Crime na ponte do Irurá causa medo aos moradores

Ponte do Irurá

Após quatro dias do assassinato de Tiago Assis Rodrigues, nas proximidades do Igarapé do Irurá, a polícia já identificou o autor do crime que causa medo em quem precisa passar pelo trecho diariamente.

Os moradores que vivem próximo ao local estão preocupados, principalmente as mulheres, por isso evitam caminhar só. “Sempre tá acontecendo assaltos né? E teve morte agora, parece que foi sábado, não deixa de não ser preocupante, aqui é passagem de pessoas que trabalham.” afirma a doméstica Eliana Brito.

A área entre a Rodovia Santarém-Cuiabá e a Ponte do Irurá é deserta e tomada pelo mato. O que deveria ser um acesso mais facilitado aos moradores, se tornou um lugar abandonado, tanto pela falta de estrutura adequada, quanto pela ação de criminosos.

Pessoas que passavam pelo trecho no momento em que a reportagem era produzida afirmam:

“Eu acho que é uma área meio perigosa depois das seis, sete horas que já é noite né?” destaca o vendedor José Manoel

“Não tem iluminação, não tem os postes aqui pra iluminar a rua pra passar, complicado.” Explica o autônomo Sidnei Feitosa.

Nessa área que no domingo (14), foi encontrado o corpo de Tiago que teria sido assassinado durante a madrugada. O caso retoma uma antiga discussão quanto a ausência de segurança no local, sobretudo à noite, na qual constantemente são noticiados casos de assaltos, estupros e mortes.

De acordo com o aspirante Vanderlei da PM, o assassino foi identificado, mas as investigações continuam para saber onde encontrá-lo.

A falta de segurança próximo a ponte do Irurá será tratada em uma Audiência que deve ser realizada na semana que vem pelo Conselho de segurança e cidadania e outros órgãos de segurança pública.

Por enquanto, para amenizar o a situação, a Polícia Militar reforça as rondas na área.

notapajos.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *