Carne clandestina de Monte Alegre vendida para Manaus

Flagrante do transporte ilegal de carne em Monte Alegre

Uma denuncia feita à nossa equipe de reportagem revela que está sendo realizado comércio ilegal de carne clandestina. Segundo esta mesma fonte, a carne clandestina estaria vindo de uma comunidade próximo da vila da Canp, município de Monte Alegre, região da Calha Norte e sendo transportada para a cidade de Manaus, no Amazonas.

A denúncia partiu de um vendedor do mercado municipal de Monte Alegre que pediu para não ter seu nome revelado, porém, garante que o volume de carne clandestina comercializada na região vem crescendo na cidade de Monte Alegre, por ter um custo bem mais baixo em comparação a carne vinda do matadouro local. A pessoa que fez a denúncia disse que uma pessoa que vende peixe diretamente para Manaus, está também enviando semanalmente carne clandestina para a capital amazonense, que é comercializada como churrasquinho ‘espeto de gato’ em alguns pontos da periferia da capital do Amazonas.

O vendedor denunciante garante que o comércio está aumentando a cada mês e o exportador de carne clandestina abastece inclusive um restaurante daquela cidade, com carne de animais mortos de forma inadequada na zona rural de Monte Alegre. “Ele começou vendendo peixe, onde toda semana mandava vários isopores para Manaus, depois o peixe ficou mais caro e ele passou a mandar também carne, da região da Canp, para um parente dele fazer churrasquinho “espeto de gato”, mas o comércio aumentou e ele já vende peixe e carne para um restaurante”, afirmou o denunciante, dizendo ainda que, “a carne que ele manda é toda vinda de animais mortos na colônia, sem qualquer tipo de fiscalização sanitária, gado que é morto até no meio do campo”, garante o autor da denúncia.

O denunciante informa, ainda, que alguns locais da venda de churrasquinho na cidade de Monte Alegre usam carne clandestina para consumo. “A Adepará fica fazendo vigilância nos rodeios, mas esquece de fiscalizar a entrada de carne vinda da Mulata, Canp, Limão, Três Bocas…, que entra todos os dias na cidade e é vendida sem que ninguém tome providência e, a população não sabe o que está comendo”, ressaltou o denunciante.

O repórter Genivaldo Cardoso tentou entrar em contato com a Adepará e Vigilância Sanitária de Monte Alegre, mas não foi possível por problemas com a linha de telefone.

As secretarias de Agricultura e Saúde de Monte Alegre também pouco caso fazem sobre esse crime contra a vida humana. Há denúncias de que carne clandestina também é vendida no Mercado Municipal de Monte Alegre sem qualquer fiscalização.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Carne clandestina de Monte Alegre vendida para Manaus

  • 4 de outubro de 2011 em 09:06
    Permalink

    Incrível, Santarem toda se alimenta de carne clandestina. Vejam as feirinhas da cidade, aquele porquinho exposto as moscas. Não estou venda nada de fiscalização.

    Resposta
  • 4 de outubro de 2011 em 08:55
    Permalink

    aA mafia da carne clandestina tbem tem que ser desbaratada.Vamos MP manda ver neles.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *