Dudimar Paxiuba: “Professora Eliene Nunes traiu o PSDB”

Dudimar Paixiuba mostra indignação com saída de Eliene Nunes, do PSDB

Por telefone o advogado e presidente municipal do PSDB, Dudimar Paxiuba, esclareceu a saída repentina da professora Eliene Nunes do PSDB. Ela que era até sexta-feira a pré-candidata do partido nas eleições de 2012.

O presidente municipal disse que foi surpreendido com a saída de Eliene do partido. “Nós do PSDB fomos enganados, iludidos por ela. Isso que a Eliene fez não faz parte do vocabulário de pessoas de bom caráter. A sua personalidade acabou de vez pra mim. Peço perdão e desculpa ao povo de Itaituba. Tomamos uma decisão com maior seriedade. Recuamos da nossa proposta, pois ela alegava que nós éramos o entrave”, desabafou Dudimar.

Dudimar argumentou, ainda, que a decisão da professora foi isolada e não reflete a nível de Estado. “Nem Zenaldo, nem Nilson e ninguém foi consultado”, explicou.

Se mostrando muito magoado, ele cutucou que a professora estava no partido por acaso e que teria se esquecido de sair logo após uma debandada do ex-prefeito Roselito Soares. Dudimar também falou que Eliene já tinha lhe enganado na eleição passada.

Revoltado, Dudimar faz questão de lembrar que Eliene Nunes ainda lhe fez uma ligação no sábado, dia 02, lhe convidando para participar de um programa local, no qual seria ratificada sua candidatura no PSDB. “Acho que o tiro dela saiu pela culatra, nós o grupo da oposição está desmoronado, esfacelado, só no resta lamentar a atitude dela. Ela nunca mais vai me convencer de mais nada. Com essa decisão de Eliene, agora só nos resta propor nossa pré-candidatura à Prefeitura de Itaituba”, finalizou Dudimar Paxiuba.

ELIENE SE DEFENSE – Em contato com a reportagem, Eliene Nunes não quis entrar em detalhes, porém, deixou claro que não estava confiante na proposta do PSDB, apesar de todo o apoio apresentado pelo advogado Dudimar Paxiuba. Eliene acredita que essa será a terceira via, pois além de partidos grandes também terá o apoio dos “nanicos”.

Ela comentou que já havia recebido o convite para ir para o PSD, antes mesmo do PSDB aclamá-la como candidata do partido no dia 24 de setembro e que logo após a homologação do novo partido o convite foi reforçado para ela fazer parte da nova sigla partidária. “Aceitei o convite para comandar o PSD, junto com Roni Freitas e Dona Rheuma e os demais filiados. Pois é um partido novo, com novas idéias e novas propostas e que poderá trazer um novo norte para a cidade de Itaituba”, disse Eliene Nunes.

Eliene disse que a decisão de ir para o PSD não foi tomada de forma emocional e sim de  forma bem racional, pois disse que não arriscaria minar sua pré-candidatura por um ato impensado. Eliene respondeu que embora Dudimar Paxiuba esteja magoado com sua decisão, declarou que o relacionamento político entre eles está bem e o PSDB estará junto com o PSD, unidos pelo bem de Itaituba.

O vereador Luis Fernando Sadeck disse que faltou mais experiência para a professora Eliene Nunes. “Ela trocou um partido onde já tinha sido aclamada em convenção por uma sigla que ainda nem existe”, disse Peninha.

TIRO NO PÉ – Para alguns especialistas em política regional Eliene Nunes deu um tiro no pé. O PSD é uma espécie de cozinha do PSDB no Estado e que, segundo informações, o novo partido não lançaria candidatura no Estado e que caminhará junto com os tucanos. Dudimar Paxiuba não esconde de ninguém a decepção e o descontentamento com a atitude da professora Eliene Nunes.

QUEM GANHOU E QUEM PERDEU – Quem ganhou e quem perdeu no troca/troca das filiações ocorridas até o dia 7 último (para quem pleiteia disputar a eleição municipal) em Itaituba? O recém criado PSD, pela quantidade surpreendente de filiações (quase chegando a mil) deixou na dianteira os demais partidos de Itaituba, até mesmo os tradicionais PSDB e PMDB.

A saída da professora Eliene Nunes do PSDB, depois de uma festa Tucana onde seu nome já havia sido oficializado como candidata, gerou muitas interpretações e posicionamentos a respeito do episódio. Mas como o prazo final para que os partidos submetam a lista oficial ao TSE termina hoje, dia 14, a corrida por filiações ainda continua.

O PSD está formado com base do PPS, aonde mais de vinte pretensos candidatos ingressaram no PSD, assim como outras pessoas que estavam no PSDB resolveram também acompanhar Eliene Nunes, deixando assim fragilizado a base do PSDB que tem como presidente o ex-deputado Dudimar Paxiuba.

Sobre sua saída, Eliene Nunes disse que ocorreu bruscamente em face do prazo legal que se esgotava dia 7 e a decisão teria que ocorrer bem antes para que as pessoas pudessem se habilitar legalmente na nova sigla que em Itaituba incorpora todas as tendências políticas oriundas de todos os partidos.

Mas nos moldes dos campeonatos de futebol, onde os times se preparam com estratégia e jogadores, todos os partidos buscaram para suas siglas nomes que possam somar, fazer diferença no pleito eleitoral do próximo ano. O PSB que também vem fazendo boa articulação, conseguiu filiar o ex-secretário de agricultura Cícero, a ex-vereadora Maria Alves (que saiu do PSDB).

O PP, que tem como expoente o vereador e presidente da Câmara, Cebola, também se reforçou com as filiações de Reinaldo Queiroz, Luiz Henrique, dos profissionais de imprensa Jean Galego, Neimias Cordeiro e Nazareno Santos, e lideranças femininas com cacife político na cidade, entre outros bons nomes

Em relação aos 11 vereadores de Itaituba não ocorreu mudanças de siglas, embora a maioria seja da base governista. Maria Pretinha e Dico continuaram no PSDB, João Crente no PMDB, Eva Gomes no PMN. O vereador Cezar Aguiar permaneceu no PR, único que faz oposição ao Prefeito, com João Bastos Rodrigues, que se lançou pretenso candidato a Prefeito.

No geral, os nomes que trocaram de siglas em sua maioria não representam muitas novidades para o eleitor. Mas como as alianças políticas só ocorrerão no ano que vem, até lá é possível que ainda ocorra surpresas sobre quem vai ficar com quem, para a disputa da Prefeitura, que está no momento com o prefeito Valmir Clímaco que não pretende entregá-la facilmente. Para isso conta com o poder econômico.

Por: Nazareno Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *