Universitária e professor são agredidos pelo Prefeito de Jacareacanga

Raulien Queiroz

No último domingo, dia 07/08/2011, no município de Jacareacanga, Oeste do Pará, mais precisamente na praia do Pânico, o prefeito Raulien Queiroz deu mais uma mostra de sua personalidade megalomaníaca atacando gratuitamente a universitária Edi Fátima Tavella que, acompanhada de seu professor MSC. Claúdio, comemoravam a defesa do TCC da mesma.

Conforme relata o Boletim de Ocorrência, Edi Tavella dirigiu-se à praia após o almoço com colegas de faculdade, familiares, amigos e o professor e ficaram em uma sombra conversando, quando lhe foi solicitado que enviasse uma mensagem para outra colega de faculdade para tratar a respeito de um jantar ao qual o professor deveria comparecer. Qual foi a surpresa? Na ocasião, se aproximou deles, vociferando e com dedo em riste o alcaide municipal Raulien Queiroz, que jogou cerveja no rosto do professor e da universitária. O professor bastante alarmado, perguntava o que estava acontecendo e ambos foram encurralados pelo Prefeito, seus capangas e asseclas, bem como ficaram no centro do círculo, como se fazia antigamente com os gladiadores!

Algumas pessoas seguravam o feroz alcaide enquanto outros asseclas e beneficiados dele tentavam agredir fisicamente a universitária e o professor, que foram salvos por colegas de faculdade e outros banhistas que se aproximaram e ficaram ao lado da estudante e do professor, que estava sendo defendido  por esta e, visivelmente abalado, foi retirado do local e posto em segurança no quarto do hotel em que estava hospedado, já que este parecia ser o alvo principal do alcaide.

A universitária Edi Fátima Tavella sofreu agressões verbais e físicas, foi empurrada pelo rapaz de nome Robson Caetano Miranda Coelho, que vociferava contra ela juntamente com Raulien Queiróz. Um certo segurança dele, de nome Gil, anteriormente frentista de um posto da cidade e o Sr. Mário, da Construtora São Paulo, que queriam tomar as dores do Prefeito e brigar por ele, faziam parte do círculo que os agredia!

Será que são telepatas sabiam o que se passava na cabeça do Prefeito ou fora tudo planejado para intimidar a universitária e o professor?

Dizem que o Prefeito ficou irado e acusava o professor, que não mora no Município e nem vota ali, de estar fotografando o Prefeito na praia. Qual o interesse?, se perguntava o professor, em fotografar tal figura. Se defendia apenas dizendo: Gente, pelo amor de Deus! Eu sou só um professor, não moro aqui, o que está acontecendo? O que é isso? Por que estão fazendo isso?

Posteriormente, quando a Sra. Edi Tavella se retirava do local para ir até a Delegacia lavrar o BO, uma mulher de nome Márcia, que ocupa uma assessoria junto a Secretaria de Saúde, tentou impedir que a mesma saísse do local pela entrada principal já que lá estavam o Prefeito e seus asseclas, provavelmente queriam que ela saísse a nado da praia ou pelo meio do mato, humilhando-a ainda mais. A universitária disse que sairia dali e que ninguém a impediria.

O prefeito Raulien Queiroz e sua “turma” continuaram a se divertir e a marcar seu território pelo resto do dia naquele local.

Uma cena dantesca que deixou a todos perplexos, mas como se vê, já deveriam estar acostumados com o comportamento instável desse senhor que tem por hábito desrespeitar, destratar, ofender e agredir as pessoas, principalmente mulheres.

Não é a primeira vez que o prefeito Raulien Queiroz tem esse tipo de comportamento, em setembro do ano passado quando voltava dessa mesma praia, o Prefeito agrediu verbalmente a Sra. Ivânia Maria, esposa do então médico cirurgião do Município.

Até onde irá a falta de respeito deste cidadão para com seus munícipes? Que em sua paranóia megalomaníaca se vê como o centro de tudo e expulsa do Município, profissionais excepcionais como o Professor Mestre Strictu Sensu Claúdio, que está terminando seu Doutorado em Educação e que estava ali somente realizando o seu trabalho de educador, na turma de Bacharel em Administração.

Este cidadão se acha dono do Município e de todos!

Esperamos que o Ministério Público não se cale e aceite a denúncia de abuso de poder desse cidadão e de seus asseclas, assim como os responsabilize pela  agressão às vítimas.

Atitudes como estas são as que fazem de Jacareacanga um lugar insalubre para pessoas de bem.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Universitária e professor são agredidos pelo Prefeito de Jacareacanga

  • 10 de agosto de 2011 em 09:48
    Permalink

    pô!!! a que ponto chegou, um prefeito bebum, cheio do goró, e querendo aparecer mas que boi de rolete no dia de festa, provoca desatino conta professores e estudantes que estavam simplismente em hora confraternização e lazer na praia, e aí vem um calhorda estragar tudo.
    Vamos respeitar!!!! é esse tipinho de gente que dá má fama a bebida alcoolica!!
    não sabe beber, não beba.

    Resposta
    • 3 de janeiro de 2015 em 10:51
      Permalink

      e aí? já estamos em 2014, esse fdp foi reeleito e ainda não aconteceu nada? não vai nem se desculpar Raulien? Te educa…sou pau de dar em doido, pau grande…borduna!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *