Filho do ex-presidente Jango vem a Santarém para lançar pré-candidaturas do PPL

João Vicente Goulart é pré-candidato à Presidência da República pelo PPL (Partido da Pátria Livre)

O filho do ex-presidente João Goulart (Jango), que instituiu o 13° salário e, assim como seu pai, defende a realização das reformas de base, a exemplo da reforma agrária e tributária.

João Vicente Goulart estará em Santarém no próximo dia 20 em campanha política no oeste do Pará. Ele é pré-candidato à Presidência da República pelo PPL (Partido da Pátria Livre). João Vicente, 60 anos, foi deputado no Rio Grande do Sul em 1962, pelo PDT. É formado em filosofia.

Ele desembarca em Santarém para participar do lançamento de pré-candidaturas de militantes do PPL do oeste do Pará, entre as quais, do blogueiro e publicitário Hiromar Cardoso, o Xaropinho, que pretende entrar na disputa por uma das duas vagas ao Senado.

Convite para lançamento de pré-candidaturas

O evento será realizado na sede do Veterano Esporte Clube, no bairro da Aldeia, a partir das 19h. O PPL faz um esforço em conjunto no País neste ano, principalmente pela necessidade imposta pela cláusula de barreira.

O partido precisa obter 1,5% dos votos em todo País e mais de 1% em nove estados em votações proporcionais para ter acesso a recursos do fundo partidário e a tempo na TV e no rádio.

Atualmente, a legenda tem apenas um nome na Câmara dos Deputados. Ele se chama Uldurico Pinto, da Bahia.

Para governador do Pará, o PPL lançará no próximo dia 21, em Belém, a pré-candidatura do Cabo Mauro.

ORIGEM: O PPL tem origem no antigo MR-8, depois da luta armada se integrou na luta pela redemocratização do Brasil. O presidente nacional da legenda é o ex-guerrilheiro Sérgio Rubens.

Fonte: RG 15/O Impacto e HC

Um comentário em “Filho do ex-presidente Jango vem a Santarém para lançar pré-candidaturas do PPL

  • 12 de junho de 2018 em 05:21
    Permalink

    Certamente vem cumprir as promessas do seu pai, fazendeirão no RG do Sul e Uruguai, de doar terras aos necessitados, mas agora fazer uma reforma agrária em suas próprias fazendas, como exemplo de amor à causa, porque em terras alheias é demagogia baratíssima !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *