Depois de 14 dias, corpo de recém-nascido é encontrado em Vitória do Xingu

Suposto pai matou mãe e filho no início do mês. Corpo da jovem Gabriely foi localizado há dez dias.

Após catorze dias desaparecido, o corpo do bebê Enzo, filho de Evanilza Gabriely Silva de Freitas, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (24), em Vitória do Xingu, município do sudoeste paraense. A jovem foi encontrada sem vida no último dia 13, e tanto mãe quanto o filho foram mortos por Elielson Vieira de Sousa, que seria o suposto pai da criança e tinha um relacionamento extraconjugal com Gabriely.

Segundo o tenente-coronel Alencar, comandante do 16º Batalhão Polícia Militar (BPM), por volta de 6 horas da manhã de hoje, as polícias Civil e Militar começaram as buscas pelo corpo do recém-nascido, morto com apenas 19 dias de vida. Após sua prisão, no dia 21, Elielson confessou a autoria dos assassinatos e disse onde a polícia poderia encontrar o corpo da criança. Buscas foram feitas e, após várias tentativas, o corpo de Enzo foi encontrado, dentro de duas sacolas plásticas e envolto em um lençol. Ao lado do corpo, foi encontrada uma mochila com os pertences de Gabriely e do bebê, como roupas e documentos.

O corpo da criança estava a poucos metros de onde “Tadeu”, como Elielson também é conhecido, tinha escondido o cadáver de Gabriely: perto de sua própria casa, na localidade de Jacuípe.

Segundo o assassino, ele e Gabrielly iriam fugir juntos no dia 10, mas o bebê começou a chorar e, com “medo” da família dele ouvir, uma discussão começou. A criança então caiu do colo da mãe e morreu ao se chocar com o chão. Gabrielly então se desesperou e gritou por socorro. Para silenciar a jovem, Elielson tampou sua boca com as mãos, obstruindo as vias respiratórias. Ela teria morrido desse modo, asfixiada. Contudo, esta versão ainda não foi confirmada pela perícia criminal.

O corpo do bebê foi removido do local por uma equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. O caso chocou os habitantes da pequena comunidade do Jacuípe que, ao mesmo tempo em que estão aliviados após dias de buscas pelos corpos de mãe e filho, estão entretecidos e indignados com a morte violenta de ambos.

Fonte: ORM News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *