Presidente da Famep participa de reunião com Conselho Político da CNM para avaliar as ações para o avanço da pauta municipalista no Congresso e no Planalto

Nélio Aguiar reuniu na quarta-feira, em Brasília.

O presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep) e coordenador da Região Norte da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Nélio Aguiar, esteve juntamente com o Prefeito de Conceição, Jair Martins e o Diretor Executivo da Famep, reunidos na quarta-feira (8), com o presidente da CNM, Glademir Aroldi e com os membros do Conselho Político na sede da entidade em Brasília. A reunião definiu o alinhamento das ações desta tarde que fazem parte da Mobilização Municipalista – Gestores em Brasília pela Aprovação de Pautas Prioritárias.
O conselho político fez um balanço da mobilização de ontem (7) e de hoje, preparando a pauta para debatê-la com presidente, Michel Temer. O presidente Nélio defendeu que cada estado deveria ter sua própria política tributária de exportação. “Eu já concordo com o próprio presidente da Câmara, pois acredito que deve haver uma distinção e cada estado deveria fazer uma legislação por causa dos impostos, e necessário que isso seja avaliado, outro problema que envolve isso é que esse modelo de exportar ferro, bauxita, exportar produtos primários acabam causando um grande prejuízo aos estados. Precisamos brigar mais por isso, pois só assim os Estados e Municípios”, disse Nélio.
Após a reunião, a comitiva municipalista parte para o Congresso Nacional para reforçar junto aos parlamentares a necessidade de fazer avançar a pauta prioritária da mobilização: Leis Kandir e de Licitações e o pedido de urgência na votação do PLP 461/2017, que trata dos tomadores de serviço do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Mais tarde os presidentes de entidades estaduais e o ex-presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, serão recebidos pelo presidente da República. Onde aproveitarão a oportunidade para agradecer pelas conquistas obtidas e tratar demandas relacionadas ao Encontro de Contas, à linha de crédito para precatórios, ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), dentre outros temas.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *