Pará é classificado como área livre de febre aftosa

Gado bovino

O resultado da auditoria da febre aftosa ocorrida entre os dias 13 e 17 de fevereiro nas regiões norte, nordeste, oeste e Marajó, foi divulgado nesta terça-feira, 27, na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em Brasília. O Pará obteve a melhor avaliação pelo Mapa, com nota superior a 80%, estando apto à classificação livre de febre aftosa com vacinação. O estado paraense evoluiu nos 28 itens avaliados, crescendo em 27 e mantendo o mesmo status, sem regressão. Entre os itens avaliados estão controle de trânsito, epidemiologia, controle de revendas, funcionamentos dos escritórios e afins. Os estados de Alagoa, Ceará, Maranhão, Piauí, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte também foram classificados para área livre de aftosa com vacinação.

“É uma meta pela qual governo e produtores das regiões nordeste, oeste, e Marajó vem lutando há mais de 10 anos. Isso melhora muito a exportação de carnes, atrai novos frigoríficos e permite aos municipios localizados nessas regiões levar animais de alta genética para qualquer exposição”, ressalta o diretor geral da Adepará Mário Moreira”.

 
Agora, classificado a dar início no processo de sorologia para verificação de circulação viral nos animais, o Pará está próximo de ser todo considerado área livre de febra aftosa até final do ano. Hoje isso já acontece com 75% do seu rebanho. Depois desse processo, no ano que vem, o Pará poderá ser reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Saúde Animal.

Participaram da reunião em Brasília todos os diretores das Agências de Defesa Agropecuária das regiões brasileiras, secretários de Agricultura, superintendentes dos Ministérios da Agricultura, Federações de Agricultura, além de representantes dos governadores.

Fonte: Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *