Pará e Bélgica discutem parceria em pesquisas científicas

O embaixador da Bélgica e o presidente da Fapespa

A ideia é desenvolver a colaboração no campo da pesquisa científica e tecnológica, por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa) recebeu nesta sexta-feira (23) o embaixador da Bélgica no Brasil, Claude Mission, para discutir parcerias que estreitem os laços entre o Pará e a Bélgica, voltadas ao incentivo à captação de recursos e investimentos na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).

Pará e Bélgica poderão desenvolver a colaboração no campo da pesquisa científica e tecnológica, por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores, consultoria, troca de experiência e formação de recursos humanos, no âmbito de projetos conjuntos, de interesses comuns, direcionados à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação.

O presidente da Fapespa, Mário Ramos Ribeiro, destacou o fortalecimento da parceria entre Brasil e Bélgica. “O ponto principal é que iniciamos e fortalecemos uma parceria concreta do Governo do Pará com a União Européia, criando uma possibilidade gigantesca de intercâmbio de conhecimento, para impulsionar o crescimento da região amazônica, por meio do potencial de pesquisa em ciência e tecnologia”, afirmou.

Claude Mission ressaltou a disposição do governo belga em firmar parcerias com Estados brasileiros. “Com a visita pretendo identificar melhor as possibilidades e perspectivas de colaboração entre instituições belgas e brasileiras, como universidades e centros de pesquisas”, garantiu Mission, destacando interesses nas áreas de ciência, tecnologia e meio ambiente.

O governo brasileiro tem um acordo de cooperação firmado entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por intermédio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, e o Conseil Interuniversitaire de la Communauté Française (Ciuf), da Bélgica, que inclui diversas universidades do país, no conjunto de opções de candidatos a bolsas do programa Ciências sem Fronteiras.

O acordo prevê o desenvolvimento de um programa de atividades com as Universidades da Comunidade Francófona da Bélgica (Univ CfB), representadas pelo Ciuf, para o intercâmbio de estudantes e pesquisadores no âmbito do programa Ciências sem Fronteiras

Fonte: Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *