Coluna Impacto Ed. 1170

SAÚDE EM CHEQUE
O que já estava ruim, piorou. Desde o início desta semana o Samu em Santarém passou a operar só com uma ambulância. Eram duas até então. Na segunda-feira, uma foi à nocaute e ninguém sabe quando ela retornará à luta. O pior, é que essa ambulância é a que tem aparelhos para transporte de pacientes com casos mais graves. Quem tiver dinheiro e precisar se deslocar até o PSM e UPA 24 Horas, pode salvar sua vida. Agora, quem não tiver dinheiro, tem de pedir ajuda aos santos.


MPE DE OLHO NOS VEREADORES
O Ministério Público do Estado do Pará, por meio do promotor de justiça de Uruará, Pedro Renan Cajado Brasil, ajuizou ação civil pública para suspender o pagamento do reajuste aprovado pela Resolução nº 002/2016, que aumentou o subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Uruará, os quais passaram a receber o valor de R$ 7.500,00, a partir de janeiro de 2017. Anteriormente o subsídio era de R$ 4.890,00, havendo, portanto, um aumento de mais de 53%. Isso aconteceu em vários municípios da região Oeste, onde vereadores aproveitaram o embalo de final de legislatura e reajustaram seus salários em mais de 50%. Agora a coisa vai pegar!


RECONHECIMENTO
Parabéns ao prefeito Nélio Aguiar, que em evento alusivo às comemorações ao dia do servidor público, conferiu esta semana, certificado a Rosemary Barros Fonseca, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao município de Santarém. Rose Fonseca é servidora da Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Tecnologia (Semdec), e trabalha na Prefeitura desde 2013. Atualmente é chefe do Núcleo de Desenvolvimento Econômico. Um dos trabalhos relevantes desenvolvidos por Rose Fonseca é referente à mobilização e articulação do Grupo de Gestão Integrada (GGI). Reconhecimento merecido!


REPÚDIO À UFOPA
A falta de vagas específicas para indígenas e quilombolas nos cursos que serão ofertados pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) é questionada em carta divulgada. O documento é assinado por professores, estudantes, servidores, coletivos e movimentos sociais, que denunciam o gradativo corte de vagas especiais nos processos de seleção da instituição. Um edital divulgado no final de setembro para o ingresso em cursos superiores ofertados em seis cidades do interior do Oeste do Pará, no entanto, agravou esse cenário: o novo processo seletivo não estabeleceu a política de reserva de vagas para alunos indígenas e quilombolas.

REPÚDIO À UFOPA 2
Segundo informações da Pró-Reitoria de Ensino da UFOPA, a falta de vagas especiais foi uma decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, que alega falta de recursos para esse tipo de seleção. A nota repudia essa deliberação, e mostra preocupação, já que a maior parte das comunidades quilombolas do Oeste do Pará estão localizadas nas cidades onde são ofertados os cursos superiores.


POLÊMICA
A Praça do Centenário, que faz parte do Complexo da Igreja de São Raimundo Nonato, no bairro da Aldeia, é alvo de polêmica. Moradores do bairro se revoltaram com o fechamento do poço, na segunda-feira (30), onde antigamente ficavam filhotes de quelônios. Segundo os moradores, esse espaço é uma das atrações da praça que é muito frequentada, sem falar que a o logradouro público não recebe obras de revitalização desde 2005. Outra denúncia, é que o coreto da praça tem infiltrações e as lâmpadas dos postes estão queimadas. Os moradores apelam ao Prefeito para que interceda e mantenha esse espaço aberto, com seus atrativos de antigamente.


EDUCAÇÃO PRECÁRIA
Segundo o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), Santarém apresenta quadro crítico quando o assunto é educação. Estatísticas de 2015 revelam que 26,6% das escolas da cidade estão em estado de “alerta”, 17,7% precisam de “atenção”, enquanto que 54,4% precisam “melhorar”. Apenas 1,3% das escolas apresentam bom ensino e podem ser mantidas como estão. No indicador de aprendizado (que varia de 0 a 10) a média do município ficou em 5,52, quando o mínimo ideal seria 6,0. Já na escala do aprendizado, que distribui os alunos em níveis utilizando a Escala Saeb, as notas também ficaram abaixo do esperado. Em português a nota foi 199,55 (nível 3) e em matemática foi 205,58 (nível 4). É importante mencionar que a escala de níveis vai de 1 até 9.

EDUCAÇÃO PRECÁRIA 2
A Igreja Adventista no oeste do Pará se preocupa em elevar o ensino e, por esta razão, está implantando em Santarém a Escola Adventista. A Escola, que vai funcionar na Avenida Sérgio Henn, ao lado da Igreja Adventista (nº 584), faz parte de uma rede de ensino presente no Brasil há mais 120 anos. A Educação Adventista está presente em mais de 150 países e vem educando gerações desde o ensino infantil até o ensino superior. Na ocasião da inauguração, que será no dia 12 de novembro, às 16h30, líderes da Educação e Igreja Adventista estarão presentes e disponíveis para entrevista a respeito da preocupação com a educação dos jovens.


IMPACTANDO

Muita gente ainda questiona a polêmica sobre o projeto de criação da Zona Azul, encabeçado pelo vereador Rogélio Cebuliski. Ainda bem que o prefeito Nélio Aguiar não assinou o projeto, pois há comentários que existe “mutreta” no ar. * A coordenação da 23ª Caminhada de Fé com Maria mudou o trajeto da Caminhada devido às obras realizadas na Av. Tapajós. O novo trajeto vai ficar assim: BR-163 (Santarém Cuiabá), Av. Rui Barbosa, Travessa Senador Lemos, Av. Tapajós até o Elevado da Praça da Matriz. * Desde que foi lançada a campanha do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em abril de 2017, pela Prefeitura de Santarém, apenas 30% dos contribuintes com imóveis inscritos no cadastro da multifinalitário pagaram o imposto devido. 70% dos contribuintes estão inadimplentes. * A crise está tão feia, que no Dia de Finados o que mais se viu nos dois cemitérios centrais da cidade foram vendedores de velas. Até acadêmicos de uma universidade decidiram vender esse produto no dia Santo, para arrecadar recursos para formatura. * Portaria assinada pelo prefeito Nélio Aguiar na 4ª feira, transferiu o ponto facultativo do Dia do Servidor Público, comemorado no sábado passado 28/10, para esta sexta-feira (3). Portanto, nesta sexta-feira não funcionarão as repartições públicas municipais. Serão mantidos os serviços de mercados, feiras, limpeza pública, Prontos Socorros, Hospital Municipal, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas) e Centros de Saúde 24 Horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *