Açaí gera hidrogel que regenera a pele‏

Açaí

Um estudo realizado na Universidade de São Paulo (USP) descobriu que o óleo de açaí tem alto poder regenerativo e, por isso, está sendo utilizado no desenvolvimento de um curativo de polivinilpirrolidona (PVP). Esse tipo de curativo, com aspecto gelatinoso e conhecido como hidrogel, já é bastante utilizado em países como o Japão e os Estados Unidos, mas sem nenhum aditivo. Como é rico em água – boa para a hidratação de ferimentos sem grudar -, a pesquisadora Ana Carolina Henriques Ribeiro Machado resolveu melhorá-lo adicionando o óleo de açaí, repleto de ácidos graxos essenciais, como o ômega 3, 6 e 9. Assim, ele se torna mais eficaz no estímulo à cicatrização de ferimentos.

O dispositivo, que ainda está em fase de testes, irá prevenir e tratar condições anormais da pele, como dermatites, escamações e ressecamento, e auxiliará no processo de regeneração da mesma. “A ideia inicial era unir os benefícios do óleo açaí, que é rico em ácidos graxos essenciais e com um grande poder de regeneração do tecido epitelial, com os hidrogéis PVP, que são os curativos que apresentam bons resultados em casos como queimaduras”, relata Ana Carolina.

“É comum ouvir os médicos dizerem que não pode tapar o machucado, mas com esse curativo você vai poder cobrir a ferida, porque ele permite a entrada do oxigênio, que é importante. E a adição do óleo do açaí nesse curativo, foi, justamente, pelos benefícios que o açaí tem. Esses ácidos graxos são utilizados nos processos de regeneração cutânea por possuírem ação bactericida, aumentarem a permeabilidade da membrana celular, promoverem mitose e proliferação celular e auxiliarem no debridamento da pele”, completou.
Por: THIAGO VILARINS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *