Vereador denuncia abandono das obras na Transamazônica

Peninha pede explicação do DNIT

Em sessão bastante movimentada, a Câmara Municipal de Itaituba reuniu na última terça-feira, ocasião em que o vereador Luís Fernando Peninha Sadeck (PMDB) usou boa parte de seu tempo, na tribuna, para falar sobre o abandono das obras na rodovia Transamazônica (BR-320), do trecho que serve também de leito à BR 163, entre o distrito de Campo Verde e o município de Rurópolis.

Preocupado com a situação, Peninha pediu que a Câmara prepare, com urgência, um documento que deverá ser assinado por todos os vereadores, para ser encaminhado ao DNIT, a fim de que o mesmo se pronuncie a respeito dessa situação.

“Vai chegar o inverno e nada se faz. Poderemos ter muitos problemas nesse trecho da Transamazônica”, disse o Vereador.

O vereador João Crente (PMDB) também mostrou preocupação com a situação da Rodovia e disse providências devem ser tomadas com urgência. “Se houver um inverno pesado em 2012, esse trecho correrá sério risco de ficar intrafegável, pois em pleno verão já existem alguns pontos críticos”, denunciou João Crente.

Funcionários da CBEMI cruzam os braços por pagamentos atrasados

Luiz Sadeck foi mais além e disse que esteve percorrendo tanto a Gransamazônica quanto a Santarém/Cuiabá e informou que no trecho entre Santarém e Rurópolis são encontradas dezenas de máquinas trabalhando todos os dias, o mesmo acontecendo no sentido Cuiabá, porém, nesse trecho da Transamazônica até Rurópolis não se encontra ninguém trabalhando.

Funcionários paralisam atividades – Cerca de 250 funcionários da empreiteira CBEMI (Construtora Brasileira e Mineradora LTDA) que atuam nos serviços de pavimentação das obras da BR-163, no trecho que fica dentro do município de Trairão, estão com os serviços paralisados desde terça-feira, dia 11. Os mesmos estão na entrada da base da empresa às margens da rodovia, a um quilômetro da sede do Município.

A greve foi deflagrada por volta das 4:00h da manhã de terça-feira e os funcionários garantem que não vão retomar o serviço até que a empresa CBEMI cumpra com os pagamentos de salários atrasados, de quase três meses.

Os funcionários reivindicam os pagamentos atrasados ou então, de forma legal, querem receber o aviso prévio ou demissão. A proposta do grupo é de que a empresa pague os salários atrasados até esta sexta-feira (14), caso contrário, os mesmos irão interditar a BR-163, no local em frente à base da firma, mais precisamente, a um quilômetro da sede do município de Trairão, sentido Novo Progresso.

Os trabalhadores são de Trairão, Itaituba, e até mesmo de outros estados.

Por: Nazareno Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *