Ritual de macumba causa terror no rio Tapajós

Jefferson Colares

Uma família realiza sessões espíritas na comunidade de Suruacá, no rio Tapajós, cerca de 3 horas de viagem de barco da área urbana de Santarém. 118 famílias moram na comunidade de Suruacá, com quase 500 habitantes.

O ato religioso poderia ser exercido na normalidade. No entanto, denúncia feita pelo coordenador do Sistema de Água e Energia da comunidade, Jefferson Colares, confirma que “na euforia das sessões, ocorre a incorporação de santos, seguido de ofensas proferidas pelos participantes do grupo religioso a outros comunitários. No centro espírita, há muita fumaça em meio a mata fechada”.

A repulsa de alguns comunitários quanto às desavenças causadas pelo ritual estendeu-se à Unidade de Saúde de Suruacá. O organizador do grupo, Henrique Rogério Sousa Lima, é o atendente no Centro de Saúde.

Os comunitários e outras lideranças enviaram um abaixo assinado ao Secretário Municipal de Saúde, Dr. Emannuel Silva, para a retirada do atendente. “As pessoas temem a alteração do servidor dentro do posto, porque muitos deles já foram insultados por ele e os familiares como “tranca rua” e até crianças participam desse ritual. Mas, até o momento estamos sem resposta do Secretário quanto a isso”, concluiu o coordenador Jefferson Colares.

Por Alciane Ayres

14 comentários em “Ritual de macumba causa terror no rio Tapajós

  • 9 de agosto de 2013 em 20:25
    Permalink

    acho isso tudo uma falta de vergonha na cara… vaum tudo se fude.. e proucurar oq fazer bando de desoculpados..

    Resposta
  • 1 de julho de 2012 em 12:53
    Permalink

    macumba, qual o verdadeiro sentido de macumba sabe me responder senhor jefferson colares,é claro q sabe, deve conhecer muito bem isso, por isso se sente ofendido, eu sou espirito e estou do lado do senhor enrique lima unica coisa q temos é um dom especial dado por deus, abençoado por deus, por isso, sao poucos q recebem esse dom. unica coisa q fazemos é uma sessao onde esperitos sao enviados por deus para nos alertar das coisas ruins q virao acontecer, somos aconselhados sempre a falar a verdade, a orar muito para coisas boas podem vir acontecer, unica coisa q fazemos é praticar o bem, n praticamos macumba mas sim lutamos contra, e quando falamos a verdade das coisas q irao acontecer com essas pessoas q praticam a magia negra“macumba“ elas simplesmente se sentem afendida, e que onde fosse melhor elas cairem em si mudar de vida pedir perdao a deus por todo mau q cometeram, mas n é isso q acontece eles querem mostrar q estao certos, inventao coisas, e tentando mostrar q estao certos, mas na verdade eles deviam ter vergonha na cara e falar a verdade das pessoas q eles realmente sao……e quando eles percebem q estao sem saida começam a buscar meio para tentar esconder realmente oque sao….como por exemplo essa denuncia feita pelo jefferson colares, so deixo uma coisa bem clara a essas pessoas inclusive a vc jefferson no dia da verdade deus n ouvira o grito de perdao de vcs………mas vou rezar para q deus possa ter compaixao de vcs……

    Resposta
  • 22 de novembro de 2011 em 21:56
    Permalink

    A Constituição e clara temos liberdade de culto, mas ninguem e obrigado a escultar o que nao quer.Todos temos que respeitar as diferenças de culto.Logo nao podemos misturar as coisa e usar a religiao p aliciar as pessoas.Os santos incorporados nao podem ofender e julgar as pessoas.Só quem juga e Deus e a justiça dos homens por crimes dos humanos.Nao podemos banalizar o que é sagrado.

    Resposta
  • 17 de novembro de 2011 em 17:30
    Permalink

    Onde estão os valentões da comunidade? Estão com medinhos dos macumbeiros? Quando ñ se pode com o inimigo,junta-se a ele!

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 20:34
    Permalink

    Engraçado, quando são os evangélicos gritando no meio da madrugada, ninguém se encomoda. religião é religião, cada um na sua.

    Resposta
    • 22 de outubro de 2011 em 20:11
      Permalink

      Concordo plenamente, por isso que essas comunidades são atrasadas, tantas coisas para se preocupar ficam brigando com besteira.

      Resposta
      • 23 de outubro de 2011 em 10:23
        Permalink

        Concordo plenamente, é por isso que a Constituição Brasileira protege \”TODO\” o tipo de culto, pois somos um país \”LAICO\” e tem gente querendo misturar as coisas.

        Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 20:16
    Permalink

    Cada Coisa hein! As crenças são bobagens em vários níveis, digamos que o Candonblé, macumba, são apenas \”pouco\” piores que o próprio cristianismo. O estado é Laico, em posto de saúde público, nem Maomé, Cristo ou Ogum ou qualquer outra bobagem.

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 19:38
    Permalink

    Pra mim, isso é briga de vizinhos. Se a moda pega, teria que ter um posto de saúde para atender católicos, outros para evangélicos, etc.

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 12:30
    Permalink

    Pra mim isso tbm não é religião!

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 12:30
    Permalink

    Pra mim isso tbm não é religião!

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 10:36
    Permalink

    Temos que analisar dois pontos:
    1) Isso não é religião..
    2) Um profissional para atuar na area da saúde tem que ter o minimo de discernimento e formação etica/profissional, pelo menos….

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 08:29
    Permalink

    O Brasil é aberto a todas as manifestações de religiões. Só que prejudicar a vida de comunidade ralado. não queria me deparar com gente pegando santo, e no posto de saúde pior ainda e deixa nos terreiros a manifestação. Com todo respeito aos Deuses do Ogum e Orixás.

    Resposta
  • 20 de outubro de 2011 em 21:59
    Permalink

    E a constituição fica a onde? Sobre religião.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *