Vereadores de Santarém repudiam declarações de Promotor Público

Nélio Aguiar e Reginaldo Campos

Por ocasião da sessão na Câmara Municipal de Santarém realizada na manhã de hoje, os vereadores Reginaldo Campos (PSB) e Nélio Aguiar (PMN), na tribuna, criticaram a ação de um Promotor Público de Belém, que tentou calar cantores da região do Futuro Estado do Tapajós, para que não realizassem um show em Manaus, na sexta-feira, dia 21, defendendo o voto sim no plebiscito.

Os parlamentares perguntaram ao Promotor Público por que ele não manda calar a cantora Fafá de Belém, que em shows bilhetados, defende claramente o voto contrário à divisão do Pará. Citando o nome do promotor André Viana, o vereador Reginaldo Campos disse que repudiava a ação, já que ele mandou a Polícia Federal intervir. “Querem fazer como fizeram no período da cabanagem, quando os filhos do interior tentaram, se manifestar de forma democrática, de forma ordeira, foram mortos e de novo a capital do Estado tenta nos oprimir”, desabafa Reginaldo Campos.

Por sua vez, o vereador Nélio Aguiar disse estar disposto a provocar as frentes do sim Tapajós e Carajás, para que acionem a Justiça Eleitoral, em função da campanha de tentar calar o voto sim.

“Estamos fazendo um alerta às duas frentes Tapajós e Carajás e suas assessorias jurídicas, para que possam fazer intervenção junto ao Ministério Público e Justiça Eleitoral. Existem regras que é a Legislação Eleitoral e que infelizmente não está sendo respeitada, principalmente na região metropolitana de Belém e o Promotor Eleitoral já demonstrou, através de suas atitudes, que está sendo tendencioso, porque ele consegue enxergar um xisto em Manaus, mas não consegue enxergar uma trave dentro de Belém, mandando a Polícia Federal vigiar um show da nossa terra dentro de Manaus, mas não consegue enxergar que tem vários taxistas dentro de Belém, usando adesivos do não. Estive em Belém e me recusei a pegar um taxi adesivado com o não”, declarou Nélio.

Recentemente, em Itaituba, por ocasião do desfile de 7 de setembro, o Ministério Público Estadual impediu que as escolas desfilassem com faixas de apoio aos estados do Tapajós e Carajás.  

Fonte: RG 15/O Impacto 

 

3 comentários em “Vereadores de Santarém repudiam declarações de Promotor Público

  • 18 de novembro de 2011 em 11:24
    Permalink

    A frente do nao diz que nao vai melhorar nossa região com a criaçao do novos Estados, mas quero dizer para eles que isso será um problema nosso. Casso fosse ruim porque vocês nao deixam criar nosso estados aqui? voces ficam dizendo que a divisao do Pará é um interesse politicos, mas quero dizer que eu e minha familia e toda a cidade de Altamira é pelo SIM e nao somos POLITICOS,mas somos sofredores do desecaso em que vivemos por parte do governo. Se por ventura o NAO vença essa disputa voces politicos covardes por favor nao coloque o pés em nossa região para pedir voto em eleiçoes. VAMOS SEPARAR PORQUE PIOR NAO VAI FICAR

    Resposta
  • 18 de novembro de 2011 em 11:07
    Permalink

    O povo da região metropolitana de Belem e da própria capital tem que nos ajudar a vencer o NAO,porquer queremos uma sede de governo mais proxima de nós, caso seja criado Tapajós. isso possibilitaria para nossos filhos visitar um shoping, por exemplo, como acontece com quem mora em Belem. Agente nao tem condiçoes finananceiras de ir a capital porque é muito longe, mil quilometros de distancia.A única forma que temos de encurtar essa distancia é trazendo o Estado para perto de nossas famílias.Povo de Belem tem piedade de nós, moramos muito longe de vocês e nao queremos ficar aqui ao abandono eternamente. Essa e a hora de vocês decidir ao nosso favor, é a hora de nos ajudar a ter uma melhor qualidade de vida.

    Resposta
  • 25 de outubro de 2011 em 13:10
    Permalink

    Vamos a luta , não vamos desistir……

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *