Trabalhador morre esmagado em cerâmica

Trabalhador morre em fábrica de cerâmica

O trabalhador Dorinaldo Mota dos Reis, de 47 anos, morreu na noite de quarta-feira, 31/08, no Pronto Socorro Municipal (PSM), após sofrer um acidente de trabalho, na Cerâmica Argentina, localizada na rodovia Santarém-Curuá/Una. Segundo testemunhas, Dorinaldo estava trabalhando próximo a uma máquina que beneficia o barro para a fabricação de tijolos, quando sua perna foi sugada por um gerador.

Depois de ter a perna esmagada e perder muito sangue, Dorinaldo foi atendido no local por paramédicos do Corpo de Bombeiros. Ele foi socorrido e conduzido para o PSM, mas não resistiu e morreu.

De acordo com soldados do Corpo de Bombeiros, ao receber a chamada, uma guarnição chegou ao local e viu Dorinaldo com a perna presa em uma máquina da cerâmica. Ao fazer os procedimentos cabíveis para a retirada da vítima, ele estava consciente e se comunicando com os paramédicos.

A Polícia Civil abriu Inquérito para apurar as causa da morte do ceramista Dorinaldo. O resultado do Inquérito policial deve sair em 30 dias.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Trabalhador morre esmagado em cerâmica

  • 2 de setembro de 2011 em 14:44
    Permalink

    Fiquei muito triste, quando eu li essa materia…que Deus abençoe a família desse trabalhador!!!!!!!!

    Resposta
  • 2 de setembro de 2011 em 08:45
    Permalink

    Empresas de Santarém, Segurança no Trabalho é necessário…Prevenir é melhor que remediar!

    Que Deus Console esta família.

    Resposta
  • 2 de setembro de 2011 em 08:21
    Permalink

    Lamentavelmente, mais uma vítima ocorre nesse tipo de atividade, aos familiares nossas condolências. Toda atividade é preciso uma autorização para exercê-la, os órgãos públicos são obrigados a liberar o funcionamento dentro de um padrão técnico segurança, não é só cobrar uma taxa para funcionamento. Toda atividade tem seu risco de acidente não importa o grau, se todo ser humano se preocupasse com seu próximo o mundo seria bem melhor; se todo empregador tivesse o cuidado e responsabilidade com seu bem maior que a mão de obra com certeza teria uma maior produtividade e menos dor de cabeça e se todo órgão praticasse 100% de suas atribuições legais teríamos uma nação mais colaboradora para um mundo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *