Polícia prende perigosos pistoleiros

Pistoleiros presos pela Polícia

Paulo Sérgio Silva Lima, Francisco Neto Pego dos Santos, Eloir Rosa da Silva, Jose Alves da Silva e José Adelino Pego dos Santos foram presos ontem, na zona rural do Municipio de São Félix do Xingú. Com eles foram apreendidas 149 munições calibre 12; 37 munições calibre. 44; 15 munições 9mm e duas calibre 20. Também foram apreendidas quatro espingardas calibre 12, uma carabina calibre 44 e uma arma de fabricação caseira, além de 90 gramas de entorpecentes.

Os cinco foram presos em flagrante delito durante diligência realizada na sede da fazenda Divino Pai Eterno, localizada na zona rural do município de São Félix do Xingu.  As prisões e apreensões ocorreram durante a durante a operação “Oração do Divino Pai Eterno”. Sob o comando do delegado José Humberto de Melo Júnior, policiais civis das Delegacias de Conflitos Agrários de Marabá e Redenção realizaram uma operação em conjunto no sentido de prender uma quadrilha de pistoleiros que agia no sul do Pará. A operação durou três dias e mobilizou dez policiais civis.

O delegado José Humberto explica que a operação foi motivada pelas denúncias feitas por trabalhadores rurais acampados na área da fazenda. Segundo elas, na sede da fazenda acima havia pistoleiros fortemente armados ameaçando acampados, destruindo e colocando fogo em barracos e praticando outros crimes.

Ele detalha que no momento que os policiais chegaram à sede da referida fazenda foram recebidos por disparos de arma de fogo. Houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. Os policiais conseguiram prender o grupo. Os cinco foram autuados com  nos objetos ilícitos apreendidos e condutos criminosas dos elementos nos crimes: formação de quadrilha, tentativa de homicídio qualificado, posse e porte de arma de fogo e munições de uso permitido, posse de arma de fogo de uso restrito, tráfico de entorpecente, constrangimento ilegal, ameaça e dano qualificado.

Fonte: Polícia Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *