Coluna Impacto Ed. 1181

BURACOS
Moradores do bairro Pérola do Maicá, em Santarém, enfrentam problemas de infraestrutura diariamente. Segundo a associação que representa a comunidade, buracos nas principais ruas e falta de iluminação pública são situações comuns encontradas na área. Com as chuvas ganhando intensidade na região, os moradores estão cada vez mais preocupados com trafegabilidade no bairro. Uma das principais ruas, a Avenida Maicá deveria iniciar na Avenida Dom Frederico Costa, mas o mato tomou de conta da metade da via, impossibilitando o tráfego até mesmo de pedestres. O caso é sério.


MUDANÇA NA 5ª URE
Informações que chegaram à Coluna são de que a 5ª Unidade Regional de Educação (5ª URE) com sede em Santarém, terá novo diretor a partir do dia 1º de fevereiro. O atual diretor da 5ª URE, professor Naldo Almeida ficará no cargo até o dia 31 de janeiro deste ano. Em seu lugar vai assumir o professor Normando de Castro, atual diretor do Colégio Rodrigues dos Santos. Em contato com nossa reportagem, Naldo Almeida disse que em novembro do ano passado entrou com pedido de sua aposentadoria, que foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira, dia 16 de janeiro de 2018.


UBS DE SANTARÉM
A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está implantando uma nova modalidade de atendimento aos usuários do serviço público de saúde, denominado “acolhimento”, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Santarém. O sistema começou a ser implantado neste mês de janeiro em todas as UBS’s do Município. O acolhimento faz parte da Política Nacional de Humanização, criada pelo Ministério da Saúde e que atua de forma a interferir na qualificação da atenção e gestão do SUS. Sua criação se deve à necessidade de avanço e qualificação do sistema nacional de saúde, na relação e nos processos de atenção ao usuário, bem como no trabalho de gestores e trabalhadores da área da saúde. Com a implantação do sistema de acolhimento nas unidades, muda-se o modelo tradicional de atendimento, facilitando o acesso dos usuários ao sistema de saúde.


CPI EM BELTERRA
Vereadores da base Macedista, Jonas Palheta líder do Governo (PSD), Auseni Monteiro (PSDB), Tinem (PT) e Helivelton Noronha (PT) protocolaram nesta semana um requerimento solicitando instauração de uma CPI, para investigação de várias denúncias relacionada à gestão de Alcione Oliveira à frente da SEMAT, que foi exonerada na semana passada. Duas situações curiosas no pedido da CPI, nunca na história um líder de um governo tinha pedido abertura e investigação contra seu próprio governo, como também nunca uma Secretária tinha sido alvo de tantas acusações. Isso ainda vai dar muita dor de cabeça.


DESTAQUE
O secretário municipal de Cultura, Luís Alberto Figueira, esteve em Belém na semana passada, onde reuniu com o secretário estadual de Cultura, Paulo Chaves. Dois assuntos foram dialogados com o titular da Cultura no Estado, Paulo Chaves: a primeira foi a necessidade da implantação de um teatro municipal em Santarém, que ampliará ainda mais as opções tanto aos artistas quanto ao público. Atualmente, os ambientes públicos fechados para fins artísticos são a sala cultural do Theatro Victória, cedida pelo Ministério Público Estadual (MPE) e o auditório da Casa da Cultura. A segunda pauta foi garantir uma eliminatória do Festival de Chorinho em Santarém, o qual ocorria somente em Belém, com a participação de artistas santarenos e dos municípios vizinhos. Possivelmente, o evento será no mês de abril.


TAPAJÓS NO LAGO GRANDE
Mostrando que não tem tempo ruim e nem crise, o vice-prefeito de Santarém, José Maria Tapajós, não descansa e sempre está nas comunidades de várzea e planalto, vistoriando obras e atendendo apelo da população. No último final de semana José Maria Tapajós esteve na região do Lago Grande, onde vistoriou obras que são feitas nos ramais de várias comunidades do Lago Grande. “São mais de 130 km de ramais, onde são realizadas manutenções, como abertura e alargamento dos mesmos. Nossa meta é atender aos anseios dos moradores”, disse José Maria Tapajós à Coluna.


HOSPITAL REGIONAL
Em 2017, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, atingiu a marca de 814.591 atendimentos prestados à população de 21 municípios do Oeste do Pará. O número expressivo engloba procedimentos cirúrgicos, internações, consultas, exames e urgência e emergência. O total é 12% superior a 2016, quando 728.754 atendimentos haviam sido realizados. Em 2017, a unidade ainda realizou 11 transplantes de rins, 12 captações de órgãos, as primeiras cirurgias bariátricas do Oeste do Pará e a primeira cirurgia cardíaca do interior do Estado.


DINHEIRO JOGADO FORA
O descaso com do dinheiro público é muito grande em várias partes do Brasil. Em Santarém não fica por menos. Tem uma ambulância na avenida Mendonça Furtado, que está abandonada há quase um ano. Ela está parada ao lado da agência do Bradesco da Cuiabá. A ambulância foi doada pela Assembléia Legislativa do Pará, ou seja, dinheiro público jogado fora. Tem tanta Município precisando de um veículo como esse, mas Santarém faz descaso. Até parece que a saúde pública em nossa cidade está às mil maravilhas!


IMPACTANDO

A Pastoral da Comunicação da Diocese de Santarém realizará no próximo dia 25 de janeiro, às 19h30, uma celebração a São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas e comunicadores, na Igreja Nossa Senhora das Graças, bairro Santa Clara, que será presidida pelo bispo diocesano Dom Flávio Giovenale. Será um momento importante de encontro dos comunicadores de nosso município. * No próximo dia 26 de janeiro a Capitania Fluvial de Santarém terá novo comandante. Capitão Ricardo Barbosa, que está à frente do órgão fluvial há dois anos, entregará o cargo ao Capitão Ferreira. * A Prefeitura de Santarém voltou atrás e autorizou que o amido de milho, spray e similares poderão ser usados no carnaval de Alter do Chão, especificamente na Praça do Çairé, sendo proibido em qualquer outra parte do Município. * Ainda na Vila, os não adeptos ao amido de milho, terão como opção o Carnaval ‘Cara Limpa’, na Praça Sete de Setembro. A programação oficial na Vila ocorrerá nos dias 11 e 12 de fevereiro, respectivamente, domingo e segunda-feira. * Índios venezuelanos da etnia Warao, que estão refugiados em Santarém desde setembro de 2017, foram atendidos pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), com testes rápidos para detecção do HIV, Sífilis e Hepatites B e C. Nenhum dos mais de 30 índios examinados tiveram resultado positivo para HIV. Segundo a Semsa, essa é a quinta vez que os refugiados que estão abrigados no prédio de uma antiga escola no bairro Cambuquira, recebem serviços de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *