“HRBA Comunidade” realiza mais de 500 atendimentos em comunidade ribeirinha

Noventa e sete voluntários do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) e de vários parceiros participaram do programa “HRBA Comunidade”, que levou serviços de saúde e bem-estar, cidadania e sustentabilidade aos moradores de 15 comunidades ribeirinhas. A ação fez parte da campanha “Outubro Rosa e Novembro Azul”, realizada anualmente pela unidade de saúde e que busca a conscientização sobre o diagnóstico precoce dos cânceres de mama e próstata.

Os voluntários saíram de barco, da orla de Santarém, às 7h da manhã de sábado, 11/11. A viagem durou mais de três horas até a comunidade Costa do Aritapera. E ainda foi preciso percorrer mais três quilômetros do porto improvisado até a sede da comunidade, que reúne o posto de saúde e a escola. Lá, estava reunida uma multidão que foi em busca dos serviços oferecidos pelo “HRBA Comunidade”.

“Nós estamos muito gratos por tudo, porque quando se fala em saúde, é uma coisa muito importante. Como moramos distante, tem pessoas que não conseguem chegar até Santarém, mas eu tenho certeza que essa ação ajudou muita gente. Nós fizemos o impossível para isso acontecer, trabalhamos incansavelmente para que desse tudo certo. Queremos agradecer aos parceiros, estamos agradecidos por tudo”, afirma o presidente da comunidade Costa do Aritapera, Aldo Neves Filho.

Onze médicos voluntários participaram da ação. Foram realizados 240 atendimentos, além de exames laboratoriais, ultrassonografias, eletrocardiograma, coletas de PCCU e agendamento de exames de raio-x e mamografia. “Se nós considerarmos a população regional que o hospital atende, vamos ver que quase 2/3 estão localizadas fora da área urbana. Então, realmente temos que fazer ações que levem educação, cultura e atendimento em saúde para essa população ribeirinha. Isso só foi possível porque aconteceu uma união da sociedade para uma ação em conjunto com os nossos pacientes que são de comunidades de difícil acesso”, contextualiza o oncologista Marcos Fortes.

Maria da Conceição, de 49 anos, procurou a ação porque sente dores na coluna. “Graças a Deus eu resolvi o que precisava. É muito difícil irmos para Santarém e enfrentar filas. Aqui foi tudo fácil, porque conseguimos ser bem atendidos. Já consegui agendar o exame de raio-x. Se tivessem outras ações como essa, ia facilitar muito a nossa vida, porque precisamos muito”. Outra que aprovou os serviços ofertados foi Elineide Pinto, de 35 anos. “Eu achei muito importante, porque toda vez que a gente precisa se consultar em Santarém é uma dificuldade muito grande. Então, foi um privilégio poder ter sido atendida aqui”.

Também foram ofertados atendimentos em Fisioterapia, Nutrição e Psicologia. “O ‘HRBA Comunidade’ visa levar assistência de média e alta complexidades, mas, também, unir forças com outros membros da sociedade, para que a gente possa levar cidadania também. Mais de 500 pessoas foram beneficiadas diretamente, e isso só foi possível graças à parceria do Hospital Regional e suas equipes com a sociedade. Essa união de força pública com força privada, com certeza, fez a diferença para essa população”, afirma o diretor-geral do HRBA, Hebert Moreschi.

As pessoas ainda puderam ficar com as vacinas em dia e realizar testes rápidos. “É imensurável definir a grande satisfação de poder estar junto com essas comunidades. O Hospital Regional com seus parceiros, mais do que nunca, com essa crise em que o país está passando, conseguiu levar política pública a toda a população. Nós vimos o tamanho da dificuldade para que essa população tenha acesso à saúde, à cidadania. Isso nos deixa muito emocionada. Vale a pena esse suor, esse cansaço de alegria, porque, numa união de esforços, estamos conseguindo melhorar a qualidade de vida da população”, diz a titular do 9º Centro Regional de Saúde, Marcela Tolentino.

O Ministério Público do Estado Pará levou atendimentos de cidadania, com emissão de documentação, reconhecimento de paternidade e orientações jurídicas. “O Ministério Público já tem um trabalho de muitos anos de atendimento às comunidades, e participar de um projeto como esse desenvolvido pelo Hospital Regional do Baixo Amazonas é agregar serviços de saúde com justiça social. Esses serviços possibilitam um efetivo serviço de cidadania a essas pessoas, que pouco acesso têm”, diz a promotora pública Lilian Braga.

Por meio de parcerias, foi possível revitalizar o barracão comunitário e a casa da enfermeira da comunidade. Todo o material utilizado foi doado pelo Armazém da Construção. “Essa é uma data que ficará marcada para todos nós que participamos da ação e, principalmente, para as pessoas que fazem parte dessas comunidades atendidas. São pessoas que têm dificuldade de acesso e esse projeto do Hospital Regional está de parabéns. Temos que louvar esse projeto, que serve a toda a comunidade, que sai dos muros do hospital e encontra com as pessoas que moram tão distante”, destaca o empresário Eliésio Gama.

O setor de Sustentabilidade do HRBA promoveu oficina de reciclagem para ensinar a como reaproveitar materiais que seriam destinados ao lixo e transformá-los em jogos educativos. O projeto “Oncologia e Alegria”, realizado em parceria com o Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes), realizou ações lúdicas e educativas com as crianças durante todo o dia. Os exames que beneficiaram a população foram ofertados pela Sanclin, Clínica da Mulher e Laboratório Celso Matos. Os comunitários ainda receberam cortes de cabelo realizados pela Agiliza Marketing; massagem com os profissionais do Instituto Só Massagem; palestra sobre segurança ministrada pela Marinha; oficina de compostagem ofertada pela Emater; aula de zumba, com a Cia da Selva. E a ação ainda contou com o apoio da Pizzaria Massabor, Unimed e Faculdade da Amazônia (Unama). O transporte dos voluntários teve o apoio do Estaleiro Gamboa.

“É com muita alegria que participamos dessa ação do Hospital Regional. As nossas expectativas foram superadas. É importante conhecermos a realidade desse povo, já que atendemos em torno de 15 comunidades. Tivemos muita gente em busca de atendimento”, diz o Comodoro do Iate Clube Santarém, Alaércio Cardoso.

HRBA Comunidade

Todos os anos, o Hospital Regional de Santarém – gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) – promove esse programa que tem a ideia de descentralizar o acesso à saúde, levando ações a populações de comunidades distantes. Este ano, o “HRBA Comunidade” também marca os 50 anos da Pró-Saúde. Para comemorar a data, todas as unidades gerenciadas pela entidade vão realizar, até o final do ano, ‘‘50 Ações do Bem’’. Esta já é a quarta realizada pelo HRBA.

Dados 

O HRBA atende a 1.776 pacientes oncológicos. Destes, 625 são casos de câncer de mama e 448 de câncer de próstata. De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer é a segunda causa de morte no mundo. Estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer no Brasil em 2016 e 2017, dos quais cerca de 180 mil serão de pele não-melanoma. Os cânceres de próstata (61 mil) em homens e mama (58 mil) em mulheres também serão os mais frequentes.

Fonte: RG 15/O Impacto e Joab Ferreira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *