Mutirão luta contra a violência no Pará

Operação Sem Limites

Já são 2.132 abordagens contabilizadas pela polícia em menos de 48 horas em todo Estado. Dado oficial divulgado pelo Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, com a Operação “Sem Limites” que iniciou às 6h da última quinta-feira (03), apontou abordagens feitas em pessoas, veículos – vans, ônibus, motos, particulares e caminhões – embarcações e residências.

Em 17 pontos espalhados pelo Estado funcionando simultaneamente, a operação visa intensificar as ações em divisas e fronteiras do Pará e o enfrentamento contra toda e qualquer irregularidade seja no âmbito estadual ou federal. “A nossa estratégia é levar mais segurança a população com a integração de órgãos estaduais e federais, e, sobretudo, mostrar a capacidade do Estado em se fazer presente nesses municípios onde há necessidade de repreensão”, destacou Tom Farias, secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal.

Além das mais de 2 mil abordagens que foram feitas e contabilizadas nas últimas 24h, os dados apresentados em coletiva na tarde de ontem, na Delegacia Geral da Polícia Civil, mostraram até o momento, três flagrantes, 19 autos de infrações lavrados, 22 apreensões, 31 material ou droga ilícito e 2 procedimentos lavrados.

Para o controle desses dados, a Polícia Civil instalou em sua Delegacia Geral, em Belém, uma Central de Processamento dos Resultados da Operação (CPRO). Nela, grande parte de procedimentos da operação são registrados, apurados e monitorados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal, da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

São envolvidos nesta a operação cerca de 500 policiais divididos em duas esferas, terrestre e fluvial. “Ainda não dá para definir prazos para o término da operação, já que em algumas áreas requer um tempo maior que outras, mas a ideia é fazer com que a operação seja contínua”, afirmou Farias.

Dentre os 17 municípios, considerados como pontos de operação incluem Óbidos, Almerim, Piçarra, Abel Figueiredo, São Geral do Araguaia, Palestina, Xinguara, Bela Vista Araguaia, Conceição do Araguaia, Santa Maria Barreiras, Mandi, Santana do Araguaia, Itinga, Gurupi, Abaetetuba, Serra do Cachimbo e Breves.

Para a realização dessa primeira fase, a Operação “Sem Limites” conta com a participação de 15 órgãos estaduais e federais, como a Secretaria de Estado da Fazenda, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Polícia Militar, Agência de Defesa Agropecuária do Pará, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito, Marinha do Brasil, Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Agência Brasileira de Inteligência.

Na apresentação dos dados do início da operação, estiveram presentes o delegado geral adjunto Rimar Firmino, o subcomandante geral da Polícia Militar coronel Walci Queiroz, o delegado João Bosco, dentre outros.

TOLERÂNCIA ZERO

A partir de ontem, bares, danceterias e congêneres da região metropolitana de Belém receberão visita especial todos os finais de semana. A operação “Tolerância Zero” fiscalizará nas noites de sexta-feira aos domingos a venda de bebida alcoólica em pontos comerciais, o funcionamento dos estabelecimentos, a realização de festas e todos outros tipos de situações que influenciam a venda, a comercialização e o uso de bebidas a fim de coibir e evitar violências provenientes do álcool.

Para esta atuação, a Polícia Civil contará com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A operação acontecerá todos finais de semana, comandada por oficiais interativos e pelo major Leão, do Comando de Missões Especiais da PM.

No primeiro final de semana, a operação ocorreu em três concentrações simultâneas: no 6º Batalhão da Polícia Militar na BR 316, no 25º Batalhão no bairro do Paar, em Ananindeua, e no 21º Batalhão, localizado no município de Marituba.

Fonte: Diário do Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *