Raio fulminante mata quatro pessoas da mesma família

Raio

Quatro pessoas de uma mesma família morreram ontem, um homem e três adolescentes, após serem atingidas por um raio, em Itabocal, localidade que fica a 10 km da cidade de Irituia, no nordeste paraense.

Segundo Jorge Caio, morador do município, as quatro pessoas estavam embaixo de um piquiazeiro, colhendo os frutos da árvore, quando o raio caiu, durante a forte chuva da tarde deste domingo (25). O incidente aconteceu por volta das 16h, e as vítimas ainda foram levadas para o hospital da cidade, mas já chegaram sem vida.

Após a constatação do óbito, os corpos foram liberados. “O raio caiu por volta de 16h e atingiu as quatro pessoas, sendo um homem de 30 anos e três mulheres, uma de 15, 14 e 13 anos, que morreram na hora”, disse Jorge.

Ainda segundo o morador, uma criança de 7 anos que estava com o grupo, também foi atingida, mas sofreu uma descarga leve. Após passar por uma avaliação médica, foi liberada.

A reportagem tentou conseguir mais informações com o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, o Corpo de Bombeiros e o Hospital Municipal de Irituia, mas até o momento os nomes das vítimas não haviam sido informados.

Fonte: Diário do Pará

Um comentário em “Raio fulminante mata quatro pessoas da mesma família

  • 18 de abril de 2012 em 02:18
    Permalink

    Mamisa sabe o quanto a aamoms?Este1 linda e muito elegante nessa blusa: adequadedssima!Tambe9m adorei esses brincos! E a obra continua! Sorte nossa!!!Mia querida, para todos os leitores e, especialmente para vocea:RECEITA DE ANO NOVOPara vocea ganhar beledssimo Ano Novocor do arco-edris, ou da cor da sua paz,Ano Novo sem comparae7e3o com todo o tempo je1 vivido(mal vivido talvez ou sem sentido)para vocea ganhar um anone3o apenas pintado de novo, remendado e0s carreiras,mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;novo ate9 no corae7e3o das coisas menos percebidas(a comee7ar pelo seu interior)novo, esponte2neo, que de te3o perfeito nem se nota,mas com ele se come, se passeia,se ama, se compreende, se trabalha,vocea ne3o precisa beber champanha ou qualquer outra birita,ne3o precisa expedir nem receber mensagens(planta recebe mensagens? passa telegramas?) Ne3o precisa fazer lista de boas intene7f5espara arquive1-las na gaveta.Ne3o precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadasnem parvamente acreditar que por decreto de esperane7aa partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa,justie7a entre os homens e as nae7f5es,liberdade com cheiro e gosto de pe3o matinal,direitos respeitados, comee7ando pelo direito augusto de viver. Para ganhar um Ano Novoque meree7a este nome,vocea, meu caro, tem de merecea-lo,tem de fazea-lo novo, eu sei que ne3o e9 fe1cil,mas tente, experimente, consciente.c9 dentro de vocea que o Ano Novocochila e espera desde sempre.Carlos Drummond de AndradeBjs,lu.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *