Permitida por MP, autorização para privatizar Eletrobrás é suspensa

É impossível usar medida provisória para permitir que a Eletrobrás e suas controladas sejam privatizadas, vendendo patrimônio público. Assim entendeu o juiz federal Cláudio Kitner, da 6ª Vara Federal de Pernambuco, ao suspender efeitos de um dispositivo da MP 814/17, editada em dezembro pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Na liminar, ele diz que “nada foi apontado pelo chefe do Poder Executivo a justificar a urgência da adoção de uma medida provisória, ‘no apagar das luzes’ do ano de 2017, para alterar de forma substancial a configuração do setor elétrico nacional, sem a imprescindível participação do Poder Legislativo na sua consecução”.

Kitner atendeu pedido de uma ação popular, na qual os autores questionam o modo como o governo federal colocou a Eletrobrás e suas controladas (Furnas, Companhia Hidrelétrica do São Francisco, Eletronorte, Eletrosul e Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica) no Programa de Desestatização.

As empresas haviam sido expressamente excluídas da prática pela Lei 10.848/2004. A revogação do dispositivo por MP, de acordo com os autores, deixou de ser transparente com os setores interessados.

“Na hipótese vertida aos autos, é dubitável que a medida adotada pelo governo federal atinge, de forma direta, o patrimônio público nacional, permitindo a alienação de todas as empresas públicas do setor elétrico para a iniciativa privada”, afirma o juiz.

“Fica patente, pois, que o artifício utilizado pelo chefe do Poder Executivo para concretizar sua política pública, se não lesa diretamente o patrimônio, porque estudos mais aprofundados não estão por ora a demonstrar, esbarra de forma violenta no princípio da moralidade, tutelado pela ação popular”, disse.

Fonte: Conjur com informações da Assessoria de Imprensa JF-PE

Um comentário em “Permitida por MP, autorização para privatizar Eletrobrás é suspensa

  • 12 de janeiro de 2018 em 21:07
    Permalink

    ÓBVIO QUE O MERITÍSSIMO NÃO ESTÁ PREOCUPADO COM O VALOR DA FATURA DE ENERGIA DA SUA RESIDÊNCIA, DEVIDO O ALTO SALÁRIO QUE RECEBE. O BRASILEIRO PAGA A TARIFA DE ENERGIA ELÉTRICA MAIS ALTA DA AMÉRICA DO SUL. PRIVATIZAÇÃO JÁ PRA ESSE CABIDE DE EMPREGOS DOS POLÍTICOS !!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *