Ônibus colide com trator da Prefeitura na Avenida Rui Barbosa

Manhã de segunda-feira chuvosa e tensa nas ruas da cidade de Santarém. Às 9:30 horas dessa manhã, mais um acidente na Avenida Rui Barbosa, quase esquina com o Beco  Santa Cruz, no bairro da Fátima. A batida envolveu o ônibus coletivo da empresa Transazevedo, linha Prainha, uma carregadeira e uma caçamba da Secretaria Municipal de Infraestrura (Seminf). O ônibus trafegava na preferencial, pela Rui Barbosa, quando teve que frear bruscamente devido a manobra do condutor da carregadeira da Seminf, que saia do beco Santa Cruz.

“O choque foi violento, foi um grande susto entre os 25 passageiros do ônibus”, disse o agente de portaria João Silva. Ele estava dentro do coletivo e falou que não havia nenhuma sinalização da atividade dos operadores da Seminf. Contou que o motorista teve que ser bastante ágil, na freada. Mesmo com o grande estrago, os passageiros ficaram ilesos do choque.

O encarregado da Seminf, Amós  Xabrega, quando questionado pela falta de sinalização pela atividade, disse que ”é normal essa ação nas ruas de Santarém”. Xabrega acusa o motorista de estar sem freio, o que poderia ter evitado a batida. Mas, o motorista Raimundo José de Freitas se defende e acusa os funcionários da Seminf de não colocarem nenhuma sinalização antecipada na Avenida. “Eu fiz de tudo para evitar a batida, no entanto, foi inevitável e tinha freio sim, pode ver no asfalto”, disse o motorista. No detalhe da imagem no asfalto, as marcas aparecem somente do lado direito do ônibus.

Perímetro perigoso – Esse é o segundo acidente envolvendo coletivo nesse final do mês de outubro, na Avenida Rui Barbosa. Na quinta-feira, 27, o acidente envolvendo o coletivo da linha Edwirges e o condutor de um Astra, levou a óbito o motorista Leandro Petsh Beckem Kamp, de 32 anos.

O sargento do Policiamento de Trânsito (Ptran), Carlos Antônio, que esteve no local do acidente realizando as apurações da batida, disse que “O BOAT vai realizar também levantamentos sobre o acidente”.

Moradores pedem providências das autoridades – Preocupados com os constantes acidentes que estão acontecendo quase que diariamente na Avenida Rui Barbosa, mais precisamente do trecho entre a Professor Carvalho e Agripina de Matos e, cansados de esperar por uma solução das autoridades, os moradores estão se reunindo e ameaçam interditar a Avenida Rui Barbosa para chamar a atenção do poder público, pois muitas vidas já foram ceifadas após a Avenida ser recapeada pela Prefeitura, porém, sem qualquer sinalização. O local é perigoso, principalmente da Professor Carvalho até a Cuiabá, que não tem sinalização e os motoristas irresponsáveis aproveitam para fazer “pegas” no perímetro.

Por: RG 15/O Impacto e Alciane Ayres

4 comentários em “Ônibus colide com trator da Prefeitura na Avenida Rui Barbosa

  • 1 de novembro de 2011 em 10:21
    Permalink

    Na realidade é o transito de Santarem que esta avacalhado,começando por quem teria que dar exemplo,que são os caminhões e tratores da prefeitura,não respeitam nenhuma sinalização,os carros são umas sucatas,parecem que vieram da guerra.Eita governo desgovernado.

    Resposta
  • 1 de novembro de 2011 em 10:14
    Permalink

    No meu ponto de vista a culpa e do tratorista,pois sempre me deparo com essa situação,eles não estão nem ai para o transito,eles param caminhão na contra mão,a maioria dos carros são sem placa,sem sinaleiras,puras sucatas,alem de colocar a vida de pessoas em risco,ainda tiram sarro,dizendo que são da prefeitura e podem fazer o que quiser,mais isso é mais uma prova do desgoverno de nossa cidade,ACORDA MARIA,a batata ta queimando.

    Resposta
  • 31 de outubro de 2011 em 17:36
    Permalink

    SERÁ QUE ESSE MOTORISTA DO ONIBUS, NÃO VINHA FALANDO AU CELULAR? POIS NÃO É DIFICIL VER CONDUTOR DE ONIBOS, FALANDO AO CELULAR ENQUANTO DIRIGE O ONIBUS CHEIO DE PASSAGEIRO. SE QUESER VER É SÓ FICAR NOS BAIRROS OLHANDO

    Resposta
  • 31 de outubro de 2011 em 16:31
    Permalink

    Eu estava dentro do veiculo na hora em que houve a colisão,e o veiculo tinha sim freio.O culpado foi o manobrista,q não olhou para ver se vinha algum veiculo,e as pessoas q trabalhavam fora do veiculo,tinham mais era q estar auxiliando o manobrista e isso eles não fizeram,tanto q houve o acidente.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *