IJUS comemora dez anos de atuação, compartilhando sonhos e trabalhando na realidade

No mês de agosto, o Instituto Juruti Sustentável (IJUS) completou dez anos de atuação com uma ampla agenda de eventos comemorativos. O IJUS renovaa disposição pelo seu propósito de manter um espaço de diálogo democrático e qualificado e promover iniciativas pelo desenvolvimento sustentável de Juruti e entorno.

Vivenciando as transformações da última década no município de Juruti, o IJUS nasceu com a chegada da mineradora Alcoa na região e os desafios socioambientais da presença da indústria na Amazônia. Iniciou sua trajetória com o Tripé Juruti Sustentável, abrangendo: 1) o Conselho Juruti Sustentável (Conjus), reunindo em única mesa de discussões o poder público, organizações civis e empresa; 2) o Fundo Juruti Sustentável (Funjus), como mecanismo financeiro para investimento em iniciativas de sustentabilidade de Juruti e entorno; e 3) os indicadores socioambientais, que instrumentalizam as discussões e orientam as necessidades prioritárias do município de Juruti.

Hoje o IJUS comemora resultados concretos no apoio a projetos de sustentabilidade, na gestão autônoma e transparente. O IJUS consolidou o Conjus e o Funjus em um único Instituto, porém manteve a independência do conselho do Fundo em suas avaliações. Com o reconhecimento como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) desde o ano passado, o Instituto mantém ainda conselhos de Ética e Fiscal, e todas as suas prestações de contas em portal da transparência.

Segundo José Maria Melo, Secretário de Governo do Município de Juruti, o IJUS tem sido um instrumento fundamental de orientação e articulação entre várias organizações, somando esforços na busca de resultados concretos. “Nesses dez anos de ações é notório o resultado positivo das ações do IJUS, contribuindo com o empreendedorismo e o desenvolvimento sustentável de Juruti. O Instituto tem mostrado que é possível e como se pode fazer um bom trabalho mesmo diante de todos os desafios do município”, comenta o secretário.

As iniciativas do IJUS vêm ganhando reconhecimento na região. De acordo com o gerente regional do Sebrae de Santarém, Michel Martins, Juruti tem esse Instituto como diferencial para alavancar o desenvolvimento local. “O IJUS é a ferramenta para promover o desenvolvimento sustentável, de maneira que se possa envolver tanto a comunidade quanto os negócios. O Instituto faz isso com maestria, conseguindo impulsionar resultados a partir da integração de esforços entre os setores produtivo, público e o terceiro setor”, comenta.

A Alcoa, mineradora que investiu R$ 3,5 milhões viabilizando o pontapé inicial do Fundo Juruti Sustentável e participante ativa desses dez anos do Instituto, destaca seu contínuo apoio ao IJUS por acreditar na importância de haver uma organização democrática, promovendo ações qualificadas e não limitadas ao período de exploração mineral, mas por todo o futuro de Juruti. “O IJUS foi concebido dentro de um modelo inovador de investimento em projetos de fomento ao desenvolvimento local. O grande diferencial do IJUS é a pluralidade, encorajando todos ao diálogo e à construção conjunta de soluções para o desenvolvimento sustentável de Juruti e seu entorno”, declara Rogério Ribas, gerente de Relações Institucionais da Alcoa Juruti.

Conforme o professor Michelly Rios Arévalo, agrônomo Doutor em Ciências e Desenvolvimento Socioambiental, da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), o espaço de diálogo e de decisões compartilhadas no IJUS talvez seja um dos melhores avanços já registrados na região, pois é no consenso dos atores envolvidos que se tomarão as melhores decisões para o desenvolvimento do município de Juruti. “Olhando pra frente, nos próximos anos, visualizo que atuação do IJUS será ainda mais importante, pois na maturidade das ideias e das ações surgirão as melhores alternativas econômicas e sociais no município. Isto, mais que uma necessidade seria uma prevenção ao esgotamento do minério bauxita em Juruti”, explica o professor.

Resultados

Em uma década de atuação o IJUS apoiou 42projetos  e 108 comunidades em Juruti, além de iniciar a expansão de suas ações para mais quatro municípios vizinhos. Mais de 3,5 mil pessoas foram beneficiadas pelas iniciativas desenvolvidas com investimento de mais de R$ 1 milhão pelo Instituto. Além disso, como prova de seu poder de articulação, mais de R$ 2 milhões foram  atraídos para investimento na região através do IJUS. Os projetos são apoiados Fundo Juruti Sustentável por meio de editais e as parcerias são formalizadas através de parcerias  e cooperações técnicas.

Os beneficiários dos projetos reconhecem o apoio do IJUS. “Para nós, o IIUS é de grande importância porque definimos os caminhos que queremos em nosso projeto e estamos tendo apoio. Estamos capacitando 50 jovens em Sistemas Agroflorestais de seis comunidades e ganhamos uma visão mais técnica e estamos fazendo melhor nosso trabalho”, comenta Oscarlinhos Ramos de Oliveira, presidente da Associação das Comunidades da Região do Planalto Mamuru, e coordenador do Projeto Cutia.  Alcidéia Gonzaga, coordenadora do Projeto Banda Marcial de Juruti Velho, também comemora a parceria: “O IJUS é um parceiro infalível. Temos, hoje, 80 alunos beneficiados e essa satisfação só renova nossa vontade de trabalhar com seriedade”.

Segundo a diretora-presidente do IJUS, Idaliana Albuquerque, em seus 10 anos de existência, o IJUS tem mostrado determinação em cumprir seu propósito de promover a discussão democrática qualificada e apoiar iniciativas sustentáveis com o olhar no presente e no futuro do município de Juruti e entorno. Para comemorar seus dez anos, o IJUS promoveu Seminários de Desenvolvimento Socioeconômico e de Educação, Participação e Desenvolvimento, bate-papo sobre Saúde na Juventude, visita institucional com grupo de estudantes da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) e um jantar comemorativo com representantes de todos os parceiros.

Durante o jantar comemorativo o Ijus realizou grandes lançamentos, como sua nova logomarca representando o novo momento do instituto, bem como  o Edital “Chamada de Projetos que Contribuam para o Cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS”. Nos ODS, proposto pela Organização das Nações Unidas – ONU, estão previstas ações mundiais nas áreas de agricultura, igualdade de gênero, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, crescimento econômico inclusivo, entre outras. Com este Edital, o IJUS investirá o total de R$ 300 mil em iniciativas de apoio aos ODS.

Sobre o IJUS

O IJUS foi estabelecido em agosto de 2008, o Instituto Juruti Sustentável (IJUS) é a primeira organização civil certificada como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) no município de Juruti-PA.

O IJUS é composto pelo Conselho Juruti Sustentável – CONJUS, órgão voltado à promoção do diálogo coletivo entre organizações sociais, poder público e iniciativa privada; Fundo Juruti Sustentável – FUNJUS, mecanismo financeiro voltado a investimentos em projetos voltados ao desenvolvimento sustentável local; e indicadores para acompanhamento de aspectos do desenvolvimento socioeconômico de Juruti. Conselho, Fundo e Indicadores, juntos, integram a estratégia “Tripé Juruti Sustentável”, que norteia a atuação do IJUS desde a sua origem.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/Ijus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *