Criança morre por negligência médica

Ladilson Rêgo Campos e sua esposa, acusam negligência do médico pela morte de sua filha Luane Caroline

“Acabou com a nossa vida, com a nossa família. Estudava, era inteligente, esperta. Ela deixou para nós foi só alegria. Agora, o que eu vou fazer por ela é justiça, para que não aconteça também com outras famílias”. Esse é conforto para o desconsolo do pai Ladilson Rêgo Campos. Ele perdeu sua  única filha, Luane Caroline, de 5 anos de idade, na última terça-feira, dia 17. Ele acusa erro médico, do pediatra Rodrigo Chahini, reforçados por  outros fatores que acentuaram para prorrogar o atendimento da criança. “Ela saiu daqui só com o problema no ouvido e o médico matou ela. Nós queremos justiça, por ela. Você não imagina o que é perder um filho. Já que não vou ter ela, eu vou fazer tudo pela minha filha, justiça”, disse Ladilson Campos.

A princípio, na busca por tratamento, o pai procurou vários agendamentos, através de um plano de saúde, encontrou com prazos longos. A filha foi atendida no setor de urgência do Hospital Sagrada Família, e avaliada pela plantonista, a médica Andréia Joy, que disse da necessidade de internação. A médica teria informado que a criança estava com problemas nos dois ouvidos e que poderia agravar em uma meningite. “Eu tentei marcar consulta com o otorrino Edgar Bueno, mas não consegui pelo plano de saúde. Tive que pagar particular e fui atendido, o médico passou uma medicação para a criança. E ela ficou bem com o remédio receitado pelo otorrino. Mas, depois, ele não foi acompanhar minha filha no hospital”, narra o pai de Luane.

Ladilson Campos disse que apareceu no Hospital Sagrada Família o médico Rodrigo Chahini. “Ela já estava melhor, mas ele pediu um novo exame de sangue, ocasião em que disse que havia dado uma alteração. Ia continuar dando remédio, depois pediu outro exame de sangue. Chegou para nós, e disse: “Eu tenho uma notícia boa e uma notícia ruim. A notícia boa é que o remédio fez efeito, o sangue não estava alterado e a ruim que ela vai sair só na segunda-feira, porque não tinha acabado a alteração no sangue. Ela passou 17 dias internada. Aí que ela continuou a medicação, e começou a sentir mal, dor na barriga. O remédio da dor de ouvido deu certo, depois que ele veio trocar o remédio que tudo começou a piorar, eu não sei o que deu nesse médico”.

Falecimento de Luane:O pai de Luane explica que “no dia da agonia, o médico plantonista, doutor Macêdo foi chamado e não quis subir para vê-la. E ligamos para o doutor Rodrigo, não quis atender. Ligamos de outro número, ele atendeu e disse que não podia ir ao Hospital. Era para pedir ao plantonista. E quando viram que o caso era grave, a médica Andréia Joy subiu ao apartamento, e confirmou a gravidade, isso na hora do falecimento. “Temos que transferir urgente para uma UTI”, disse a médica, completando: “Rezem para ter uma vaga”. “Minha filha provocava sangue, entubaram ela, na hora que despachavam a papelada, ela faleceu, é o laudo  discriminava coagulação respiratória”, informou Ladilson.

Kalebe de Souza defende hospital

Resposta do médico à família: Ladilson confirma que o médico Rodrigo Chahini não prestou a assistência devida a Luane. E após, o falecimento, ele teria ligado para família. “O meu pai que atendeu o telefone. E disse que a minha filha morreu, porque aplicaram óleo mineral na veia dela. Não é verdade isso, eu queria saber dele como ele pode provar e afirmar que ele não estava lá. Minha mulher estava  desde manhã cedo tentando falar com ele, e não quis atender a minha filha. Eu já registrei um BO na Polícia, vamos acionar o Ministério Público e entrar com uma ação em cima de quem for, Sagrada Família, Edgar Bueno e doutor Rodrigo, quem a gente vê quem te culpa”.

Nossa reportagem procurou o médico para pronunciamento, mas não foi encontrado.

Defesa Hospital Sagrada Família: O gerente do Hospital Sagrada Família, Kalebe de Souza, informou à nossa reportagem sobre a inclusão, do médico Rodrigo Chahini, no quadro clínico do Hospital. “Porque o corpo clínico da instituição é aberto, e não podemos restringi-lo de internar os pacientes aqui. Ele pode internar pacientes do consultório aqui, quanto pode assumir alguns paciente pediátrico que o nosso plantonista tenha internado. Como médico ele tem a livre conduta de decidir o diagnóstico e tratamento do paciente dele. O Hospital não interfere de maneira nenhuma na conduta que ele possa apresentar. Os exames laboratoriais mostram que a criança estava com um quadro severo de infecção. Inclusive, na declaração de óbito aponta infecção generalizada. Uma infecção generalizada mata um adulto, imagina uma criança”, disse Kalebe de Souza. Quanto à acusação da família de negligência do médico, o gerente disse: “Não lhe posso dizer a palavra negligente. Mas, ele tem pelo menos em termos documentais registro do acompanhamento no prontuário. Inclusive, tinha um pedido no prontuário de uma vaga na UTI do Regional. Então, se essa criança não estivesse em estado grave, você acha que teria necessidade de ter solicitado vaga na UTI. O que estamos acostumados a enfrentar no dia-a-dia dos hospitais: Em muitas situações os pais ou as pessoas deixam para trazer os pacientes para cá, quando já se encontram em um quadro muito comprometido. É como se nós tivéssemos a obrigatoriedade de reverter aquele quadro e, quando o pior acontece nós somos responsabilizados”, declarou o gerente do Hospital Sagrada Família.

Por: Alciane Ayres

42 comentários em “Criança morre por negligência médica

  • 12 de maio de 2012 em 21:01
    Permalink

    oi Ladilsom eu sei oque vc ea sua esposa esta pasando eu perdi minha subrinha nesta quarta feira (10) por erro medico tanbem mas ela ia faser 5 meses hoje dia 12 de maio se servir de comçolo para voces eu sei que voces estao pasando pensa que ela esta dormindo nos pesdo senhor jesus

    Resposta
  • 8 de maio de 2012 em 09:54
    Permalink

    Não importa se os pais dessa criança vendem tácacá, ou poderia ser qualquer outro tipo de trabalho, eles fazem de tudo pra sustentar sua família, e tem o mesmo direito que qualquer outra pessoa bem instruida teria A SAÙDE. É lamentável que estejam surgindo esses comentários numa hora de dor insuportável que é perder um filho, ainda mais seu único filho.Deixo aqui meus pésames a família.
    Existem inúmeros casos de erros médicos em todo Brasil , voces já devem ter visto nos jornais vários casos recentes de técnicos aplicando remédios errados em véia de crianças, causando sua morte, por isso, não é o único caso ou um único médico que errou, todos podem errar, e deve ser investigado profundamente pra achar o(s) verdadeiro(s) culpado(s) ,seja quem for, tem que pagar.
    Eu passei por uma situação que graças a Deus e a Dra Alaide que salvaram minha filha e ela está se recuperando na Imaculada Conceição. Ela adoeceu na terça(01), primeiramente de vômito e febre, estava se desidratando, procurei o pronto socorro na quarta, pois a mesma vomitava tudo o que comia, inclusive os remédios, a médica da pediatria a examinou, e disse que a garganta estava um pouco inflamada, e receitou soro e plasil injetável, pra depois voltar com ela pra reavaliação, e outro médico da emergência deu alta, pois já era 23h quando terminou o soro, e já tinha terminado o plantão dela na pediatria, e ele mandou que continuasse dando o dramim e alivíum. Continuando com o mesmo problema na quinta(03), e já com início de diarréia, e não comendo mais nada, e nem querendo tomar soro oral, levei pra sagrada família a tarde e o médico plantonista clínico geral receitou denovo, soro e plasil injetável, e disse que só poderia fazer isso, porque ele não era pediatra, e nem examinou minha filha, e mandou que eu procurasse um pediatra, ela tomou os remédios no hosp. e fui denovo pro pronto socorro devido ao estado crítico dela, bastante desidratada, e ele nem percebeu isso e nem deu jeito de encaminhar a criança para um pediatra do hospital. Chegando no pronto socorro, na parte da pediatria, por volta das 16h, a médica nem quiz ver a garganta dela, dizendo que a mesma iria vômitar se olhasse, e passou outro soro e hemograma e a deixou em observação, e a diarréia aumentando e vomitando a sopa que tinha ingerido, então, outro médico pediatra, já a noite, olhou o hemograma e disse que era rotavírus, pois já sabia devido a experiência dele, por ter alteração no exame, e deu anemia alta também. Então achou melhor ela ficar tomando soro devido a desidrataçao que estava bastante alta e o vômito. Nisso durou a noite toda, sentada naquelas cadeiras sem nenhum conforto. Pela manhã da sexta feira(04) era outra pediatra bastante atenciosa, examinou minha filha, viu a garganta, e disse que estava bem inflamada, e olhou o hemograma, e falou que não poderia ser rotavírus, porque os sintomas eram diferentes, só saberia através do exame de fezes específico, ficou muito preocupada com o caso dela, minha filha já estava inchada, pele amarela devida a anemia que por causa da doença se agravou, urinando pouco e teria que descubrir a causa do inchaço, se era do soro, ou de alguma bactéria que poderia ter entrado através da garganta , e ido parar nos rins, pediu outro exame de sangue mais aprofundado, de urina e fezes, e começou a tratar a diarréia com antibióticos, e soro injetável, o vômito já tinha cessado, mas os exames não aprontaram até o horário da saída dela às 15h, (e ela só iria voltar pro hospital na segunda(07) pela parte da manhã), nem a noite no horário de outro pediatra, só foi aprontar na manhã de sábádo(05), mas só o hemograma e urina, o de fezes não estava pronto. O pediatra do dia não examinou minha filha e nem olhou os exames direito e já foi logo pegando o receituário pra dar alta, nem olhou o que a doutora tinha inscrito no prontuário, nem prescrito pra ela tomar, foi preciso eu ir falando o que a doutora tinha falado, pra ele olhar direito o hemograma pra ver anemia e a alteração no mesmo, o de urina nem olhou, e disse que não precisaria do resultado do exame de fezes pra dar alta à ela, e deu, prescrevendo remédio pra doença provocada por infecção respiratória, um xarope e pra ameba. Sendo que ela não estava com tosse, nem gripe, e sim com diarréia, vômito, desidratação, olhos profundos, bastante debilitada, não comia nada e como que esse médico deu alta pra criança, isso é um descaso, só pra sobrar leito para outras crianças que estavam lá. Pedir que me desse os resultados dos exames de urina e hemograma, e fiquei de pegar mais tarde o de fezes e fui pra casa pela manhãdo sábado.
    Ela só quiz tomar um leite na mamadeira ainda no hospital, e no almoço já em casa não queria nem enxergar a sopinha, tentei dar a ela, mas nem comeu uma colherada se quer. Já tinha comprado os remédios e dei somente o secnidazol dose única, os outros dois deixaria pra dar às 18h de 12em12h, que era o amoxicilina e betametasona, que graças a deus eu não dei porque não iria servir de nada. Dei à ela um leite às 14h porque era a única coisa que aceitava, imediatamente vomitou, ela estava triste, com os olhos profundos, nem falava mais nada, só queria saber de dormir, não aceitava nada que desse pra comer, então as horas foram se passando e ela ficando cada vez pior, até a diarréia voltou, já tinha feito duas vezes em pouco tempo, então resolvir ligar pro meu marido e decidimos ir atrás de ajuda particular, senão minha filha não aguentaria. Voltei ao hospital municipal sozinha pra pegar o resultado do exame de fezes, e ainda era o mesmo médico pediatra que tinha dado alta nela pela manhã, pedi informações sobre a médica que iria investigar o caso dela, a dra rejane, mas a enfermeira não sabia e nem tinha o número dela, pois queria levar ela pra consulta. Pior, em pleno sábado, onde não encontraria nenhum consultório pediátrico aberto, nem o PAI estava funcionando. então rodei em todos os hospitais particulares, inclusive na sagrada família, atráz de consulta de emergência pediátrica particular e lá eles não tinham pediatra no sábado, só o de sobre aviso para os pacientes de lá enternados, e não podiam ligar pra nenhum pediatra pra realizar a consulta, a mesma coisa nos outros hospitais, foi aí que a última esperança era a Imaculada e chegando aqui, a secretária disse que a doutora pediátra Alaíde estava atendendo somente os RN e Já estava de saída,por isso não podia consultar, mas ela viu minha situação, e decidiu ir falar com a médica, quando voltou foi com a boa notícia, que eu poderia trazer minha filha pra consulta particular, só se fosse naquela hora. Imediatamente fui buscá-la e quando retornei a doutora já estava de saída, e quando nos viu, foi logo nos levando ao consultório e examinando a minha filha, a sua garganta, e viu que ela não estava com a garganta infamada, olhou os resultados de exames do municipal, avaliou e disse que o estado dela era de internação, pois se tratava de uma infecção intestinal,com auto grau de desidratação, devido ao vômito e diarréia, muitos gazes na barriga, olhos corvados, muita fraqueza porque ela não se alimentava, a médica passaria o soro com a quantidade de remédios adequados pro caso dela, e foi isso, ela internou minha filha no sábado(05) a noitinha, e de uma hora pra outra ela teve uma melhora surpreendente, já no domingo minha filha voltou a comer, falar, brincar, sorrir e é muita alegria ver a nossa filha melhorando cada vez mais, graças a competência da Dra Alaíde aqui da Imaculada Conceição e aos seus enfermeiros que prestam toda assistência. Passou a segunda(07) só pedindo comida, é muito bom vê-la com fome,comendo toda sua sopinha, sem diarréia, sem vômito, se recuperando. agora é só aquardar os resultados dos exames que foram feitos aqui por laboratórios conhecidos e já na terça(08) com eles à mão, a Dra Alaíde ver o resultado e der alta para continuar o tratamento com os remédios certos para a doença certa de nossa filha. Só o de cultura, que vai sair daqui uns três, quatro dias e ela vai examinar pra saber o resultado.
    Então é isso, ia co mum médico falava uma coisa, vinha outro, falava outra coisa, e assim por diante, tinha que ter só um médico para acompanhar o paciente no qual ele deixou em observação no hospital municipal,e não vários, assim solucionaria essas altas doidas, sem ao menos saber o que o paciente tinha de verdade.
    E vocês médicos, tratem os pacientes como se fossem da sua própria família, sempre dando um jeitinho para ajudá-lo.
    Obrigada por terem lido até o final. Beijos.

    Resposta
    • 10 de maio de 2012 em 00:58
      Permalink

      Já em casa; Minha filha está ótima, não para de comer, e de brincar…
      Foi ROTA VÍRUS mesmo, os exames comprovaram…
      Agradeço a Deus, a todos que nos ajudaram, e a dra Alaide principalmente, por ter dado início ao tratamento correto. Se não fosse por ela, talvez nem estaria aqui tão feliz!

      Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 16:34
    Permalink

    Gente eu tenho filhos pequenos mas sou bem qto a saúde deles. Infelizmente existem pais que realmente levam a criança ao hospital ja em estado critico, que pena.Independente de quem foi a culpa, sou enfermeira e sei que a infecção generalizada jamais será provocada por remédios, Mas por algo que estava bem agravado dentro desta criança inocente. sinto muito por ter que declarar isso a familia enlutada.As minhas condolências.
    Nossa cidade de Santarém deveria dar mais cursos de primeiros socorros e sobre infecções cronicas generalizadas principalmente acerca das crianças e idosos que são os mais propensos a adquiri-la.

    Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 16:13
    Permalink

    CUIDADO GENTE ESTA FAMILIA É CARNICEIRA E TA QUERENDO DINHEIRO DO HOSPITAL. MAS ESTOU ORANDO PARA QUE OS MEDICOS E O HOSPITAL PROVEM SUA INOCENCIA PARA QUE A FAMILIA DOS CARNICEIROS E HEREGES POR DINHEIRO SEJAM MAIS UMA VEZ ENVERGONHADOS. QUERO PERGUNTAR A FAMILIA ENLUTADA: VOCES LEMBRAM DA HISTÓRIA DO TUCUPI ESTRAGADO??? EU PODERIA TER COLOCADO VOCES NA CADÊIA MAS TIVE MISERICÓRDIA DE VOCES, MAS PARECE QUE VOCES SÃO JUSTICEIROS MENTIROSOS CORRUPTOS CALUNIADORES E USAM DE MÁ FÉ. MAS DEUS JA CUIDARÁ DE VOCES. O DINHEIRO QUE VOCES PROCURAM COM LOUCURA NÃO COMPRARÁ SUA SALVAÇÃO CARNICEIROS…

    Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 15:45
    Permalink

    Concordo plenamente com O sr kaleb. Quero dizer que o Dr.Edgar Bueno é um excelente médico otorrino e que não merece todas estas cristicas feitas pela familia da tacacazeira. Familia baixa e porta de cadeia. Realmente sinto pela criança que morreu não por negligencia médica mas por maus tratos da familia, que se preoculpa muito em andar atraz de dinheiro e se esqueceu de cuidar da saúde da criança. Quero informar para esta familia ignorante que uma infecção generalizada nunca poderia ser causada por remédios mas sim por causa d apodridao e doença que já estava no corpo da criança e que o exame de sangue provou antes que o segundo médico que eu nem sei o nome já fizesse o pedido do leito. Se este médico fez o pedido do leito entendam que a criança já estava morta estupidos, voces levaram a menina ja morrendo ou familia ignorante leiam mais sobre infecção generalizada, querem saber de medicina tem quye estudar medicina e nao ficar numa banca de tacacá fazendo fofoca.Senhora Néia como vizinha sua sei que estudaste computação a base de prostituição com os homens casados que gostas de sair. Te conheço ou tatuada prostituida.Não falem mal do hospital ou dos medicos a calunia de voces caira sobre suas cabeças mesmo. Na tua casa só tem doença, tem uma vó com cancer ou to mentindo. Ou Porta de cadeia, voces querem ficar conhecidos na cidade como vitimas, mas como vizinha te conheço bem. Olha outra coisa colocar o caixão da criança morta dentro do restaurante BRIOCHE foi nojento viu. Voces não sabem de nada mesmo hein. Vão estudar cambada de ignorantes. Minhas condolencias para os médicos acusados. Saibam medicos que estes demonios nesta familia serão destruidos e envergonhados. Que Deus abenç^Yoe o senhor Kaleb do Hospital sagrada familia. Homem inteligente nas palavras. aprendam com este mestre como se fala ou familia do tacacá.

    Resposta
  • 23 de abril de 2012 em 09:08
    Permalink

    Sr. Hamylton Franco, sou médico do Hospital Municipal e também conheço o Hospital Regional.
    Quanto ao seu comentário a respeito do Hospital Regional, Vossa Senhoria está atrasada em pelo menos 04 anos.
    Não existe nenhuma ala desativada e nem sequer equipamentos encaixotados.
    O Hospital Regional já está trabalhando acima da sua capacidade, tanto é que será ampliado nos próximos dois meses.
    É de bom tom que se tenha informações adequadas para que sejam divulgadas.

    Resposta
  • 22 de abril de 2012 em 17:42
    Permalink

    Minhas sinceras condolencias a familia da inocente crianca falecida. Alguns medicos se esquecem do seu JURAMENTO HIPOCRATICO assim que termina a solenidade de colacao de grau na faculdade. O nosso Hospital Regional so tem 06 (seis) leitos de UTI pediatrica! La existem aparelhos carissimos encaixotados ha anos! E sem falar no ultimo andar que nao funciona nada! Existem muitos culpados nessas vidas ceifadas no dia a dia em nossa Santarem.

    Resposta
  • 21 de abril de 2012 em 18:11
    Permalink

    Elcineia Rego e família, minhas condolências neste momento difícil, sendo que somente o tempo poderá amenizar a ausência de sua sobrinha que a fé próspere para que suportem a fraqueza daqueles que não se importam pelo sofrimento alheio. A verdade é única e não não há meios termos quando ausente o esquecimento, pois a justiça tarda mais não falha.Lembre-se que \”justiça tardia não é justiça\”.

    Resposta
  • 21 de abril de 2012 em 14:36
    Permalink

    Meus caros leitores, vamos esperar a apuração do caso da LUANE, a polícia vai esclarecer , tenho certeza e confio no Delegado. Ficar pré-julgando não faz bem aos nossos corações. Quem tiver culpa, pagará conm certeza.

    Resposta
  • 21 de abril de 2012 em 14:32
    Permalink

    Sr Kalebe, não se exima de culpa antes de serem apurados os desmandos de seu Hospital. Diz a musica popular: \” PRIMEIRO É PRECISO JULGAR PARA DEPOIS CONDENAR\” MÉDICOS TÊM CULPA, SIM. PRIMEIRO NÃO DENUNCIAM OS DESMANDOS DE SEU HOSPITAL, TÉCNICOS DE ENFERMAGEM FAZENDO PARTOS DE PACIENTES DO SUS, É INVERDADE ISSO???O SENHOR FOI ENVIADO AO SÃO CAMILO PARA POR ORDEM NA CASA, A ADMINISTRAÇÃO DO BENZETACYL NA VEIA( NÃO MATA, MAS O INDIVÍDUO APRESENTA LESÕES GRAVÍSSIMAS PALA IATROGENIA) E VEM DECLARAR QUE OS MÉDICOS SÃO ISSO, AQUILO PORQUE OS MESMOS SE SUBMETEM A TRABALHAR NO SAGRADA FAMÍLIA, OUTRORA HOSPITAL DE PADÃO NESSA AMAzônia e em Santarém, agora com uma administração pífia Camiliana que só pensa em dinheiro, Médico também gosta, acontecendo fatos que se forem comprovados, deverão ser punidos pela nossa Lei. Sr Kalebe, sua empresa de administração hospitalar tem até Faculdade de Administração em São Paulo, o Sr por acaso tem curso de Administração hospitalar?^Sou leigo no assunto, mas… pelo que o Senhor falou em O Impacto, deixa-nos totalmente convicto de que o Senhor está despreparado, o seu superior lá de Sao Paulo ficará sabendo de seu profícuo \”apagador de fogo\” como denominaram.O INSTITUIÇÃO CAMILIANA SÉRIA, TENHO PLENA CERTEZA, NÃO COMPACTUA DE SUA PÍFIA ADMINISTRAÇÃO, JÁ É ANTIGO AQUI EM SANTARÉM.

    Resposta
  • 21 de abril de 2012 em 11:42
    Permalink

    Esse medico indeciso sobrevive as custas do sobrenome de sua esposa que é médica , esta sim tem experiencia ao ponto da mesma ter lhe dad o um enorme RALHO por não concordar com um procedimento que havia receitado a um pequenino.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 21:01
    Permalink

    direito de resposta a mariela santos,como não sou baixa como ela, eu fui quem escreveu os comentarios meu nome e elcineia rego campos, sou formada em direito pelas faculdades integradas do tapajós,pergunte meu amor,qual a minha reputação nessa cidade,quem conhece a minha familia sabe que todos somos honesto e trabalhadores,talvéz todas essas calunias servem somente a vc,se coloque no nosso lugar isso aqui não e hora de baixaria e nos não gostamos disso, se vc gosta meu bem.sinto muito, se fosse tua mãe tua irmã teu pai, ou teu filho pois não sei quem vc é,o que vc faria, juro que nossa familia jamais escreveria essas besteiras que vc escreveu,espero que um dia vc sinta na sua propria pele, que estamos sentindo,que deus te abençõe e sua familia.amém,obrigado a todos que estão nos apoiando..não der conversa para esse tipo de pessoa..a morte da nossa rainha TERÁ JUSTIÇA.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 16:40
    Permalink

    Quantas vidas já se foram por impunidades dos \”especialistas\”, do atendimento de saúde público e privado. E nçao vemos nenhuma ação séria. Deixa acontecer com algum filho da elite santarena ou de políticos. Isso seria levado mais a sério. Mas, é dífici acontecer com eles. Porque ele pegam o avião e seguem para Belém.Eles não são tolos de fazer tratamento em Santarém.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 16:38
    Permalink

    ESTA MOÇA É TODA TATUADA E ANDA PELAS RUAS, VAGANDO E SEM COMPROMISSO. COMO FALA COM O GERENTE DO HOSPITAL ASSIM. QUE BAIXARIA GENTE. ESTA FAMILIA É MUITO BAIXA.

    Resposta
    • 20 de abril de 2012 em 17:19
      Permalink

      Essa Maristela \’e uma sem nocao das coisas…so fala besteiras aqui ! Vai cuidar de algo menina ! Vai p/ igreja !! Reze, ore, peca perdao a Deus pelas tuas idiotices !!

      Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 16:14
    Permalink

    a vida não é apenas um brinquedo na mão desses carniceiros,é uma dádiva d Deus,q não pode ser acabada dessa forma!!!Essa dor nunk será esquecida por nós familiares,q mesmo tendo o nosso passado humilde,trabalhando honestamente,causando inveja à pessoas d má indole.O seu comentário sra.Mariela Santos,é inoportuno e d grande mau -caratismo,pois saber respeitar a dor do próximo só parte d quem tem conexão com Deus,o q infelizmente vc demonstra não fazer parte!!!!!!Primo,é muito difícil escrever palavras certas p vc neste momento,mas saiba q nessa luta Deus será o seu guia,e estou rezando p q tudo dê certo.Abçs,Glay.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 15:39
    Permalink

    Eu sou vizinha da vitima e devo dizer que esta familia gosta muito de fofoca e confusão, vivem se importando com a vida dos outros e falando sem conhecimento. Esta criança vivia jogada pelas ruas parecia até que não tinha pai. Agora querem se fazer de vitima acusando um e outro quando na verdade eles se sentem culpados por ter levado a criança na ultima hora. Lembro de uma ocasião onde uma delas também queria brigar comigo e me levar para a delegacia, não deem muita atenção para a palavra deles porque são gente que vendia tacaca nas esquinas e não tem nenhuma cultura. São odiosos e gostam que causar problema com os vizinhos, querem se aparecer agora com a morte desta criança para ficarem conhecidos pela midia. Não respeitam nem a morte d acriança que familia encrenqueira esta, sinto muito pelos medicos que estao sendo acusados, se eles soubessem com quem estariam se metendo tenho certeza que teriam ficado muito longe desta causa. ABRAM OS OLHOS E INVESTIGUE,M A FAMILIA PELOS VIZINHOS E JA SABERÃO QUE SAO MENTIROSOS, FOFOQUEIROS, CALUNIADORES E TUDO MAIS…Sinto muito mas sou vizinha aqui na presidente vargas e os conheço muito bem.

    Resposta
    • 20 de abril de 2012 em 15:50
      Permalink

      Olha Mariela Santos,nao te conheco e nem vc me conhece. Tbm nao conheco os pais da gorotinha, mas primeiramente a gente tem que ver \’e a VIDA do ser humano, nao importa se eles gostam de brigas etc e tal..a VIDA de um ser, principalmente de uma crianca \’e nossa razao para esta aqui ! Portanto menina, respeite as dores da familia . Agora, so porque eles vendiam tacaca na esquina nao sao seres humanos ?? Eles estao trabalhando, e e\’ um trabalho honesto,abencoado por Deus ! Portanto minha querida, respetio \’e bom nesssa hora ! Guarde sua raiva e rancor para outra hora. Ok. Felicidades !

      Resposta
    • 22 de abril de 2012 em 20:18
      Permalink

      Não importa se os pai gostam de confusão o que importa e que eles prestraram socoro.Respeite o Luto dessa família….Pimenta só doe no C… dos outros, no vizinho é resfresco…

      Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 15:02
    Permalink

    Meus pesares aos pais de Luane, que DEUS conforte nesse momento de tanta dor.Independente do quadro apresentado se era uma simples otite ou uma grave infecção fica bem evidente a o descaso do ´´médico´´ e posteriormente a negligência e imprudência e quem sabe até impericia ( deve contar com o corporativismo do Conselho Regional de Medicina)está dentro de suas atribuições agir em favor da vida , fato que não o fez tendo provas evidentes de tais negligências e casos anteriores.Sr. Kleber falar que o hospital o qual você ´´gerencia´´ não interfere na conduta que médico possa apresentar realmente é o FIM de qualquer paciente , certamente vc como ´´gerente´´ não vai interferir na conduta do enfermeiro, do técnico em enfermagem e demais pessoas que fazem parte do quadro funcional.Sei que ai possa ter pessoas competentes aqui vai os meus agradecimentos porque é uma missão ardua, mais também tem os incompetentes, negligentes, descomprometidos e quem sabe vc se encaixe nesse grupo SR. Kleber, realmente o hospital deve estar largado, o médico vai de bermuda, camiseta, que postura !

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 15:01
    Permalink

    Esse é um dos motivos me faz ficar aqui em Manaus mesmo com muita vontade de morar na minha cidade, mais infelismente o sistema de saúde aí ainda é muito deficitário, tenho medo de erro médico.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 14:52
    Permalink

    Eu tenho pavor de adoecer em Santarém ou em qualquer parte do Estado do Pará, pois quer seja no setor público ou privado, estamos com precariedade do serviço. Antes que me mandem deixar o Estado, vou avisando, amo essa terra, onde meus pais nasceram e onde resido, mas não tenho que me calar por isso.
    O hospital regional movimenta cerca de 07 MILHÕES POR MÊS será que não poderia oferecer mais serviços, ou mais consultas, mais cirurgias? O Hospital Municipal não poderia atender melhor seus pacientes, se os postos de saúde possuíssem médicos atendendo a população? Por que os hospitais privados conveniados ao SUS não melhoram o atendimento, prestando mais serviços? Por que a UNIMED não fornece serviço de UTI?
    Temos em Santarém um câncer instalado na saúde pública e privada. Será que todos os médicos possuem as especialidades nas quais estão atendendo a população? Quantos vínculos de emprego esses médicos possuem dentro do sistema público, que permita afirmar que estão atendendo com mínima de qualidade o paciente, e ai temos que considerar o hospital regional que também é público embora com uma administração privada.Eu, você, sua família e a minha, todos, que não possuem \”influência\”, podem ser vítimas da falta desse digno atendimento. Vamos parar de encarar a situação colocando a culpa em \”A\”, \”B\” ou ainda nesse ou naquele, por que tudo acontece por certeza da impunidade, na certeza de que nada acontecerá. Se falahas acontecem precisam ser apuradas e punidas, mas também é preciso averiguar onde foi o erro para se trabalhar a prevenção e não temos mais uma vítima, que pode ser qualquer um de nós ou nós. Minha solidariedade a família,

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 14:43
    Permalink

    Lamentavel o que tenha ocorrido com essa familia da materia acima. Infelizmente Stm \’e uma porcaria em termos de saude, especialistas que cuidem dos pacientes de acordo com suas necessidades…\’E lamentavel !

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 14:28
    Permalink

    Marialva não fale bobagem, neste momento eles não estão precisando de lição de moral, mas sim de apoio o de DEUS eles já tenham concerteza

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 13:23
    Permalink

    Perguntas a serem esclarecidas:

    Porque injetaram o tal óleo mineral? Para que serve o mesmo?
    Quem o prescreveu? Como o Dr. Rodrigo já sabia?
    As reações que o mesmo provoca se aplicado, batem com os sintomas que a criança manifestou antes de morrer?

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 13:01
    Permalink

    José Mattos, você tem toda razão. Vejam o absurdo publicado pelo \”rato de esgoto JK\”:

    \”HOSPITAL SAGRADA FAMÍLIA NÃO TEM CULPA DA MORTE DA MENINA LUANE\”.

    Esse é o título da matéria que aparece a foto do Hospital com a Logomarca do patrocinador do lado. Quem é o patrocinador: Hospital Sagrada Família.

    A que ponto alguém pode chegar….É muita sujeira. Ganha dinheiro explorando a dor dos outros e não tem um mínimo de respeito a família que já está sofrendo tanto com a perda da Luane. Isso é deprimente!

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 12:32
    Permalink

    A justiça tem q/ ser provocada , não vai trazer a criança de volta mas tem q/ acionar a justiça pois uma vida se foi muito precocemente . SOMENTE UM PROCESSO NA JUSTIÇA pode esclarecer de uma vez por todas o motivo da desgraça.
    O hospital é responsável pelos atos/ desempenho de seus funcionários .
    TEM Q/ TER PROCESSO NA JUSTIÇA INDEPENDENTE DO ADMINISTRATIVO PARA DEIXAR BEM CLARO O Q/ ACONTECEU E A PARTIR DE ENTÃO O RESTO SERÁ CONSEQUENCIA!

    Vidas humanas não podem ser tratadas de qualquer jeito!
    Mortes acontecem, faz parte da vida mas , conforme os pais da criança relataram houve uma série de problemas quanto ao atendimento da linda criança, q/ faleceu.

    Meus sentimentos aos pais e demais familiares de sua princesinha linda.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 10:49
    Permalink

    Concordo com vocês. Hoje somos totalmente dependentes do Hospital Regional. O problema é que ele sozinho não dá conta, até porque ele é um hospital de referência, ou seja, o primeiro atendimento tem que ser feito pelos outros hospitais. Mas, pelo jeito, isso está longe de acontecer.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 10:20
    Permalink

    NA REALIDADE ESQUECEMOS DE COLOCAR DEUS EM NOSSAS CASAS VIDA E FAMILIA, QUEREMOS DEPENDER DOS CUIDADOS DOS PROFESSORES PASTORES E MEDICOS, E A RESPONSABILIDADE É NOSSA DE EDUCAR, ORAR E CUIDAR DA NOSSA FAMILIA. VIVEMOS RESMUNGANDO, FOFOCANDO, RECLAMANDO E MURMURANDO SOBRE TODAS AS COISAS MAS NÃO TEMOS CORAGEM DE NOS AJOELHARMOS NOS PES DO SENHOR DEUS E PEDIR AJUDA SOBRE O PLANETA TERRA. PROBLEMAS EXISTEM EM TODO LUGAR DOENÇAS E ENFERMIDADES, E PARA ISSO EXISTE UM PODEROSO DEUS QUE ESTA DIZENDO NESTE MOMENTO: CLAMA A MIM E EU TE RESPONDEREI. ANTES DE BUSCAR AS AUTORIDADES DA TERRA DEVEMOS BUSCAR A PRESENÇA E A AJUDA DE DEUS. QUE VENHA NOS CURAR NOS DIRECIONAR E NOS ENSINAR A CRIAR E A CUIDAR DOS NOSSOS FILHOS, MARIDOS E FAMILIARES. O MUNDO ESQUECEU DE DEUS MAS DEUS CONTINUA DIZENDO: CLAMA AMIM E EU TE RESPONDEREI. BENDITO O HOMEM QUE COLOCA A SUA CONFIANÇA NO SENHOR. DEIXEMOS O ÓDIO E BUSQUEMOS A PRESENÇA DO TODO PODEROSO. QUE NOS AMA E ESPERA QUE RETORNEMOS A ELE. LOUVADO SEJA DEUS… VAMOS ORAR PELOS PREFEITOS PRESIDENTES, MEDICOS E TODOS AS AUTORIDADES, NO NOME DE JESUS.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 10:04
    Permalink

    Carlos Alberto Matos, você tem toda razão. Também já tive essa experiência de ir para um hospital privado e pedir pra ser transferida para o Hospital Regional. Realmente, as coisas aqui em Santarém se invertem: O Hospital Regional, que é público, é muito melhor (disparado) que todos os outros hospitais, inclusive os privados.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 09:47
    Permalink

    José Mattos, infelizmente temos esse tipo de coisa por aqui. Tenho pena do pai desse fulaninho chamado JK. Conheço a família a muito tempo e esse rapaz só traz desgosto pra sua família. Vive dessas migalhas que lhe dão pra publicar matérias pagas. Como você bem disse, é um verdadeiro rato de esgoto.
    Aos pais da Luane, que Deus conforte o coração de vocês e lhes dêem muita sabedoria.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 09:26
    Permalink

    O histórico desse médico é extenso de irresponsabilidade e negligência. Não sei como um hispital insiste em manter no seu quadro um médico tão incompetente e sem nenhum tipo de humanidade. Minha filha ficou internada durante 04 dias nesse hospital \”aos cuidados desse médico\” q ´so apareceu 01 vez lá e passou exames e depois não voltou nem p saber os resultados, e pior ainda deixou uma medicação forte p ela tomar sem saber o que ela tinha. Eu e meu esposo tivemos q dar alta dela por nossa conta, para levarmos ela p outro médico. Graças a Deus! Foi a melhor decisão q tomamos. Eu lamento por essa criança e peço a Deus que console os corações e tb que Deus em sua misericórdia tome essa causa como sua e faça justiça, a sua justiça.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 09:17
    Permalink

    O DR. RODRIGO CHAHINI , VEM DE UMA EXCELENTE FAMILIA CRISTÃ, EXCELENTE MARIDO E FILHO, ELE TEM CUIDADO DOS MEUS FILHOS COMO MEDICO E AMIGO DA MINHA FAMILIA POR ALGUNS ANOS, E POSSO GARANTIR QUE TODAS ESTAS ACUSAÇÕES NÃO TEM NENHUM FUNDAMENTO NA VERDADE COMO JÁ DISSE O GERENTE DO HOSPITAL SAGRADA FAMILIA. DR. RODRIGO É PEDIATRA, É TAMBÉM CLINICO GERAL, E ESTA FAZENDO RESIDENCIA EM ORTOPEDIA, PORTANTO UM HOMEM DESCENTE E CAPACITADO QUE DEUS TEM LEVANTADO EM FAVOR DA NOSSA COMUNIDADE TÃO CARENTE DE MEDICOS DE BÔA INDOLE E TEMENTES A DEUS.
    mUITAS VEZES ESTAMOS DOMINADOS POR ÓDIO E NA REALIDADE BUSCAMOS ALGUÉM PARA CULPAR, COMO DISSE O GERENTE: DEIXAMOS PARA LEVAR NOSSOS FILHOS AOS CUIDADOS MÉDICOS NA ULTIMA HORA, E ASSIM MESMO DIZEMOS AMAR NOSSOS FILHOS. AMOR REQUER CUIDADO!!!
    DR.RODRIGO ESTÁ COBERTO COM O SANGUE PODEROSO DE JESUS E NENHUMA ARMA JORJADA CONTRA ELE NÃO PROSPERARÁ, NENHUMA CALÚNIA E NEM DEFAMAÇÃO CONTRA ELE NÃO PROSPERARÁ. e TEM MAIS TODOS AQUELES QUE SE LEVANTARÉM CONTRA ESTE HOMEM DE DEUS SERÃO ENVERGONHADOS E CONFUNDIDOS DIZ O SENHOR.
    DEUS O LEVANTOU COMO MÉDICO FOI PARA HONRA-LO… E TODA A TERRA VERÁ QUE AINDA EXISTE UM DEUS QUE GUARDA E QUE DEFENDE OS SEUS ESCOLHIDOS. A PALAVRA DE DEUS DIZ: QUE O HOMEM SE PREPARA PARA O DIA DA BATALHA, MAS QUE A VITÓRIA É SOMENTE DEUS QUEM NOS DÁ, O TODO PODEROSO. QUE SELA ESTE CASO COM SEU SANGUE PRECIOSO E DERRUBA OS ADVERSÁRIOS DOS SEUS FILHOS POR TERRA. NO NOME DE JESUS.
    AQUELE QUE DEUS LEVANTA SATANÁS NÃO PODE DERRUBAR.
    MAS LOUVADO SEJA DEUS.
    NOSSAS CONDOLÊNCIAS PARA OS FAMILIARES, E A PAZ DE DEUS QUE SOBREPASSA NOSSO ENTENDIMENTO.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 09:14
    Permalink

    Estou atônito com o que vemos aqui em Santarém. Peço a todos que entrem no Blog do JK e vejam o que o dinheiro faz. Esse blogzinho de quinta categoria publicou uma matéria dizendo que o Hospital Sagrada Família não tem responsabilidade sobre a morte dessa criança e coloca a culpa toda em cima dos profissionais que lá atuam. Adivinhem porque??? Do lado da matéria está estampada a logomarca do Hospital, ou seja, o Hospital Sagrada Família patrocia o Blog. Isso é lixo, é o pior que pode existir em um ser humano. Repudio e tenho nojo de pessoas como esse fulano chamado JK. Você é uma vergonha pra nós que trabalhamos com mídia eletrônica. Você é a escória, é um rato de esgoto que ganha dinheiro em cima da desgraça alheia. Vou vomitar….

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 08:51
    Permalink

    ou mais um hospital publico no nivel do regional.afinal de contas jah pagamos tantos impostos que eh uma sacanagem ainda ter que pagar plano de saude e escola particular.

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 08:26
    Permalink

    Q horrorrr… minha filha foi atendidada com infeccção urinaria no consultorio d um pediatra e foi encaminhada para internação já com a medicação a ser tomada… chegando lá foi encaminhada ao apartamento e sqceram d avisar o pediatra…. no mesmo dia o pediatra foi 2x atras da minha filha e o hospital dizia q naum havia nenhuma criança internada… apos 36 horas depois d insistir muito concgimos falar com o pediatra….

    Resposta
  • 20 de abril de 2012 em 07:24
    Permalink

    Sinceramente eu não sei se o médico tem culpa o problema pode ser do hospital pois os auxiliares de viam ter mais cuidados com os aparelhos para não ser transmitidos infecção hospitalar, mais a familia pode processar quem quer que seja mais o resultado e demorado.

    Resposta
  • 19 de abril de 2012 em 23:02
    Permalink

    sou tia de luane caroline, esse diretor irresponsavél, mentiroso, luane estava apenas com otite. fez todos os exames,eu fiquei com ela nos 17 dias, que ela foi internada junto com minha cunhada, quem corria atrás de exames eram nos mesmo,diretor procure saber quem vc coloca no hospital.pois o dr: rodrigo tem curso de pediatria e ele e clinico geral..ou seja luane foi mas uma cobaia de um medico residente, procure saber o que ele já aprontou qdo pertenceu ao quadro d 8ºBEC,tem processo no ministerio publico contra ele, os pais da criança que ele quase tbm matou já falou conosco e será mais uma força, choram, pois se eles tivessem levado a publico o que esse rodrigo, fz com o filho deles talvéz n tivesse entregado nossa luane nas mãos desse medico, e senhores pais e mãe por favor,não entregue seus filhos na mão dele,infelizmente só fomos saber quem ele é, depois que ele deixou nossa rainha morrer,ele e clinico geral.antes a unimed colocava ele como pediatra hj ela coloca como clinico geral, pergunte lá porque.eu tenho a lista de medicos da unimed.não vão me dizer unimed que foi erro de digitação.mais minha rainha sua morte não foi em vão,..nem que demore anos, vamos pedir justiça, por todos outras crianças que são entregue nas mãos de carniceiro….como esse rogrigo chahini.não deixe seus filhos virarem cobais por favor.e diretor vc tbm foi procurado para conseguir outra avaliação de luane para otorrino, e me diga o que vc fez, se fosse sua filha e vc não fosse diretor desse hospital o que vc faria,vc fala porque fica ai sentadinho na sua cadeira enquantos inocentes,são humilhados revistados até suas bolsas para ver, se não entram com comidas, lençol.se vc tem um decote na blusa, eles querem te barra..e me digar diretor a ultima visita desse medico ele foi de bermuda e camiseta.pra eles isso e normal porque para nos isso não é..então procure sair da sua cadeira e fazer uma visita pelos corredores do hospital eu te juro porque eu fiquei ai 17 dias subindo e descendo escada para cuidar de minha sobrinha e não cansei, sabe porque diretor do hospital sagrada familia´porque sei reconhecer meu proximo..e´vcs só pediram a remoção de luane para uti..pq faltava alguns minutos para ela falecer…mais não se preocupe vc será tbm ouvido pelo ministerio publico.mais procure saber o que luane tinha ela entrou ai apenas com uma dor de ouvido e saiu em um caixão, porque qdo precisamos de medico desde domingo, tu não fez nada, se vc e diretor.porque não sabbia que luane não estava bem.não seja omisso se te deram uma cargo de diretor honre por ele..se vc não tem competencia de administrar, entregue a quem realmente mereça..obrigada a todos que estão solidario a luane caroline..

    Resposta
  • 19 de abril de 2012 em 23:02
    Permalink

    E verdade a maioria desses médicos de Santarem infelizmente so visam o dinheiro,não se preocupam nenhum pouco com os paciente agora ficam dando desculpas esfarapadas.

    Resposta
  • 19 de abril de 2012 em 19:00
    Permalink

    COMO SEMPRE, A RESPONSABILIDADE CAIRÁ SOBRE UM SIMPLES FUNCIONÁRIO DO hOSPITAL. O Sagrada Família é um Hospital com todas as condições de ter uma UTI, é obrigação sim dos profissionais do Hospital atenderem casos graves, so querem gripes simples e partos do SUS para serem feitos por técnicos de enfermagem, quando deveria ser atendidos por Médicos. Como explicar isso, Sr Kalebe

    Resposta
  • 19 de abril de 2012 em 18:23
    Permalink

    Não tem jeito. Aqui em Santarém dependemos exclusivamente do Hospital Regional, que é público. Em todos os outros locais os hospitais privados são muito melhores que os públicos. Na nossa cidade, os pacientes dos hospitais particulares brigam pra ir para o Hospital Regional. Em muito bom sabermos que temos uma estrutura como a do Regional aqui. Mas, ele sozinho não dá conta. Temos muitas pessoas com plano de saúde, então os hospitais privados tinham que funcionar melhor pra desafogar o Hospital Regional.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *