Eduardo Fonseca Ed. 1186

QUE DIRIGENTE EU QUERO PARA O MEU PAÍS?!

Sim, caro leitor, mesmo no que pese à grande quantidade de intelectuais que trabalham na rede de televisão que está fazendo a campanha QUE BRASIL VOCÊ QUER PRO FUTURO?! QUE PAÍS EU QUERO? Entendo que não é o BRASIL que eu quero. O meu País eu já tenho, eu já o recebi. É um presente de Deus. É este, e ele é um “País tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”.
Este é o País que eu quero. Não precisa mudar, principalmente, nos aspectos físicos e de localização geográfico apreciando em noites enluaradas a constelação do Cruzeiro do Sul, disposta na nossa Bandeira Nacional, na posição em que se encontrava na noite da Proclamação da República.
Metaforicamente qual o País que eu quero?!. Eu quero, sim, é mudar os dirigentes para que o País possa melhorar e deixar essa crise, principalmente, a crise de moralidade, que advém da crise política, viciada, continuísta, corrupta e sem compromisso com a Pátria amada, a nossa mãe gentil.
É até vergonhoso, se ouvir dos órgãos internacionais a desmoralização do meu País. Pelo aumento indiscriminado da corrupção em todos os setores da sociedade brasileira. O responsável, somos nós. Temos uma arma que a Lei do Desarmamento não aboliu o VOTO, devemos usá-lo neste ano de eleição. Como já dizia Rui Barbosa, no século XIX, mais precisamente em um pronunciamento no ano de 1879 “…NÃO HÁ DIREITO MAIS EMINENTEMENTE POLÍTICO, QUE O DE VOTAR, É O DIREITO POR EXCELÊNCIA. É O DE REPRESENTAÇÃO. PELO VOTO O CIDADÃO É ADMITIDO A TOMAR PARTE NA ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO, COADJUVANDO, INTERVINDO, NA MARCHA DOS NEGÓCIOS PÚBLICOS”. E aí…?
No Rio de Janeiro “o carnaval deste ano não foi igual àquele que passou”! Porque após o desfile das escolas de samba cujos enredos predominaram a crítica sobre as mazelas da sociedade, as “ratazanas” que “depenam” as estatais, como a Petrobrás, trouxeram, também, os moradores de ruas, o uso de celulares dentro dos presídios, os políticos inescrupulosos. Os que festejaram aniversário, na Europa, com guardanapos do restaurante na cabeça. E o povo passando as maiores necessidades, sem atendimento médico e outros serviços e os servidores públicos do Rio de Janeiro com salários atrasados.
O Rio de Janeiro não recebeu cinzas. Recebeu as tropas das Forças Armadas, principalmente a que se chamava antes de “Verde Oliva”. Recebeu este presente, por causa dos descasos dos seus dirigentes, a intervenção na segurança pública. Já é um bom começo! E talvez neste momento não lembre da profecia deixada pelo EX-PRESIDENTE GEISEL. 1974 a 1979: “SE É A VONTADE DO POVO BRASILEIRO EU PROMOVEREI A ABERTURA POLÍTICA NO BRASIL. MAS CHEGARÁ UM TEMPO QUE O POVO SENTIRÁ SAUDADE DA DITADURA MILITAR. POIS MUITOS DESSES QUE QUEREM O FIM DA DITADURA NÃO ESTÃO VISANDO O BEM DO POVO, MAS, SIM, SEUS PRÓPRIOS INTERESSES. “Eu já vi este filme antes”. As tropas já estão nas ruas. O povo está apoiando, mesmo assim no País que eu tenho, “em fevereiro tem carnaval”! ////////// Santarém está vivendo uma semana excepcional, a das comemorações dos Cem anos de instalação da Capitania dos Portos em Santarém. Isto significa, que há cem anos, a Marinha do Brasil, vem dando atenção especial, aos nossos rios e a navegação fluvial. Razão porque tivemos a presença da Banda de um Grupamento de Fuzileiros Navais, a presença de navios da Marinha instalados na Região, principalmente, em Manaus e em Belém e a presença de alguns comandantes que já serviram na Capitania de Santarém. Uma sessão especial foi realizada na Câmara Municipal de Santarém, mesmo no que pese algumas “gafes” do cerimonial, (o que acontece sempre) foi brilhante, principalmente, quando a banda dos fuzileiros navais tocou o hino da Marinha do Brasil, o “Cisne Branco”, oportunidade em eu me lembrei do tempo que prestei serviço miliar na “Briosa Marinha de Guerra do Brasil” de 1971 a 1976. /////// Importante a iniciativa da Comissão dos moradores do bairro do Laguinho, liderada pelo nosso Prefeito municipal. Foram até Brasília, para ver se conseguiam o Campo da ASSIBAMA, junto ao IBAMA para os comunitários. Convém destacar a presença do Vereador da cidade de Mojuí dos Campos – Beto Farinha – ele foi criado no bairro, morador junto com seus familiares e um dos grandes incentivadores da prática do futebol nos campos de futebol existentes ali. Inclusive descobrindo, diversos atletas. Segundo notícias vindas do planalto central, a metade do terreno ficará para a comunidade. Oxalá se confirme, com brevidade!. Parabéns às lideranças comunitárias e os políticos que participaram dessa caravana até a Capital Federal! /////// Às 17 horas de hoje, na Casa de Cultura de Santarém, ocorrerá a sessão solene de posse da nova diretoria da ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE SANTARÉM – ALAS, para o mandato de dois anos 2018 a 2020, tendo como presidente o Acadêmico o Prof. Doutor Anselmo Colares. Desejo-lhe sucesso no seu mandato. /////////////// São Pedro não teve pena dos santarenos. Há três dias chove torrencialmente em Santarém. É lamentável, a situação em que essas chuvas torrenciais caídas em nossa cidade, tem deixado em estado de calamidade nossas ruas e avenidas . Principalmente nos bairros onde sempre são considerados áreas de risco. Um mal que vem passando de administração para administração, não se pode culpar a atual, devemos ter calma e esperar a atuação das secretarias envolvidas para este caso. ////////////// Hoje, tem BAILE DE SAUDADE no Fluminense, a partir das 23 horas, com a BANDA RAÍZES DA TERRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *