Membro de Associação que investiga a Hydro, é assassinado dentro de sua casa

O integrante da Cainquiama – Associação dos Caboclos Indígenas e Quilombolas da Amazônia, Paulo Sérgio Almeida Nascimento, de 47 anos, foi assassinado com quatro tiros na madrugada desta segunda-feira (12) dentro de sua residência, mais precisamente por volta das 4 horas da madrugada.

A Cainquiama é uma Associação que investiga os crimes ambientais praticados pela empresa Hydro, no município de Barcarena e seus membros estão todos ameaçados de morte. Além de que denuncia o prefeito de Barcarena, Antonio Carlos Vilaça, de fazer negócios com a Hydro.

Paulo Sérgio era uma das pessoas a favor de quem o Promotor Militar, Armando Brasil, solicitou garantias de vida e que foram negadas pela Segup, na pessoa do ex-titular Jeannot Jansen.

FIQUE POR DENTRO: No dia 1º de fevereiro deste ano, a Cainquiama, através de seu advogado Ismael Moraes, protocolou junto à Promotoria de Justiça Militar, uma representação criminal, informando que o Sr. Bosco Oliveira Martins Junior, membro da diretoria da Cainquiama, juntamente com sua família e outros membros da Associação, estavam sofrendo ameaças de morte. O Promotor Militar, Armando Brasil, encaminhou ofício ao Secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Pará, Jeannot Jansen da Silva Filho, solicitando garantidas de vidas aos representantes da Associação. No dia 19 de fevereiro deste ano, o secretário de segurança Jeannot Jansen encaminhou ofício ao Promotor Militar, Armando Brasil, negando garantias de vidas a essas pessoas que fazem parte da Associação Cainquiama, por responderem por alguns crimes.

O pior aconteceu, na madrugada desta segunda-feira, Paulo Sérgio, um dos membros da Associação, foi assassinado dentro de sua residência, com quatro tiros.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *