Novo Portal Ed. 1184

O CERIMONIAL DA CÂMARA MUNICIPAL
Fiquei decepcionado com o cerimonial da Câmara Municipal de Santarém na organização e disposição dos trabalhos da abertura do Legislativo para o ano de 2018. Apesar da pomposidade do evento, quem esteve presente pode notar uma série de gafes, se não cometidas involuntariamente pelos servidores que organizaram o cerimonial, se deram, quiçá, por ordem superior, que só se pode admitir vindas da direção maior da Casa. É que a composição da mesa dos trabalhos não contou com a presença do Vice Prefeito, José Maria Tapajós, visto que não houve o convite oficial para que o mesmo ocupasse um dos seus lugares. Como se não bastasse a gafe – para a mesa foram convidadas pessoas de menos expressão hierárquica – também não foi feita referência à presença de Secretários do Governo Nélio no plenário da Câmara, limitando-se a locutora oficial a referenciar outros nomes de menos projeção na administração municipal, com exceção de alguns exercentes de mandatos eletivos. Lamenta-se a falta de melhor preparo na organização da solenidade, embora não se possa negar que a Casa Legislativa está bem estruturada e com boa apresentação.


O SENADO FEDERAL MERECE CRÉDITO?
Foi encaminhada ao plenário a PEC 89/2011, segundo a qual várias das autoridades cuja indicação é submetida ao Senado devem comparecer anualmente à Casa para prestar contas do andamento das suas atividades. A regra se aplicaria a diretores de Agências Reguladoras e do Banco Central, a membros de conselhos e ao chefe da Defensoria Pública da União. A proposta é do senador licenciado Walter Pinheiro (sem partido-BA), segundo o qual a prestação de contas dessas autoridades ao Congresso seria aprimorada se houvesse uma previsão constitucional para o seu comparecimento periódico. O Senado teria essa prerrogativa por ter sido o responsável pela decisão sobre a nomeação dos indicados. O pior dessa proposta é que o povo considera quase todos os integrantes do Senado sem hombridade política e muitos respondendo a vários processos na Justiça por corrupção, improbidade administrativa, desvio de verbas, etc. Aí, então, repousa a desconfiança: como podem senadores enrolados na Justiça fiscalizar agentes públicos que eles mesmos indicaram ou ratificaram seus nomes? Fica difícil confiar nesse projeto.


GANHANDO PONTO: Os cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford que anunciaram terem desenvolvido um novo tratamento para câncer o qual teve resultados notoriamente positivos em ratos. O tratamento é uma forma de imunoterapia – usando o próprio sistema de defesa do corpo para lutar contra os agentes do câncer – através de uma vacina feita de dois tipos de agentes imune estimulantes diretamente em tumores. Os pesquisadores descobriram que usando esse método, os tumores em camundongos foram completamente eliminados em menos de 10 dias. Além do mais, a equipe descobriu que dentro de 20 dias, mesmo os tumores que não tinham sido tratados desapareceram. O tratamento está sendo considerado inovador pela comunidade científica. A nova vacina pode ser adaptada para qualquer tipo de câncer. No caso do experimento de Stanford com camundongos, por exemplo, a doença era linfoma.


PERDENDO PONTO: Os cartéis de postos de combustíveis que não estão diminuindo os preços da gasolina que são reduzidos pela Petrobras, porém, por formação de cartel, como acusa o Governo Federal, estão impedindo a queda do preço para o consumidor. Para o Governo desde que a gasolina começou a ter reajuste diário em percentuais mínimos já subiu 20% nas bombas e o diesel 14,8%. Para investigar eventuais carteis o Governo Federal acionou o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), ao mesmo tempo a Petrobras vai mudar sua política de divulgação de preços passando a publicar o valor de venda dos produtos por suas refinarias, em vez dos percentuais de reajustes diários. A medida visa dar mais transparências à política de preços.


PONTUANDO: # Iniciando os trabalhos Legislativos – A Câmara Municipal de Santarém realizou no dia 05/02/2018, sessão solene de início dos trabalhos legislativos do ano de 2018. O ato contou com a presença de autoridades e com homenagens e concessão de título de Cidadão santareno ao ilustre Ministro Helder Barbalho. Autoridades civis, militares e eclesiais foram convidadas para o evento que foi bem prestigiado. O Prefeito Nélio Aguiar, autoridade máxima presente fez uma prestação de contas dos seus atos de gestão no primeiro ano de governo, aonde na sua mensagem, fez um relato de tudo o que realizou, das dificuldades encontradas e do que pretende fazer nos três últimos anos de seu governo. # O mundo dá muitas voltas – Como a gente não pode prevê o futuro. Quem antes arrotava arrogância e dinheiro fácil, hoje se contenta com mísero salário público até insignificante para quem se achava o maior. # O Governo de Nélio Aguiar e as Emendas dos parlamentares – O Prefeito Nélio Aguiar está bastante confiante numa reviravolta no seu governo, principalmente na infraestrutura da cidade. É que vários parlamentares, destacando-se Francisco Chapadinha e José Priante, dentre outros, fizeram emendas no orçamento da União alocando verbas para melhorias no sistema viário da cidade com asfaltamento de ruas e outros serviços. Além do mais, a vinda do Ministro da Saúde à Santarém trouxe o ânimo de que o Hospital Materno Infantil poderá a vir ser concluído ainda no governo atual. # A criminalidade em Santarém – Já deu para notar que o crime em Santarém arrefeceu nos últimos meses de 2017, isso porque as Polícias Militar e Civil, principalmente a primeira sob o comando do Tenente-Coronel Maués tem feito um trabalho excelente de inteligência, de prevenção e de rigor na atuação. Era isso que eu sempre defendia nesse espaço, ou seja, batidas policiais, blitz em lugares específicos e de deslocamento rápido, o que causou medo nos bandidos e traficantes. Embora ainda não se registre nenhuma estatística de zero crime, o fato real é a diminuição de assaltos curtos e de homicídios. Parabéns às autoridades! # Até que enfim o consumidor é beneficiado – A partir do dia 25 de fevereiro, as ligações locais e interurbanas de telefones fixos para celulares ficarão mais baratas. Segundo Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a redução das chamadas locais vai variar entre 10,58% e 12,75 % e das tarifas interurbanas entre 3,98% e 7,41%. A queda vai acontecer por conta da redução das tarifas de interconexão, pagas pelas empresas que utilizam a rede de outro grupo. # Tentando ajudar os idosos – Projeto de Lei do Senado (PLS) 154/2017, de autoria do senador Pedro Chaves (PSC-MS), cria incentivos para a contratação de idosos. A proposta prevê que o empregador poderá deduzir da contribuição social o valor de um salário mínimo para cada semestre de contrato de trabalho. Pedro Chaves destacou que a iniciativa motiva as empresas para contratar mais idosos, assegurando aos trabalhadores todos os direitos. # Uma pesquisa suspeita – Há um dois meses recebi na minha residência um rapaz com crachá que se identificou como sendo do IBGE e que estava fazendo pesquisa para o órgão. Depois de examinar as credenciais respondi as perguntas formuladas. Estranhamente, recebi dia 06/02/18 um telefonema de uma pessoa identificando-se do IBGE que queria retificar dados da pesquisa sobre rendimentos da família, o que me deixou desconfiado. Não prestei as informações solicitadas (o telefonema me deixo escabreado), pois não posso entender como algo sério as indagações imprecisas. Cuidado leitores! #Ação rápida da Polícia Civil – A Polícia Civil agiu rápida e conseguiu prender em Itaituba o bandido que atentou contra a vida de um jovem cabelereiro desferindo tiros contra o mesmo. Por graças de Deus a arma falhou e só um tiro atingiu a vítima. Esse meliante já era procurado e tem várias passagens por outros crimes. De parabéns o Delegado Germano pela presteza nas ações. # Auxílio Moradia de Magistrados – Atualmente grupos políticos de esquerda (comunistas) criticam e sugerem extinguir o auxílio moradia de Magistrados. Eu até que sou contra o auxílio de quem tem residência no mesmo local de trabalho, e não daqueles que são obrigados a pagar hotel ou imóvel para desenvolver seu trabalho. Mas também sou contra deputado e senador que mora em Brasília e tem apartamento funcional; sou contra ex-presidentes que usam dois veículos para se deslocarem, têm seguranças pessoais, têm assessores e passagens de avião para fazerem palestras de mentira, tudo à custa dos cofres públicos. Isso os adeptos de Lula não veem. # A insegurança em Belém – A capital do Estado está em ebulição crescente em termos de insegurança. Quase todos os dias ocorrem homicídios, muitos deles por motivos fúteis a ponto do Governador Jatene ser questionado na abertura dos trabalhos legislativos pelo deputado “soldado Técio”, o que gerou um bate boca de baixa categoria. Para colimar o desrespeito à segurança pública, no momento da discussão um agente de trânsito era morto barbaramente enquanto fazia o seu trabalho. # Dois Comandos e muito sucesso – A união entre o Tenente Coronel Maués, Comandante do 3ª BPM e do Coronel Tomaso, do 1º Comando de Policiamento Regional (CPR1), tem trazido bons resultados para a segurança pública em Santarém, e se alguém tiver alguma dúvida é só consultar os índices estatísticos da criminalidade antes e depois deles, onde verá que houve uma queda muito acentuada da criminalidade, fruto do trabalho dos dois. Portanto, nem pensar em trocar qualquer um desses militares. # Ainda sobre a PM – Estou sabendo que um vereador com influência junto ao Governo do Estado está querendo intervir para mudar o 1º Comando de Policiamento Regional (CPR1). A sociedade não vai aceitar essa imposição, até porque o trabalho da PM em Santarém só recebe elogios. Com certeza, o Prefeito Nélio Aguiar, a OAB, bem capitaneada por seu Presidente, Ubirajara Bentes, a Associação Comercial e Empresarial de Santarém, e outros seguimentos da sociedade vão unir forças para que não haja troca. O nome do vereador, posteriormente será publicado. # O abraço vai para o vereador Tadeu Cunha, que também é leitor dessa coluna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *