Piraíba de 140 quilos é atração em Santarém

Peixe virou atração no Mercadão 2000

Nos rios da Amazônia, muitos mistérios submersos. E quando vêm à tona, surpresas e mais surpresas do que a natureza é capaz.  Uma Piraíba de 140 quilos foi capturada e virou atração no Mercadão 2000, na manhã desta segunda-feira (19).  O proprietário do pescado, Manoel Boroca, disse que o trunfo foi fisgado na localidade de Arapiri, nas proximidades da comunidade de Marimarituba, no município de Santarém e explica sobre o preço do pescado. “O peixe inteiro pode ser vendido por R$ 1.400,00 e ele fatiado, ao preço de R$ 12,00 o quilo”, informou.

Mas, infelizmente o gigante do Rio Amazonas vai ser apreciado por outros paladares. O peixe foi negociado com o empresário Jorge Carlos de Albuquerque, que estava de passagem por Santarém. Ele vai levar o peixe para cidade de Sorriso, no Mato Grosso. “Lá eu vou vender em forma de filé, em um preço mais acima. De R$ 12,00 vou vender ao valor de R$ 19,00 o quilo”.

O pescador Airton Viana da Silva disse que esse peixe é muito difícil de ser fisgado na região. “Para ter pegado essa Piraíba foram duas pessoas. Eles pescaram com uma linha 108, arremessada nas profundezas. Quando o peixe vem à tona, já vem bem cansado. Esse, aí, é um filhote”, disse.

No local, curiosos em meio a negociação do grande pescado aproveitavam para fotografá-lo, para certificar que a cena não era história de pescador.

Fonte: RG 15/O Impacto e Alciane Ayres, com fotos de Bena Santana

 

 

6 comentários em “Piraíba de 140 quilos é atração em Santarém

  • 20 de março de 2012 em 10:09
    Permalink

    Amei sua historia Alberta Riker ! Tempos bons nao ??? Lembro tbm de tantas coisas lindas e maravilhosas da minha infancia, junto ao meu pai, no interior, nao na pescaria, mas em roca, \”coivarando\”, \”brocando\”, plantando e colhendo os frutos, o nosso alimento…nossa !!! Que saudades !!!

    Resposta
    • 20 de março de 2012 em 12:43
      Permalink

      Oooo cidadão!Obrigada.
      Boas lembranças q/ ficarão sempre em nossos corações! O q/ a gente leva dessa vida?!

      Fica c/ Deus, cidadão querido!!!

      Resposta
    • 20 de março de 2012 em 12:50
      Permalink

      Obrigada, cidadão querido!

      Excelentes lembranças q/ estarão P/ SEMPRE c/ a gente, em nossos corações!
      O q/ levamos da vida?!

      Fica com Deus!

      Resposta
      • 20 de março de 2012 em 17:33
        Permalink

        Querida Alberta Riker, somente vc para fazer lembrar esses tempos !! Buenas tardes ! Bjao em seu coracao, juntamente com todos os santarenos maravilhosos !

        Resposta
  • 19 de março de 2012 em 16:07
    Permalink

    Lindo peixe!!!
    Enorme mesmo!!!
    Foi fato, realidade tanto q/ foi atração/notícia e claro, saiu aqui no OImpacto.
    Antigamente peixes assim não eram tão raros.
    Nossos rios tem muitas criaturas lindas e exóticas. Uma fartura!
    Quando eu era criança lembro da pesca artesanal do pirarucu numa fazenda de meu pai, no Ituqui. Os pescadores eram de uma habilidade.//// Meu irmão e minha irmã adoravam pescar, sempre íam mas não me levavam de jeito nenhum pq eu fazia muito barulho e não pegavam nada mesmo c/ o lago transbordando de cardumes! Eu gostava mesmo de ir p/ uma outra fazenda, o Mataraí , perto de Alter-do-Chão, só praia, lindo demais. Lá tbm se pegava muito peixe, alias até hoje a fama de pescaria farta ali é grande.
    Eu ouvia cada estória de pescador…rs…rs…a mais famosa permanece até hj rs… a do boto rs…rs…, meu pai até brincava dizendo \”humhum… boto branco agora é cor-de-rosa\”. Meu pai era um grande defensor da natureza.Coitado de quem matasse algum pássaro ou qualquer animal por brincadeira…rs…chegava a dar dó dos espíritos-de-porco! Ladrão de gado, q/ entrasse em qualquer fazenda dele, não saia! Quem quisesse trabalhar ele ajudava pois era um homem muito bom! Ele tbm adorava pescar, vinham muitos parentes e amigos dele de todo lugar do Brasil e do exterior só p/ passar as férias aqui c/ a gente, p/ passear de barco, lancha, andar a cavalo, passear no campo, na floresta e claro PESCAR. Não era meu forte pois era um silêncio mórbido p/ pescar! Tempo bom q/ não volta nunca mais! Era uma constante festa visto que nossa região em si é espetacular e calma!

    Resposta
    • 16 de março de 2013 em 21:53
      Permalink

      belo peixe,apesar de ter ido para esses lados duas vezez nada conheci,mas creio que em breve estarei ai na região que adoro,peixe aqui em sarapui/sorocaba,sp é escasso!
      mas ja fizguei umm lobó de 130kg na divisa de sp/ms…se alguem puder indicar um local para ficar por favor me avisa!aa,não sou pescador,apenas quero conhcer essa região,pegar e comer muita comida boarss

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *