Anaelson Carrolino deixa PMDB de Mojuí dos Campos

Anaelson Carrolino ingressou no PSC, presidido por sua esposa Fátima Amorim

Após quase dois anos e meio no PMDB, quando foi convidado pelo deputado Antonio Rocha para fazer parte do partido em Mojuí dos Campos, Anaelson Carrolino assumiu a Assessoria de Saúde do Planalto e de quebra seria o candidato à Prefeitura de Mojuí.

No entanto, apesar de bem intencionado em crescer no partido, Anaelson pretendia desenvolver várias melhorias na área de saúde do planalto Santareno, incluindo Mojuí dos Campos. Entretanto, já sabia das dificuldades que enfrentaria, pois no início levantaram-se grupos opositores a ele tentando impedi-lo de assumir o cargo e a crescer politicamente, pois o mesmo ainda é e sempre foi uma grande liderança na Região, tendo alcançado em 2004 uma votação de 2.615 votos, permanecendo por 3 legislaturas como suplemente de Vereador, o qual mesmo sem mandato nunca parou de trabalhar e ao longo desses anos conseguiu viabilizar dezenas de obras importantes para a Região, sem contar com o trabalho social que vem fazendo há mais de 20 anos, juntamente com sua esposa Fátima Amorim.

Anaelson demonstrou humildade ao ir para o PMDB, pois estaria atendendo um anseio da população Mojuiense que clamava por união. Porém, a ambição do PMDB local fez com que o partido deixasse de crescer sem que Anaelson tivesse liberdade para contribuir com esse crescimento. Mesmo assim, Anaelson não deixou de agradecer ao deputado Antonio Rocha pelo companheirismo, pela confiança e por tudo que ele já fez por Mojuí, muitas vezes até deixando de ser compreendido por alguns de próprio partido que ao invés de contribuir para o seu crescimento tem trabalhado para destruí-lo.

Ao deixar o PMDB, Anaelson Carrolino que era pré-candidato, já foi para o PSC que tem como presidente sua esposa Fátima Amorim, que agora será apoiada por ele e pela cúpula do partido rumo à prefeitura de Mojuí dos Campos.

Essa mulher vai longe…….

Da Redação

4 comentários em “Anaelson Carrolino deixa PMDB de Mojuí dos Campos

  • 12 de abril de 2012 em 13:23
    Permalink

    e hora de todos os moradores de mujui dos campos decidirem o que é melhor para sua cidade e o melhor e fatima amarim

    Resposta
  • 12 de abril de 2012 em 13:20
    Permalink

    Anaelsom carrolino e um homem digno de respeito e admiração , e um exemplo de pecistencia e perceverança ,pois sempre esteve na luta por dignidade para o povo de mujui dos campos .quem conhece o PMDB sabe que esse patido esta longe de boas intenções suas liderancas so pensao em se dar bem isoladamente .

    Resposta
  • 11 de novembro de 2011 em 13:23
    Permalink

    O problema é que o anaelson so vai pra onde dao mais dinheiro pra ele,ele nao quer saber do povo quer saber so do bolso dele,ele e a familha estando bem o resto que se exploda.

    Resposta
  • 13 de outubro de 2011 em 17:20
    Permalink

    NÚBIA ANGELINO, EXPLICA O VERDADEIRO MOTIVO DA SAIDA DE ANAELSON CARROLINO, DO PMDB MOJUIENSE.

    NÚBIA ANGELINO, presidente do PMDB Mojui, mostrou-se surpresa com as declarações de Anaelson Carrolino acerca da sua saída do partido Mojuiense.
    Declara não ser verdade que a saída de Anaelson, do PMDB Mojuiense, tenha sido Por pressão de um grupo de filiados que não o queriam no partido.
    Acrescenta Núbia Angelino, que a história começou quando Anaelson, estando em situação difícil em Jurutí; usou a interferência política do ex prefeito Isaias Batista para que o deputado Antonio Rocha o colocasse em alguma secretaria do governo do PT em Santarém.
    Com o prestigio do deputado Antonio Rocha, após consultar o PMDB mojuiense, Anaelson foi contratado temporariamente como assessor da Secretaria de Saúde, para atuar no planalto Santareno; posteriormente filiando-se ao PMDB. Mas Anaelson, ao contrário do que diz, não conseguiu mostrar-se como liderança forte, ao ponto de não conseguir trazer a própria esposa Fátima Amorim para o partido. Essa situação causou preocupação ao grupo, pois Anaelson sempre esteve de um lado e a esposa do outro, como que especulando onde se dariam melhor; tanto é verdade, que o Anaelson sendo no PMDB a esposa Fátima Amorim estava no PTB, e apesar de o Deputado Antonio Rocha, a quem os dois diziam ser fidelíssimos, ter insistido por diversas vezes para que Anaelson touxesse a Fátina para o PMDB, não conseguiu; tanto é que a Fátima saiu do PTB e foi para o PSC do Hilton Aguiar.
    Portanto, Anaelson Carrolino não pode atribuir ao grupo Mojuiense a sua saída do PMDB. Ao contário, o partido foi sensivelmente prejudicado, pois sendo Anaelson Assessor da Saúde para a região de planalto, queria ostentar status de Secretário, prometendo nas comunidades coisas que não podia prometer, inclusive repercutindo negativamente na eleição passada do deputado Antonio Rocha.
    Para finalizar, a presidente do PMDB Mojuiense recomenda a Anaelson Carrolino, que em vez de citar os 2.635 votos da eleição de 2004, deveria citar os 1.036 da eleição de 2008; fruto das suas andanças por partidos políticos como PRN, PTB, PDS, PFL, PTB, PMDM e finalmente PSC.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *