Capitania Fluvial de Santarém realiza Curso de Formação de Aquaviários, Marinheiro de Máquinas Turma I/2018 (CFAQ II M – N3)

A Capitania Fluvial de Santarém (CFS) realizou, no dia 28 de setembro, a Cerimônia de formatura do Curso de Formação de Aquaviários, Marinheiro Fluvial de Máquinas Turma I/2018 (CFAQ II – M N3).

 O Capitão dos Portos de Santarém, o Capitão de Fragata ROBSON FERREIRA CARNEIRO presidiu a cerimônia, de entrega de carteiras e certificados aos novos aquaviários, que após aprovação no curso, obtiveram os tão sonhados documentos geradores de oportunidade de emprego e renda. A cerimônia contou com a presença de Autoridades Militares e Civis e dos familiares dos formandos.

Capitão dos Portos de Santarém e a formanda Sra. Vera Lúcia

O curso foi realizado nos período junho a setembro deste ano e visa atender a demanda na formação de aquaviários e que até o momento na região e suprir as demandas das empresas de navegação, as quais aumentaram consubstancialmente por conta da escoagem de grãos e minérios, que acontece pelos municípios de jurisdição desta Capitania. Com a conclusão do curso, contribuímos para um maior desenvolvimento de consciência marítima onde a segurança na navegação é essencial para salvaguarda da vida humana.

Durante a cerimônia, além dos Certificados de Conclusão de Curso e das Cadernetas de Inscrição e Registro (CIR), também foram entregues prêmios escolares aos primeiros colocados do Curso de Marinheiro de Máquinas Turma I/2018 (CFAQ II – M N3).

Até o momento, formamos 2 turmas, sendo 1 turma de Marinheiro Fluvial de Convés e 1 turma de Marinheiro Fluvial de Máquinas e antes do final do ano formaremos a 3ª Turma, a de Adaptação para Cozinheiro, Taifeiro, Enfermeiro e Auxiliar de Saúde (CAAQ-CT-S), e formadas 10 turmas de Marinheiro Fluvial Auxiliar de Convés e de Máquinas totalizando 341 aquaviários formados nesta jurisdição.

O Capitão de Fragata Ferreira falou de seu entusiasmo com a formatura. “É grandiosa a satisfação de poder formar mais uma nova turma de aquaviários, pois eles serão novos difusores da mentalidade de segurança da navegação e poderão evitar muitos acidentes na região”, destacou.

Fonte: RG 15/O Impacto e Marinha do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *