Obidenses comemoram os 314 anos do Município

Município festejou aniversário com uma vasta programação

Os obidenses festejaram durante quatro dias o aniversário do Município. A cidade que é conhecida por sua diversidade cultural e por ser umas das mais portuguesas da Amazônia completou 314 anos no último dia 02 de outubro, domingo. A programação em comemoração ao aniversário da cidade lotou a praça da Cultura, localizada em frente a um dos principais monumentos históricos de Óbidos, o antigo Quartel General Rêgo Barros, hoje chamado de Casa da Cultura.

Em uma vasta programação organizada pela Prefeitura de Óbidos, através da Secretaria Municipal de Educação, as escolas das redes municipal e estadual de ensino apresentaram danças com variados temas, projetos sociais apoiados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), também participaram da programação. No sábado, dia 1º de outubro, aconteceu o II Concurso de Bandas e Fanfarras de Óbidos, onde onze escolas participaram na categoria Fanfarra Simples, já na categoria Fanfarra com Melodia três escolas disputavam o título.

Na categoria Simples, depois de uma disputa acirrada entre as escolas da zona urbana e do interior, a fanfarra Dragões da Independência, da escola municipal São Francisco sagrou-se a campeã. Na categoria Melodia, a Fanfarra Terremoto, da escola estadual São José, confirmou o favoritismo e levou o título pelo segundo ano consecutivo.

No domingo, dia 02, dia do aniversário de Óbidos, as secretarias de Cultura, Esporte e Lazer promoveram jogos com alunos do Projovem. À noite aconteceu um show cultural com cantores da terra: Wander de Andrade e Nilda Mousinho cantaram Óbidos através de suas composições. O violonista e compositor argentino Sérgio Àbalos fez uma participação especial durante o show.

As homenagens aos 314 anos da Cidade Presépio não param por aí. Durante todo o mês de outubro acontecerão diversas programações alusivas ao aniversário de Óbidos, que deverá encerrar somente no dia 29.

ÓBIDOS: LUGAR DE ENCANTOS E DE RIQUEZAS CULTURAIS – Fundada por volta de 1697 e elevada à cidade somente em 1854, Óbidos foi colonizada por portugueses. A cidade recebeu este nome por conta de um lugar conhecido como Vila de Óbidos, localizado a 95 km de Lisboa. Lugar de ruas estreitas e amplos sobrados e casarios que datam dos séculos XVII, CVIII, XIX e XX. A cidade está localizada na parte mais estreita e profunda do rio Amazonas.

Como sinal do domínio português, foi erguido o Forte Pauxis, um dos símbolos da fundação da cidade, o prédio foi erguido exatamente aonde viviam os primeiros habitantes do lugar, os índios pauxis. As ladeiras são um convite a parte para conhecer o local e levam a prédios históricos como a Catedral de Sant’ana, padroeira dos obidenses, construída em fevereiro de 1827, por influência dos Capuchos da Piedade. Além destes há outros prédios históricos, como antigo Quartel General Rêgo Barros, hoje transformado em Casa da Cultura, onde serviu o então tenente Leônidas Cardoso, pai do presidente FHC; a Igreja do Bom Jesus, um marco do fim da Cabanagem na região; a Fortaleza Gurjão, localizada no alto da Serra da Escama, que serviu como defesa para o domínio português; entre outros prédios que fazem parte da história do lugar.    

Terra de filhos ilustres, como o escritor José Veríssimo de Matos, e do romancista Herculano Marcos Inglês de Sousa, ambos participaram da fundação da Academia Brasileira de Letras. E como não lembrar do calendário de eventos da cidade, começando em fevereiro pelo Carnapauxis, considerado o melhor carnaval de rua do Pará; o Festival do Jaraqui, no final do mês de maio; em julho tem o Círio de Sant’ana, que traz para cidade devotos de toda a região; além dos festivais da Castanha, do Acari e do Tucunaré, que completam o calendário anual de eventos do Município.

Jornal O Impacto

Um comentário em “Obidenses comemoram os 314 anos do Município

  • 15 de outubro de 2011 em 14:06
    Permalink

    Parabéns Óbidos. Realmente nossa Cidade é de muitos encantos, acolhedora e todos que por lá passam reconhecem isso. Pode não ter muitas inovações tecnológicas, porém guarda muitas riquezas naturais, tive que me afastar de lá por necessidade para estudar, me sinto triste pela maior parte dos governantes que por lá passam vivem um jogo de interesses ao invés de buscar melhoria na educação, saúde, saneamento básico, pois isso sim seria a obrigação deles, pois nós os elegemos, mas mesmo assim eles nos faltam com respeito. Mas 4 anos passa rápido espero que nas proximas eleições todos nós possamos analisar as propostas de todos os candidatos e tentar escolher a melhor não para mim, não para o politico, e sim para a cidade toda, eu tenho amor por minha cidade por isso quero vê-la crescer pois Bonita ela já é.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *