. Segundo informações da Agencia Pará de Notícias, O objetivo é pôr à venda pública os veículos que foram recolhidos ou removidos pelo Detran e que já estão há mais de 60 dias nos parques do órgão. Os interessados em adquirir algum desses veículos terão a chance de examiná-los durante a visitação que em Santarém está sendo feita de 17 a 20 e ainda no dia 23, sempre das 9h às 17horas. Quem for participar deverá apresentar documento de identidade oficial com foto. O leilão será realizado também na modalidade on-line, por meio da efetivação de login e senha obtidos por cadastramento prévio no site da organizadora. Não podem participar do leilão os membros da comissão, servidores do Detran do Pará e aqueles que, a qualquer título, recebam numerários da instituição, incluindo terceirizados e temporários, além de pessoas físicas e jurídicas declaradas inidôneas ou punidas com a suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com órgão ou entidade integrante da administração direta ou indireta, das esferas federal, estadual, municipal e distrital. Os atuais proprietários dos veículos que serão leiloados também não podem participar.


885 TRABALHADORES RESGATADOS
Em 2016, 885 trabalhadores foram resgatados de condições de trabalho escravo. Número em 2017, até setembro? 73. Os dados são do Observatório Digital do Trabalho Escravo, do Ministério Público do Trabalho (MPT), conforme organização feita por Matheus Magalhães, assessor político do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), em nota técnica que acaba de ser divulgada pela organização. O Inesc aponta um “estrangulamento fiscal da inspeção do trabalho”, a inviabilizar a sua realização, respondendo a “interesses econômicos com extensa representação política nas mais altas instâncias de poder do Estado brasileiro”. Segundo a organização, foram realizadas até julho apenas 49 fiscalizações do trabalho escravo. O número já vinha caindo nos últimos anos. Em 2013, tinham sido libertados 2.808 trabalhadores. Ou seja, os 73 libertados até setembro significam um número 38 vezes menor que aquele de quatro anos atrás. Em 2014 foram 1.752 trabalhadores libertados; em 2013, 1.010. No ano passado o Brasil viu o número cair para a casa das centenas; em 2017, pode se manter na casa das dezenas.


SAMU: PARÁ VAI RECEBER MAIS DE R$ 1 MILHÃO
O Ministério da Saúde vai reforçar o atendimento de urgência e emergência em 155 municípios do país. O Pará vai receber mais de um milhão de reais a mais por ano para custear quatro serviços do SAMU. Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a partir de agora, esses municípios vão poder contar com o apoio do governo federal para continuar oferecendo atendimento de qualidade à população. Os mais de 33 milhões de reais liberados pelo Ministério da Saúde para o SAMU serão destinados a 241 serviços em todo Brasil. Um total de 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulancha e sete centrais de regulação. O objetivo do SAMU, que funciona 24h por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência e emergência, como UPAs e hospitais, evitando sofrimento, sequelas ou até mesmo a morte da pessoa. O acionamento do SAMU pode ser feito gratuitamente pelo telefone 192.


AMAZÔNIA BRASILEIRA
A Amazônia brasileira é objeto do maior programa de conservação de florestas tropicais do planeta, com 54% das áreas remanescentes de mata protegidas, mas apesar das medidas protetivas, os recursos naturais continuam sendo explorados. De acordo com um estudo publicado no periódico “PeerJ”, e reproduzido pelo jornal O Globo, entre 2010 e 2015 foram registrados oficialmente 4.243 casos de atividade ilegal, sendo a degradação da vegetação o maior dos problemas. Dos registros de infração analisados, 1.585 foram classificados como de “supressão ou degradação da vegetação”, ou 47,4% do total de casos, seguidos por “pesca ilegal”, com 1.160 registros (27,3%¨), e “atividades de caça”, com 770 notificações (18,2%). Ainda foram autuados 202 casos de “mineração ilegal”; 175 de “ocupação ou construção irregular”; 136 de “práticas e condutas em descordo com as regulações”; 132 atos “contra a administração ambiental”; 40 de “uso ilegal de produtos florestais não madeireiros”; 26 de “atividades de agricultura e criação de animais”; e 17 de “poluição”. A extração e caça seletivas eliminam espécies chave que são essenciais para a manutenção dos processos ecológicos que mantém uma floresta saudável — apontou Fernanda Michalski, professora da Universidade Federal do Amapá e coautora da pesquisa.
A Amazônia brasileira cobre uma área de aproximadamente 4,3 milhões de km², cerca de metade de todo o território nacional, com população de 21,6 milhões de pessoas. Foram analisados dados de 118 Unidades de Conservação, tanto de proteção integral como de uso sustentável, que totalizam cerca de 600 mil km². Ao todo, a Amazônia possui 127 Unidades de Conservação, mas nove delas foram criadas depois de 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *