Maria do Carmo sugere prisão de Simão Jatene

Maria do Carmo disse que Jatene não mandou PM retirar invasores

A assinatura de um acordo de cooperação técnica entre a Prefeitura de Santarém e a Companhia de Habitação do Estado do Pará, está longe de ser a solução para o impasse da desocupação da área da margem esquerda da Rodovia Fernando Guilhon, destinada à construção de mais de 3 mil casas do programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”.

130 milhões de reais estavam disponíveis para a construção de casas populares em Santarém. Os recursos foram suspensos assim que a Caixa Econômica teve a informação de que a área estava ocupada. O residencial Salvação, como foi batizado, encontra resistência para o cumprimento da desocupação, já determinado pela Justiça há mais de 3 meses.

Com o risco iminente da suspensão definitiva dos recursos, a prefeita Maria do Carmo reuniu a imprensa em coletiva na manhã de terça-feira passada, e soltou toda a sua insatisfação: “Eu costumo esperar a ordem do Governador, agora se eu fosse a Juíza que tivesse dado a ordem, eu mandava prender algumas pessoas, que rapidamente essa desocupação seria feita. Eu não sei porque a autoridade judicial ainda não colocou pra valer a sua autoridade”, disse Maria.

Governador Simão Jatene acusado de não cumprir ordem da Justiça

A Prefeita mostrando a sua indignação foi determinada quanto à sua posição. “Eu não quero ter que responder para a população, que não teve “Minha Casa, Minha Vida” em Santarém, porque a Polícia Militar e o Governo do Estado demoraram em tirar as pessoas que invadiram a área”, enfatizou.

Os invasores alheios às posições institucionais, ordem judicial, e risco da suspensão dos recursos, mostram-se irredutíveis. Eles ao serem ouvidos pela imprensa, já deixaram claro que não querem as casas populares, mas querem construir suas próprias casas. Nesse caso, o confronto entre a Polícia e os ocupantes está evidenciado.

Uma das ocupantes, Ana Ferreira, sob os aplausos dos demais, chegou a anunciar: “Eu sou capaz de  me jogar no chão, no meio do meu barraco e a Polícia me mata, mas só me tira de lá morta”.

As obrigações da Prefeitura são a doação do terreno, e o cadastro. Mesmo com a promessa de que os invasores terão a garantia de uma unidade habitacional caso desocupem voluntariamente a área, não é suficiente pra convencê-los. A outra metade é por conta da Prefeitura fazer o cadastro das pessoas, para que a Caixa Econômica faça a análise, tanto do cadastramento sob a responsabilidade da COHAB, como da própria Prefeitura, estabelecido no acordo com 50 % para cada uma das instâncias (Municipal e Estadual).

A falta de confiança no poder público tem uma boa dose dentro desse contexto por parte dos invasores.

O acordo de cooperação entre os governos estadual e municipal, que acabou evidenciando a barganha de lideranças dos invasores, na garantia a obtenção de casa, conflita com a posição de parte deles.

Como no jogo de empurra ninguém se entende, os desdobramentos ainda estão longe de um consenso, principalmente depois que a Prefeita sugeriu a “prisão dos responsáveis pela desocupação”, deixando subentendido, que até o Governador estaria passível, diante do descumprimento de uma ordem judicial.

Pior que isso, é saber que o vice-Governador, o santareno Helenilson Pontes, tem se mostrado alheio, não apenas a esse imbróglio, mas a tudo o que é de interesse desta região.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Maria do Carmo sugere prisão de Simão Jatene

  • 27 de setembro de 2011 em 09:12
    Permalink

    A PREFEITA DA ESSA DESCULPA AGORA PQ O JATENE É OPOSIÇÃO, E QDO ERA ANA JULIA A GOVERNADORA OQ ELA FEZ? FALA SÉRIO……

    Resposta
  • 26 de setembro de 2011 em 21:32
    Permalink

    Tomei conhecimento que agora vao tirar os invasores. Isso e bom para a cidade

    Resposta
  • 26 de setembro de 2011 em 09:29
    Permalink

    Isso ai é briga de cachorro grande,um quer aparecer mais do que o outro,ficam trocando tapinhas,só para aparecerem de bonzinhos.A nossa cidade já tá na regressão a mais de 6 anos atraz,Santarem esta 20 vezes piordo que quando cheguei aqui,ta se acabando,final de contas não temos ninguem interesado na nossa cidade,os que estavam sairam,e a prefeita deixou acabar o que foi feito no governo anterior ao seu.Só fez isso de murrinha,se tivesse continuado, a cidade estava bem arrumada,e quando ela faz,faz pela metade e serviço porco,ainda mais quando seu irmãozinho se mete no meio.Agora vem querendo de pousar de anjinha,só se for do inferno……Pare de querer iludibriar as pessoas,se a ela fosse competente não estariamos passando o que estamos,teriamos saude,segurança,educação uma infra estrutura melhor,mais não estamos no caos,até penso em ir embora para outra cidade,porque me da vergonha quando vem familiares passar por aqui,eles me perguntam se tem prefeito a cidade,ou hove uma guerra.Pessoas de pouco conhecimento,não se deixem derem iludibriados por esse partido do PT,o qual deveria ser PB,Pura Bosta.

    Resposta
  • 26 de setembro de 2011 em 08:39
    Permalink

    Esse governador Jatene e esse Helenilson, só quizeram os votos da região, principalmente esse vic que é prepotente e metido a besta,se acha poderoso, mais não possui nenhum trabalho em Santarém e nem na região e pelo que leio no jornal O Impacto ele coloca fantasma para receber dinheiro público.

    Resposta
  • 26 de setembro de 2011 em 08:35
    Permalink

    Senhor Heuder, a prefeita vai constriu para eles, os invasores vão ter uma cota, o municipio outra cota e o governo do estado outra cota, não estou aqui defendo a prefeita, a prosão que ela quer é do governador. Valeu sua intensão, pois fica um alerta a prefeita.

    Resposta
  • 25 de setembro de 2011 em 19:53
    Permalink

    A Excelentíssima prefeita quando convocou a imprensa não conseguiu esconder a sua indiguinação com relação aos menos favorecidos, povão oprimido que muitos deles carregaram suas pesadas bandeiras em sua trajetória política e agora pede suas prisões. O povo só está pedindo o mínimo prefeita; um pedaço de chão para fazer seus barracos; não tente esconder sua incompetência em cima dos pobres; seja mais humana e deixe de defender os grupos de empresários que avacalharam com seu desgoverno em Santarém.

    Resposta
  • 25 de setembro de 2011 em 07:19
    Permalink

    Uma Vergonha ter um vice da terra ser Contra o Estado do Tapajos. Esse vice so quer saber. De dinheiro e prestigio o opovo que se lasque

    Resposta
  • 25 de setembro de 2011 em 07:16
    Permalink

    Pela coragem e por querer uma santarem melhor apoio e voto no candidato da prefeita. Parabens prefeita por enfrentar o governador e esse vice Helenilson arrogante

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 22:35
    Permalink

    Bom se a prefeita também começar a cumprir as leis, pelo que leio aqui ela já está respondendo na justiça, por não dá cumprimento nas mesmas leis: não entrega para Ministério Público a relação dos servidores da Secretaria Infra Estrutura, foi para a justiça; tem o caso da dinheirança gasto com propaganda; tem a ação do hospital municipal, para cumprimento de atender a saúde nossa; teve ação para chamar os concursados, mesmo tendo uma penca de contratados. Quem cumpre a lei, prefeita e governador? nenhum dos dois.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 16:56
    Permalink

    apoia a Prefeita Maria. Ja er o momento de enfrentar Jatene, ele esta querendo prejudicar a Prefeita pensando em 2012. Prefeita Maria como promotora a agiu correta, sugerindo a prisao, depende agora o judidiario requer do STF. Sugerir nao quer dizer mandar.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 15:35
    Permalink

    Eu me adimiro muito da Prefeita sugeri a prisão do Governador. Ela tinha era que primeiro cumprir as suas promessas de campanha pra depois vim cobrar alguma coisa do governador. Ela já viu como tá a cidade que ela governa… se acabando em buraco.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 13:25
    Permalink

    Parabenizo a prefeita pela coragem de enfrentar o jatene. Ele esta pensando politicamente, enquanto ela no povo quer da moradia. O psdb quer tirar proveito. Parabens prefeita

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 11:25
    Permalink

    Esse Helenilson está com rabo preso de alguma coisa do passado ou ele não é paraense.
    Vote pra Santarém crescer e ser independente seu Vice de mer…!!

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 08:43
    Permalink

    REGINALDO CAMPOS REAJE,TÁ COMPROMETIDO COM O VICE POR CAUSA DE EMPREGO? NÃO FAÇA ISSO, CONFIO NO SENHOR, BOCÃO VAI COBRAR DO REGINALDO E DO BERNARDES.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 08:41
    Permalink

    CADE A COMISSÃO DO ESTADO DO TAPAJOS QUE NÃO REAGE DIANTE DA FALTA DE PRONUNCIAMENTO DO VICE HELENILSON? FICAM CALADO, DEVERIAM SABER SE É VERDADE OU NÃO E EXIGIR QUE ESSE VICE HELENILSON, FAÇA UM PRONUNCIAMENTO. SERÁ QUE ESTÃO COM MEDO DELE OU COMPROMETIDO NO PASSADO. CADE REGINALDO CAMPOS,PROFESSOR BERNARDES. BANDO DE FROUXOS.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 08:38
    Permalink

    COMO ESSE VICE HELENILSON É CONTRA O ESTADO DO TAPAJOS, DEVEMOS FAZER UMA MANIFESTAÇÃO TODAS AS VEZES QUE ELE APARECER EM SANTARÉM. ELE NÃO MERECE O RESPEITO DO POVO DA REGIÃO. ELE É DA TURMA DO ZENALDO COUTINHO.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 08:35
    Permalink

    Concordo com o Ivan. A prefeita quer trabalhar e não pode com o impedimento do Jatene e Helenilson. Esse é uma peça morta, não faz nada por Santarém.Ainda é contra o Estado do Tapajos.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 08:34
    Permalink

    Na area da invasão,pode ficar aquelas casa.A prefeita tem que agir assim,o Governador Jatene e o Vice Helenilson, querem prejudicar a Prefeita pensando na eleição de 2012. Ela esta pedindo apenas que o governador cumpra a ordem da Justiça, senão tem que prender mesmo o governador. Se fosse um cidadão humilde já estava preso. Continue assim prefeita, exigindo o cumprimento da Lei

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 07:59
    Permalink

    Prefeita deixe as picuinhas politicas de lado e va trabalhar que a cidade ta acabada! Quem entende de politica sabe que isso tudo e para parecer que se preocupa com nossa cidade! Que coisa feia! Trabalhando sim, ai vai ter o respeito do povo santareno!!!!

    Resposta
  • 24 de setembro de 2011 em 06:40
    Permalink

    A prefeita esta certa ela quer trabalhar e o governador jatene nao faz nada. Ele quer prejudicar o candidato da prefeita. Prisao para o jatene. E o vice helenilson um banana

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 14:09
    Permalink

    Parabéns Prefeita Maria do Carmo, agora a senhora demonstrou coragem e postura ao solicitar a prisão do Governador Simão Preguiça
    como é chamado pelo ex-Governador Almir Gabriel
    pois este Simão Jatene Preguiça juntamente com o vice Governador são totamente contrários a criação do Estado do Tapajós e tão sómente com engodo querem nos enganar mais uma vez.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 13:00
    Permalink

    os dois estão na mesma situação….

    so visam o bem proprio.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 12:59
    Permalink

    um sujo falando do mal lavado.

    essa é boa….há, há, há…..

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 11:39
    Permalink

    Muito bem hoje a senhora Prefeita esta querendo culpar alguém pra dizer que ela é a boazinha e que agora vai construir casas do projeto minha casa minha vida que é só larelare e ainda mais tem dinheiro para construir,porém nenhum dos que estão na invasão terão condições de adquirir uma casa pela caixa economica devido as burocracias e o valor de entrada que a pessoa tem que ter fora outras cobranças para dificultar as pessoas que realmente precisam de uma casa simples para morar.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:55
    Permalink

    Estou gostando dos comentarios. KKK. Otimo esse está pegando fogo. Gosto de ler o Impacto, porque a coisa é quente.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:53
    Permalink

    Gente abram os olhos,isso é mais uma maracutaia da Maria do Carmo,porque as eleições estão pra chegar,e ela já ta começando a fazer o povo de besta novamente.Sera que voces esqueceram do que ela e a sua corja fizeram pra Santarém,ou melhor nada fizeram,somente quem se beneficiou com isso foi a sua familia,vai um cafézinho amazonia ai?

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:48
    Permalink

    Só sei que,se colocar os dois dentro de um saco e jogar no rio,alem de perder o saco ainda vai poluir o rio.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:46
    Permalink

    KKKKKKKKKKKKKKK,Maria do Carmo pedidndo a prisão do Jatene,quem é ela pra falar de moral,de descumprir ordens,será que ela esta com aminézia,e esqueceu do que ta fazendo no seu “PÉSSIMO GOVERNO”,ou o dinheirinho saiu voando,depois de estar com ele praticamente nas mãos.Me falaram que a Maria do Carmo é muito católica,pois tira um terço do dinheiro que vem,para a corja dela,kkkkkkkkkk

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:41
    Permalink

    Quem é Maria do Carmo pra falar em prender os outros,sentou em cima do rabo e fica falando do outro,te encherga Marionete,voce tambem tem que ir pra onde quer que o outro va,pois é laia do mesmo saco.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 10:21
    Permalink

    Concordo com Dio e Sonia. Tudo interesse. Acrescendo a diferença entre Odair e Helenilson, está, Odair é simples e pensava em Santarém, Helenilson pensa na familia. Odair é a favor do Estado do Tapajos, Helenilson é CONTRA.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 09:48
    Permalink

    Tudo isso é um jogo para 2012. Vamos acordar santarenos. Vamos votar 77….

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 09:29
    Permalink

    Helenilson??? Quem é??? Vice governador??? quem disse??? Se fosse já tinha feito alguma coisa pra resolver este imbrólio. Pelo jeito não vai passar de mais um Odair Corrêa.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 08:44
    Permalink

    Leitores por favor vamos parar de defender essa classe de ËSPERTALHÕES¨ tudo isso é interesse tanto na grana q vai entrar como nas eleições pra continuarem mamando e enriquecendo eles e seus familiares, quer comprovar o que digo: Olha a turma da Maria com seus parentes quando entraram na prefeitura eram tudo liso e falidos, olha agora como estão totalmente ao contrario, estão esbanjando e fazendo graça com a cara de todo mundo, ABRE OS OLHOS SANTARÉM, SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER!!!!!!!

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 08:30
    Permalink

    Parabens bocão, bota lenha na briga entre Jatene, Helenilson e Maria. Desses quem merecem respeito é Maria do Carmo

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 08:23
    Permalink

    Se for por incompetência essa prefeita deveria estar na cadeia desde assumiu o cargo KKKKK

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 06:42
    Permalink

    Eesse Jatene. Quer avacalhar Santarem, mantendo a invasao. Ali e a entrada da cidade. Ele estea pensando na eleicao 2012. Esse vice Helenilson nao faz nada deveria interferir mas nao esta nem ai para. santarem. Te manca Helenilson

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 06:38
    Permalink

    Gostei da coragem da Prefeita, ela esta certa, mostrou coragem. Gostei prefeita

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 00:55
    Permalink

    Não só ele deve ser preso, a prefeita também deve lhe fazer companhia, só pelos “gastos” apresentados por supostamente ter cascalhado e arrumado a Rua Magnolia por exemplo, e também deveria ser presa por não cuidar do dinheiro público em muitos outros casos.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2011 em 00:05
    Permalink

    Nada é por acaso em se tratando de interesses escusos por parte de quem está por trás desses invasores impunes, que em sua ampla maioria sequer são paraenses, muito menos santarenos, já não bastassem os crimes ambientais que cometeram, agora se dão ao luxo de recusarem fazer o cadastramento para o projeto “Minha Casa, Minha Vida” cujas unidades habitacionais deveriam ser entregues àqueles santarenos que realmente precisam e não a aventureiros oportunistas. Cadeia Neles Justiça!!!

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:24
    Permalink

    Hum a prefeita deve ter algum interesse nessa venda de terras!!! Quanto o ¨dono¨ dessa terrra vai levar por essa desapropriação, é um jogo de interesse e gostaria de saber quem fala a verdade……

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:15
    Permalink

    O governador agindo assim quer prejudicsr a prefeita. Ela esta correta querendo a prisao do governador. Se fosse eu, ja estava preso

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:09
    Permalink

    A prefeita esta correta mesmo. Ela quer construir e Jatene pensando em ganhar os votos fica evitando a expulsao dos invasores. Parabens prefeita

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:06
    Permalink

    A prefeita esta defendendo santarem. Parabens prefeita

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:04
    Permalink

    Gostei da coragem da prefeita. Agora sim ele demonstrou amor por santarem

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 22:02
    Permalink

    Estou do lado da prefeita. Se o governador nao cumpre ordem judicial, deve ser preso

    Resposta
  • 22 de setembro de 2011 em 18:00
    Permalink

    CAMPANHA PELO NOSSO QUERIDO ESTADO DO TAPAJÓS.

    Sete razões para você votar “SIM” na criação do Estado do Tapajós

    A cada dia que passa, a cada debate que acontece sobre a emancipação das regiões sul, sudeste e oeste do Estado para a criação do Carajás e do Tapajós, novas informações surgem para fortalecer a proposta de divisão do Pará. E as mais importantes desmascaram as argumentações falaciosas de que o Pará vai perder com a divisão. Veja abaixo apenas seis das mais destacadas:

    1. O Novo Pará ficará com a maior parte da nossa riqueza – O Produto Interno Bruto (PIB) do Pará, que é a soma total das riquezas produzidas pelo Estado, é de R$ 58,5 bilhões (Idesp/PIB 2008), e esse valor aumenta a cada ano. Com a criação dos dois novos Estados, o Novo Pará ficará com 56% dessa riqueza (R$ 32,7 bilhões). Só de recursos do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o principal imposto arrecadado pelo Estado, o Novo Pará ficará com 66% do valor atual – hoje, fica com 50%, pois os outros 16% são distribuídos entre os municípios do Tapajós e do Carajás;

    2. O Novo Pará terá mais dinheiro para investimentos – Com a divisão, o Novo Pará receberá R$ 300 milhões a mais de recursos do ICMS, e esse valor será maior ano após ano. Belém ficará com a metade desse valor, cerca de R$ 150 milhões. Com esse dinheiro a mais, o Estado poderá, por exemplo, construir 12 mil casas populares do programa “Minha Casa, Minha Vida”, ou asfaltar 1.150 quilômetros de rodovias estaduais, ou 600 centros de saúde em Belém e cidades do interior;

    3. A governança do Pará será mais fácil – O território do Novo Pará será menor: apenas 218,7 mil/km² (hoje é de 1,2 milhão de km²), distribuídos em apenas 78 municípios (hoje são 144). Também a população será menor: apenas 4,8 milhões de pessoas (hoje são 7,6 milhões). Isso facilitará muito o trabalho de gestão do Novo Pará pelos governantes, pois as demandas serão menores e de regiões mais próximas da Capital;

    4. Mais dinheiro para melhorar a vida dos paraenses – Com território reduzido, com população menor e mais dinheiro em caixa, o governo do Novo Pará poderá investir em obras de drenagem e pavimentação de vias urbanas e rodovias, de saúde e educação, de segurança e transporte público nos bairros da Capital e demais municípios. O povo sofrido das baixadas da região metropolitana de Belém, das regiões do Marajó, do Tocantins e do Salgado poderão ser mais bem atendidos pelo governo do Estado e pelas prefeituras;

    5. O serviço público de saúde de Belém vai atender melhor – Com a criação do Tapajós, novos hospitais e outras unidades de saúde lá serão construídos, novos e melhores serviços serão implantados. Hoje, milhares de pacientes do Tapajós vêm a Belém em busca de atendimento e ajudam a superlotar os PSM’s da 14 e do Guamá, o Hospital de Clínicas, o Ofir Loyola e centros de saúde dos bairros da Capital. Com o Tapajós, isso deixará de existir ou será minimizado, deixando as unidades de saúde locais para os moradores de Belém e Metropolitana, das regiões do Tocantins e do Marajó, de Castanhal e de Bragança. O atendimento poderá ser muito melhor;

    6. O plebiscito é um processo democrático – Esta é a primeira vez que o povo do Pará é chamado para tomar uma decisão importante, decisão que pode mudar sua vida para melhor. Mas as velhas elites políticas de Belém não gostam disso. Tudo que pode ser melhor para o povo contraria a vontade dessas elites, acostumadas a mandar e decidir pelo povo, a se dar bem com o dinheiro público. Esta é uma rara oportunidade que têm os paraenses para mudar o rumo da sua própria história e construir um futuro melhor para esta e as gerações futuras.

    7. O voto 77 é desenvolvimento.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *