Juiz bloqueia bens de 10 servidores da Alepa

Justiça

O juiz Luiz Ernane Ferreira Ribeiro Malato decretou nesta quinta-feira (26) suspensão do exercício da função pública ou da atividade de natureza econômica e financeira relacionada a 10 servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). Ernane Malato acatou parcialmente a denúncia criminal que partiu do Ministério Público do Estado (MPE) movida pelos promotores de justiça Arnaldo Célio da Costa Azevedo e Nelson Pereira Medrado. O magistrado também determinou a indisponibilidade dos bens dos acusados, considerando que, segundo apurado pelo MPE, o esquema de fraudes em licitações teria desviado R$24 milhões.

“Tal medida cautelar visa, sobretudo, garantir o ressarcimento dos prejuízos eventualmente causados aos cofres públicos, posto que se trata de condutas que, de acordo com a denúncia , foram perpetradas por vários anos , envolvendo diversas pessoas, em procedimentos licitatórios irregulares, para beneficiar aqueles que deveriam zelar pelos princípios da Administração Pública”, explicou o juiz.

Atendendo a mais um pedido do MPE, Malato exigiu que os servidores se submetam a exame grafotécnico. O Instituto de Perícias Científicas Renato Chaves será oficiado para que sejam disponibilizadas cinco datas para a realização dos exames.

Veja abaixo a lista dos denunciados:
Raul Nilo Guimarães Velasco
Marco Antonio dos Santos Braga
Raimundo Tadeu Maciel de Oliveira
Maria De Nazaré Rodrigues Nogueira
Alda Clara Gomes das Eiras
Paulina Do Socorro Da Costa Nascimento
Sandro Rogério de Souza Matos
Jorge Moises Cadaah
Francoise Marie de Almeida
Jorge Luiz Feitosa Pereira

Fonte: MPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *