Coluna Impacto Ed. 1180

PÉSSIMA GESTÃO
O clima não está nada bom na Prefeitura de Belterra. O salário dos servidores temporários da educação até a quarta-feira (10) ainda não havia sido pago. Vale ressaltar, que os servidores eram contratados só por 4 meses, assim alguns direitos foram retirados. Segundo uma fonte, o caos que passa a educação em Belterra é reflexo da péssima gestão Macedista. Nunca, em tão pouco tempo houve tantas mudanças de secretários. Isso mostra o desequilíbrio e a falta de habilidade do prefeito Jociclélio Macêdo. Alguns servidores já acionaram Ministério Público.

PÉSSIMA GESTÃO 2
Segundo a fonte informou á Coluna, está havendo crise dentro da Semat. Também uma bomba está prestes a explodir dentro das secretarias de Educação e Saúde. Macêdo perdeu o controle do seu Governo. Não é à toa que ele prefere ficar atendendo no Hospital Municipal de Santarém, para lembrar que era feliz e não sabia. O MP deve entrar em ação, pois isso é inconstitucional, ele é Prefeito de uma cidade e trabalha em outro Município.


CARNALTER SEM MAISENA
Para ajustar com responsabilidade o recurso público à programação de Carnaval na cidade e na vila balneária de Alter do Chão, a Secretaria Municipal de Cultura (Semc), vai manter a parceira com as entidades realizadoras deste evento. Para alinhar o entretenimento, economizando recursos e com maior participação de brincantes, estão ocorrendo encontros e algumas definições prévias. Na noite de segunda-feira (8), em Alter do Chão, com a participação de representantes da Assessoria Distrital, Conselho Comunitário e Clube de Mães, houve unanimidade sobre a não utilização do amido de milho, espuma e derivados desta mistura. Os dias de folia, em fevereiro, serão domingo (11) e segunda-feira (12), no Lago dos Botos, e incluindo no segundo dia, a folia no Coreto da Praça Sete de Setembro. Tal medida, segundo o presidente do Conselho Comunitário da Vila, Carlos Santos, é para propor uma festa saudável e segura para Alter do Chão.

CARNALTER SEM MAISENA 2
“A reunião foi para construirmos juntos momentos de entretenimento, mesmo em meio à necessidade financeira que assola o País. E ainda partilhamos o Carnaval de cara limpa, a brincadeira satisfatória e sem o medo de acometer a saúde, no uso do amido de milho e espuma”, declarou o assessor distrital de Alter do Chão, José Carlos Zampietro. Muitos são contra a medida, pois acham que o carnaval de Alter do Chão sem maisena vai perder suas características.


MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL
A Universidade Fernando Pessoa de Portugal-cidade do Porto, está com inscrições para a segunda turma de Mestrado em Educação. A primeira turma já está em fase de defesa de tese e foi a cidade de Santarém que levou para outros estados do Brasil a importância desse curso. Enquanto a primeira turma de Santarém está validando seus certificados, por exemplo: somente este ano que a cidade do Rio de Janeiro irá lançar uma turma. Logo fomos pioneiros no Brasil. Não temos problema em tradução pois a nossa “Língua Portuguesa” é aceita -lógico- em Portugal na cidade do Porto. A reunião para inscrições para o curso de MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL aconteceu na terça-feira (09) no Hotel Mirante.


CRISTOVAL 2018
Em reunião entre o prefeito Nélio Aguiar, Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a coordenação da Renovação Carismática Católica (RCC), na tarde de segunda-feira (8), o estádio Colosso do Tapajós foi liberado pela gestão municipal para a realização do Cristoval 2018. O maior retiro religioso do período de Carnaval, no oeste do Pará, foi realizado no estádio até o ano de 2013. E de 2014 a 2017, o evento que reúne milhares de fiéis ocorreu no Espaço Pérola do Tapajós, no Parque da Cidade. Em 2018, o evento completa 35 anos, por isso a RCC pretende fazer uma celebração maior e acredita que haverá uma participação popular mais expressiva, havendo a necessidade de um local maior que o Espaço Pérola para acomodar bem o público.


PROCON DE OLHO
O Procon de Santarém orienta os pais ou responsáveis que fiquem atentos à lista de materiais exigidos pelas escolas neste início de ano letivo. A Portaria 001/2018, embasada na Lei n° 12.886/2013, considera ser nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição de ensino. É permitido que as escolas solicitem somente materiais de uso exclusivo e restrito ao processo didático-pedagógico com a única finalidade de atender às necessidades individuais do aluno durante a aprendizagem. A Portaria do Procon Municipal também determina que os estabelecimentos particulares de ensino disponibilizem, no período de matrícula, a lista de material escolar necessário ao aluno, acompanhada do respectivo plano de utilização dos materiais.


POLÊMICA
A instalação de antenas de telefonia em praças públicas tem causado polêmica e preocupado moradores em Santarém. Eles dizem que não foram consultados pela Prefeitura antes da instalação. Na praça Barão de Santarém (São Sebastião) uma antena começou a ser instalada no sábado (6). Outra antena fica na praça Rodrigues dos Santos. A operadora de telefonia e serviços móveis tem autorização da Prefeitura para os serviços, o que não agradou os moradores. A Prefeitura declarou que a empresa telefônica Brasil S.A. possui o termo de permissão onerosa de uso, assim como a certidão de uso e ocupação do solo expedidos pelas Semma e Seminfra. Segundo o governo, consiste em um poste metálico para melhorar o fornecimento do sinal na região.


IMPACTANDO

Perguntar não ofende: Já que a Associação dos Moradores de Alter quer um Carnaval sem maisena, por que não impede, também, os hippies na praça e o uso de drogas à vontade na Vila? Dois pesos e duas medidas. * O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) realizou uma ”Campanha de Doação de Sangue 2018”, na quarta e quinta-feira, 10 e 11/1. A coleta foi feita no próprio hospital. A intenção é estimular a doação e, consequentemente, abastecer o estoque técnico do Hemocentro Regional de Santarém. * Turistas da Alemanha e da Suíça estiveram nas dependências do Centro Cultural João Fona e ficaram impressionados com a exposição da ossada da baleia da espécie Minke, que encalhou no dia 14 de novembro de 2007 no Rio Tapajós, na comunidade Piquiatuba, em Belterra. * O Parque da Cidade e o Bosque da Vera Paz viraram uma espécie de “poupança” para a bandidagem. É que nos últimos meses, os “gatunos” estão deitando e rolando em cima do cabeamento de energia elétrica desses locais. É roubo atrás de roubo. Tão faturando com a venda de cobre. Nas últimas semanas, só do Parque da Cidade, foram roubados mais de 1.500 metros de cabos de energia elétrica. O pior, quem fica prejudicado é a população que tem que frequentar um local sem iluminação pública. * As mudanças feitas em algumas ruas no centro comercial de Santarém, viraram o principal agravante para o aumento de acidentes naquela área. Outro ponto é a péssima sinalização nos cruzamentos das ruas do centro comercial. Ainda tem a questão da ausência de Agentes de Trânsito naquela área. UM PERIGO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *