Pará terá reforço contra dengue em 46 municípios

O mosquito transmissor

O Ministério da Saúde apresentou ontem um conjunto de ações estratégicas para enfrentamento da dengue neste final de ano e início de 2012. Para isso, divulgou municípios que serão prioridade no plano nacional de ação contra a dengue. No Pará, 46 municípios, de várias regiões do Estado, estão inclusos. Entre as medidas destacam-se o incentivo financeiro a um total de 989 municípios para qualificação das ações de prevenção e controle da doença, além do monitoramento da situação epidemiológica pelas redes sociais.

O novo plano também contará com a ampliação da realização do LIRAa (Levantamento Rápido de Infestação por Aedes aegypti), que atingirá 556 municípios, e a revisão e atualização do protocolo de manejo clínico para atendimento de crianças e adultos com a doença. Os municípios foram divididos por número de habitantes. No Pará, foram escolhidos 21 municípios com menos de 50 mil habitantes, 15 entre 50 e 100 mil, oito entre 100 e 300 mil, um de 300 a 500 mil (Ananindeua) e um acima de um milhão de habitantes (Belém).

O monitoramento da situação epidemiológica pelas redes sociais irá funcionar a partir de novembro como um sistema de vigilância complementar. Ele possibilitará a análise, em tempo real, de informações sobre a dengue por região geográfica e municípios com população acima de 100 mil habitantes. O sistema de vigilância em saúde acompanhará os alertas para verificar possíveis regiões que apresentem indicativo de aumento de casos da doença.

“O Ministério da Saúde utilizará todos os meios de informação para antecipar as ações contra a dengue. As redes sociais serão usadas dentro dessa estratégia”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Outra ação inovadora será o incentivo aos municípios que alcancem resultados positivos. Serão metas como a manutenção do número adequado de agentes de controle de endemias para uma maior cobertura das visitas domiciliares e na realização do LIRAa.

balanço

De acordo com o balanço epidemiológico, até setembro deste ano, foi registrada uma redução de 40% no número de casos graves da doença, 25% no número de óbitos e 24% nos casos notificados no país, em comparação com o mesmo período de 2010. O Pará não seguiu essa vertente. Conforme dados do Departamento de Controle de Endemias da Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), em 2010 o Estado registrou 9.089 casos confirmados de dengue. Até o momento, são 25 mil e 80 casos notificados e mais de nove mil casos confirmados. Os principais focos da doença estão nos municípios de Belém, Santarém, Altamira, Marabá, Parauapebas e Itaituba.

Fonte: Diário do Pará/Notapajos.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *