Polícias Militar e Civil descobrem plantação de maconha e prendem traficantes

A Polícia Militar 18°BPM e Policia Civil, de Monte Alegre, deflagraram a Operação “Libertação”, realizando apreensão de centenas de mudas e plantios de pés de maconha, prenderam 04 integrantes da organização criminosa e retiraram 2 menores de situação de risco.

A Operação denominada “Libertação” foi deflagrada pela Polícia Militar na quinta feira (13/09) e teve duração de 5 dias, encerrando nesta segunda feira  (17/09). O objetivo era realizar o mandado de prisão de José Nunes (Pingo), de 39 anos, acusado do estupro de uma menor de 09 anos, bem como realizar a retirada de menores que estavam em situação de risco na comunidade de Auto Juari, em Monte Alegre, sendo obrigados a trabalharem no cultivo de  maconha.

Para chegar na localidade de difícil acesso com mata fechada, a PM utilizou carros e motos, e parte do trajeto foi feito a pé. Chegando no local a PM, juntamente com o coordenador do Conselho Tutelar encontraram dois menores, de 16 e 11 anos, que estariam sós a pelo menos 6 dias em uma casa de área de mata fechada, sem as mínimas condições necessárias de higiene, alimentação e segurança.

Os dois menores relataram que não estariam frequentando escola, que seu pai estaria a trabalho para outra comunidade e que sua mãe não convivia mais com eles. Que teriam mais três irmãs, a mais velha de 13 anos que está aos cuidados da Justiça e que teria sido abusada desde os 9 anos por “Pingo” e teria uma filha de dois anos com o acusado. Que as outras duas irmãs, de 9 e 7 anos teriam siso levadas para a casa de uma tia, pois Pingo já estaria mantendo acesso a casa das crianças na ausência de seu pai.

Instantes depois chegou de motocicleta no local um menor de 17 anos, já conhecido da Polícia por envolvimento em diversos delitos, o mesmo confessou a Polícia que teria ido até a comunidade por ordem de um presidiário para comprar entorpecente (maconha).

A PM voltou a indagar os dois menores, os quais confessaram que em sua propriedade havia uma plantação de maconha, que seria de Pingo e que esta plantação ficava aos cuidados do menor de 16 anos, o qual até faria uso da droga. A PM realizou buscas e encontrou uma plantação com aproximadamente 500 mudas pequenas de cannabis sativa(maconha).

Em continuidade, a Polícia Militar realizou incursões em outras comunidades, como Setor 1,2,3,4 e 6 na tentativa de capturar Pingo e/ou outros integrantes de uma organização criminosa de tráfico e localizar outras plantações de drogas. Pingo foi localizado e preso na noite de domingo na comunidade de Serra Azul, no ramal do Catitú. Seus comparsas fugiram no matagal.

Já  na madrugada desta segunda-feira, a Polícia Civil integrou a equipe da PM e foram encontrados no ramal do Catitu outros três plantios, com aproximadamente 300 pés de maconha pronto para serem colhidas. Parte da droga foi queimada no local devido o difícil acesso para retirada.

Pingo relatou que a organização atua há pelo menos 5 anos na região, e que a maior parte da droga já havia sido retirada e comercializada e que os demais outros integrantes da organização poderiam estar na comunidade de Malvinas. A PM e Polícia Civil se deslocaram até a comunidade e prenderam mais 03 acusados de participar da quadrilha (Josivaldo Pereira, de 20 anos; Jucinaldo Pinho, de 20 anos; e Josiclei Pereira, de 19 anos), os mesmos foram presos em uma casa conhecida pela comunidade como ponto de venda de drogas, e estavam em posse de duas armas de fogo tipo espingarda e uma quantia de maconha.

Os acusados, vítimas e material apreendidos foram conduzidos e apresentados na Delegacia da Polícia Civil de Monte Alegre, acompanhados de um conselheiro tutelar para providências cabíveis.

Fonte: RG 15/O Impacto, com informações da PM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *