Entulhos no meio da rua, culpa da Prefeitura ou dos moradores?

Entulho na rua
Entulho na rua

Em Santarém, as pessoas limpam seus quintais e teimam em jogar o lixo e entulhos no meio fio e, em alguns casos até mesmo no meio da rua. A falta de educação faz com que a Pérola do Tapajós se transforme em lixão a céu aberto.

A Prefeitura leva a culpa, mesmo quando se sabe que apesar de tantos buracos e do abandono, em alguns casos a culpa é mesmo do tal do contribuinte, que colabora com a sujeira pública. Uma vergonha!

Fonte: RG 15/O Impacto e Carlos Cruz

7 comentários em “Entulhos no meio da rua, culpa da Prefeitura ou dos moradores?

  • 27 de abril de 2012 em 19:50
    Permalink

    È isso ai Paula Silva, estamos em uma terra sem governante, pois andando por Santarém não sabemos se estamos em uma área urbana ou no ramal. Alguém da justiça já procurou saber o seguinte: qual é o valor que município gasta com asfalto, nesses remendos? qual foi o total do último ano? quem é o engenheiro responsável pela qualidade do asfalto, quer dizer, quem está fazendo a mistura de todos os componentes? nessa mistura está sendo empregada a técnica exigida? quem garante que o valor que se está pagando pelos componentes para produzir asfalto de verdade estão sendo fornecidos e também usados para produção do asfalto. Enfim, por que que essas ruas asfaltadas logo aparecem buracos, com poucos meses de feitos, será que houve um estudo técnico para saber qual deveria ser a espessura do asfalto, considerando a quantidade de veículos que circulam e o tipo (onibus, carro de passeio,etc).
    Bom, se considerarmos que a Prefeitura de Santarém não tem engenheiro de trânsito, sem qualquer trabalho técnico para ser verificado os sentidos das vias, tudo no amadorismo, mesmo morrendo uma multidão todos os anos, não creio que esteja município também utilizado um profissional na área para \”essa mistura asfaltica\”.
    Quando não se usa a técnica, fica o desperdício do dinheiro nosso, com essa vergonha carga tributária.
    Todos os meses descontam de mim um absurdo de imposto retido na fonte e anulamente ainda tenho que pagar o leão, mesmo eu sabendo que meu dinheiro foi \”legalmente\” retirado para que políticas públicas fossem realizadas, mas o que tenho: falta de saúde pública, falta de educação pública decente, uma cidade porcamente administrada com ruas que são valas ou crateras lunar. Hoje estou revoltado com todo gasto imoral do nosso dinheiro público. Ah e ainda sou obrigado a regularmente levar o carro na oficina, com toda essa buraqueira. Vamos acordar e circular também os buracos da cidade?

    Resposta
  • 27 de abril de 2012 em 09:33
    Permalink

    paula silva muito legal esses comentario e isso mesmo gastando dinheiro em vão, com esses remendos de tapa buracos realmente e vergonhoso andar em santarem e só buracos asfalto remendado e lixo e uma vergonha, a palavra e essa mesmo cidade sem gorvernante acorda maria sai desse gabinete vem pra rua vamos trabalha.

    Resposta
  • 27 de abril de 2012 em 09:00
    Permalink

    Na minha opiniao a maior culpa é do povo se cada um limpasse a frente de sua casa teriamos uma cidade limpa o povo relachado aqui em SANTAREM e querem que vire capital ainda ja imajinaram…

    Resposta
  • 26 de abril de 2012 em 13:48
    Permalink

    A culpa é cem por cento do Município de Santarém: Se tivessemos o código de postura funcionando seria possível atribuir multa a quem faltasse com dever de não jogar entulho na via pública e também colocar o lixo fora do horário determinado, quando passaria o carro coletor. Mas se não temos um código funcionando, se não temos aterro sanitário decente e por último fica terra sem lei. É vergonhoso andar por Santarém, sobram buracos, asfalto remendado e lixo, não sei se ainda é apropriado chamar a cidade de \”pérola do tapajós\”, creio que devesse ser mudada para \”cidade sem governante\”. Pensem quanto se está gastando dinheiro em vão, com esses remendos de tapa-buracos, que nada resolvem.

    Resposta
  • 26 de abril de 2012 em 13:38
    Permalink

    Será que a sujeira faz parte de uma cultura?

    Resposta
  • 26 de abril de 2012 em 10:26
    Permalink

    Quanto a questão do lixo proveniente das limpezas dos quintais, não entendo como um problema do serviço público de coleta, a coleta que a prefeitura faz é restrita ao lixo doméstico e não do entulho de limpeza de quintais, nem de restos de obra, o cidadão tem que contrata terceiros para fazer a remoção desse material e dá fim adequado, mas não contratar o “Sr. Manoelzinho da carroça” pois ele leva da frente da casa do morador que o contratou e joga mais adiante na frente de outra pessoa, em outra rua ou até mesmo em terrenos baldios, em lugares civilizados costuma-se multar essas pessoas. Aí sim quando a prefeitura não fiscaliza e impõe uma sanção ao infrator vira o que estamos acostumados ver aqui em Santarém, neste caso sim, a culpa é da prefeitura por falta de fiscalização. No que diz respeitos a educar as pessoas para não jogar lixo na rua, podemos até fazer uma analogia, desde pequenos aprendemos que quando a gente vai ao banheiro temos que nos limpar no final, isso é instinto, isto da formação evolutiva, se o cidadão não limpa o lugar onde mora, imagina seus “lugares íntimos”. E Santarém ainda quer ser capital KKKKKKK! É hilário, mas por favor não o “Coimbra”.

    Resposta
  • 26 de abril de 2012 em 09:06
    Permalink

    Vamos atribuir a culpa 50% pro povo e 50% pro governo. O Governo deve fazer a parte dele, educando e dando condições para a limpeza ja o cidadão tem que fazer a parte dele, sujando menos e exigindo mais condições para limpeza, dai perderemos o titulo de CIDADE MAIS SUJA DO lo9BRASIL.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *