Três pessoas morrem esmagadas

Francisco e Eliselma, duas vítimas fatais da tragédia

Mais um grave acidente aconteceu em nossa região, com vítimas fatais. Maria da Conceição Lemos Serrão, de 32 anos; Eliselma Sousa da Silva, de 25 anos e Francisco Eduardo de Almeida, de 39 anos, morreram durante um trágico acidente que aconteceu na estrada da comunidade de Santa Maria do Uruará, região do Rio Curatinga, no município de Prainha (PA), Oeste do Pará, na quarta-feira (7) à noite. Os três estavam em um caminhão madeireiro dirigido por Francisco, que era operador de carregadeira.

O cidadão Antônio Carlos Lemos, amigo das duas mulheres, disse que “o motorista perdeu o controle na descida e as toras de madeiras caíram em cima da cabine do caminhão. Os três morreram esmagados pelas toras de madeira”.

Corpos das vítimas chegando no IML de Santarém

Antônio Carlos explicou que os três pertenciam à mesma empresa madeireira. E eles estavam saindo de dentro da mata no sentido aos barracões de morada, quando aconteceu o acidente. “As duas mulheres eram cozinheira da empresa e pegaram carona para voltar ao barracão. Mas, estava chovendo muito na região. No caminho existe uma ladeira, e foi lá que o motorista perdeu o controle. E o pior aconteceu. Todos ficaram completamente destruídos com peso da madeira, totalmente irreconhecíveis”, informou Antônio Carlos.

As duas mulheres moravam em Santa Maria do Uruará e Francisco de Almeida, em Santarém. Os corpos vieram para o Centro de Perícia Renato Chaves, em Santarém. Após a necropsia foram liberados para as famílias realizarem o sepultamento, nesta quinta-feira (8). O corpo de Francisco foi liberado pela manhã e os corpos de Eliselma Sousa da Silva e Maria da Conceição Lemos Serrão, foram liberados no início da tarde de ontem, e seguiram  para a Comunidade de Santa Maria do Uruará. O caso está sendo acompanhado pelo delegado Germano do Vale.

Por: Alciane Ayres

2 comentários em “Três pessoas morrem esmagadas

  • 19 de agosto de 2012 em 18:57
    Permalink

    estava em sta maria no dia q ocoreu o acidente,sou de manaus minha mulher éh de sta maria do uruará a Edna Maria moraes e eu a amo muito.Rogger

    Resposta
  • 9 de março de 2012 em 10:09
    Permalink

    Incrivel esse acidente, já que uma das vítimas foi a pessoa que denunciou um possível esquema de currupção que retira madeira ilegal do Rio Mamurú que é enviada para Belém e envolveria agentes de órgão ambientais. A matéria foi publicada em um jornal de Parintins que o escritório do Ibama pede intervenção Federal no Rio Mamurú.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *