Denúncia: Acorjuv age com truculência em Juruti Velho

Telhas destinadas às obras estragam dentro d’água

A equipe de O impacto esteve nas regiões de Juruti Velho, Mirí e Uxituba, no último final de semana, nas áreas que fazem parte do raio de atuação da Associação Comunitária dos Moradores da região de Juruti Velho (ACORJUV). De início, a equipe procurou informações com os moradores, percebendo latente o medo por parte de alguns moradores em se manifestar, com relação às arbitrariedades cometidas pelo cidadão Gerdeonor Pereira dos Santos, presidente da Associação, contra os moradores que se posicionam contrário as atitudes do mesmo.

Nossa equipe de Juruti ainda entrou em contato com o vereador Carlos Alberto (DEM), que confirmou a veracidade das denúncias, entre elas a que foi feita por uma moradora da comunidade da Ingrácia, que revelou o jornal O impacto, que pelo fato de não compartilhar os mesmos ideais políticos de Gerdeonor e os demais membros da administração Aa associação, em represália, veio o corte do benefício da mesma na parte de compensação que é repassado trimestralmente aos sócios do dinheiro que a ALCOA repassa para a ACORJUV, decorrente da exploração minerária na região. A moradora concluiu dizendo que a Associação está municiada com assessoramento jurídico e apoio do governo municipal e no que diz respeito à ligação da Associação com o Partido dos Trabalhadores (PT) e o prefeito Henrique Costa, em troca do apoio recebido do mesmo nas eleições.

Tijolos das construções estão sendo tomados pelo mato

Pelo que nossa equipe conseguiu apurar, Gerdeonor coloca-se juntamente com a estrutura da Associação em beneficio da campanha do PT na região.

A empresa ALCOA divulgou numa publicação recente de suas atividades, que já repassou a ACORJUV em compensação ao minério extraído, valores superiores a 10 milhões de reais. Esses recursos  deveriam ser revertidos em benefício aos membros da Associação.

Um outro fato que chamou a atenção de nossos correspondentes, é de que é sabido na região a maneira truculenta com que Gerdeonor dos Santos trata qualquer órgão de imprensa séria que queira veicular matéria relacionada aos valores recebidos pela entidade e a forma como é distribuído para os sócios. Na semana em que a equipe do jornal O Impacto esteve no local, foi informado que o mesmo não estava na região. Um morador da comunidade Maravilha lembrou que o jornalista de um semanário de Santarém há cerca de dois anos atrás ao tentar entrevistar Gerdeonor foi agredido verbalmente, recebeu ameaças e foi expulso pelo mesmo da Vila de Juruti Velho.

Os recursos recebidos pelo presidente da entidade advindos do INCRA para a construção de casas para sócios correspondem a cifras altíssimas recebidas do governo Federal. O que nossos correspondentes observaram foram poucas edificações na região, e o material comprado em parte já apodrecendo e má armazenado. A publicação feita por Gerdeonor no Jornal O Impacto, em seu direito de resposta, demonstra o desequilíbrio entre a falácia publicada por ele e a realidade na região que ele tenta resguardar da presença da imprensa séria. A maioria das casas que deveriam ser construídas com recursos repassados pelo INCRA está inacabada. As imagens feitas na região registram o descaso e o desperdício do dinheiro dos sócios da ACORJUV, as imagens feitas por O Impacto revelam a realidade da má gestão dos recursos recebidos pela Associação, em alguns casos ribeirinhos decidiram ocupar as casas de tanto esperar a conclusão, as residências são habitadas em condições precárias e, na sua grande maioria, não estão embuçadas o que atrai a presença de animais peçonhentos.

Outro fato relatado pelos moradores e sócios da ACORJUV é de que toda Associação tem seu presidente destituído legalmente pelo prazo máximo de dois anos, em alguns casos o regimento interno permite uma recondução. “No caso da ACORJUV, Gerdeonor Pereira é presidente vitalício, é sempre “mexido” o regimento para se adequar aos desmando da cúpula da entidade”, informou um sócio dissidente da ACORJUVE.

Nossa equipe foi informada, ainda, que não existe transparência nas prestações de contas da referida Associação, que ao serem feitas é proibido questionar qualquer aplicação dos recursos milionários recebidos pela mesma. Dessa maneira, o jornal O Impacto, através de seus correspondentes, coloca-se inteiramente à disposição para divulgar os fatos. Doa a quem doer.

Por: Carlos Cruz

27 comentários em “Denúncia: Acorjuv age com truculência em Juruti Velho

  • 27 de setembro de 2016 em 13:17
    Permalink

    NOMEARAM EM 2015 DEIVISOM DE JESUS BARBOSA O AGRONOMO SAFADO DO INCRA DE SANTARÉM PARA ESCONDER OS CONFLITOS E ROUBOS DO ASSENTAMENTO JURUTI VELHO E DO PDS SERRA AZUL EM MONTE ALEGRE, A INDICAÇÃO DESTE PILANTRA FOI DO PRESINTES DO SERRA AZUL PAULINHO E DO GEDEONOR DA ACOJUVE. LEIAM ABAIXO:

    https://www.oimpacto.com.br/presidente-da-acorjuve-acusado-de-sumir-com-r-16-milhoes/

    https://www.oimpacto.com.br/denuncia-acorjuv-age-com-truculencia-em-juruti-velho/

    http://www.ver-o-fato.com.br/2015/12/os-riscos-da-barragem-da-alcoa-em-juruti.html

    Resposta
  • 6 de setembro de 2016 em 18:28
    Permalink

    E AI NUNCA FORAM INVESTIGADOS, ESTA ALTURA ESSAS TELHAS FORAM DERRETIDAS PELA ÁGUA, E NINGUEM FEZ NADA ATÉ HOJE.

    Resposta
  • 26 de maio de 2012 em 13:24
    Permalink

    O sr. Gerdeonor é igual a todo ditador, intransigente obsessivo, com mania de poder porquanto na ACORJUVE não há democracia só um povo manipulado por um advogado e por um circulo do poder que segue cegamente o seu lider e ai de quem falar contra já assisti em uma audiencia pública uma senhora tecer suas criticas a associação e ser destratada pelo sr em questão até a religião da moça foi menosprezada, e isto em público e diante de varias autoridades pois o mesmo adora humilhar as pessoas publicamente, assim intimidam os que querem se manifestar em oposição.

    Resposta
  • 26 de maio de 2012 em 13:15
    Permalink

    até que enfim alguem pos o dedo na ferida, pois sou de juruti velho e saí de lá quando percebi que aquele lugar tinha virado um feudo comandado com abuso pelo senhor gerdeonor o qual procede como se fosse um ditador pois não aceita criticas nem questionamento age, se alguma pessoa atravessar o seu caminho ele passa por cima, o pior é que com o dinheiro da associação e mas o séquito de seguidores que ele TEM ELE FAZ O QUE QUER. é uma especie de KIN JOG IL.

    Resposta
  • 14 de maio de 2012 em 23:09
    Permalink

    No embate ACORJUVE X O IMPACTO/DEM/ALCOA/MADEIREIROS/SOJEIROS eu fico com a ACORJUVE, doa a quem doer!

    Resposta
  • 14 de maio de 2012 em 23:00
    Permalink

    Carlos, mostre um caso concreto de TRUCULENCIA da ACORJUVE… O que vc está fazendo é pura manipulacao de palavras.

    As críticas aqui contidas em reaçao a sua matéria exige, no mínimo, que vc se explique. Vc foi, ou nao a juruti velho? Porque se for verdade que vc só fez assinar esta matéria de autoria do vereador do DEM, aí vc tem de nos pedir desculpas.

    Por que vc nao critica a ALCOA que é, atualmente, a maior criminosa na regiao?

    Vcs preferem lutar contra o povo e suas liderancas que combater as verdadeiras e maiores ilegalidades que ocorrem diariamente em nossa região.

    Cadê vcs combatendo os madeireiros que estão, ininterruptamente, roubando nossa floresta? Isso não é de interesse de vcs? Mas é de nós leitores que tambem temos direito de exigir uma informação coerente com a realidade!

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 19:39
    Permalink

    Esse tal Gabriel, que com certeza não tem nada de anjo, deve ter uma existência tumultuada! Mas deixa ele pra lá com suas cóleras.
    O Jurutiense Velho tem razão: Por que que O Impacto não manda seus \”repórteres\” para ver e escrever (tentar, pelo menos)sobre as madeiras que a ALCOA derrubou da floresta do PAE Juruti Velho e que estão estragando e outras que a ALCOA enterra, pra não ter que pagar (mas vai pagar e bem pago, sim) e a SEMA Estadual não faz nada! O Carlos Cruz deveria ir a Juruti para constatar isso, e fazer uma matéria de vergonha. Poderia até levar o anjo Gabriel…

    Resposta
    • 13 de maio de 2012 em 19:49
      Permalink

      Agora Carlos Alberto. Vc soube se reportar com educacao e respeito. Sugeriu amo Jornal uma pauta. Qunto anjo, isso demonstra que vc nao sabe discutir e aceitar a verdade. Agora vc agiu com competencia sugerindo a pauta para o jornal. Se eu sou anjo. Vc deve ser o capeta.

      Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 16:05
    Permalink

    Carlos, o Gerdeonor é que nem o Fidel Castro. Os EUA reclamaram, reclamaram, mas o povo continuou mantendo o Fidel no poder até ele nao querer e nao poder mais.
    A liderancao do Gerdeonor a tao grande em Juruti Velho que vcs podem falar o que quizerem que o povo continuará o mantendo como presidente da ACORJUVE. Falem o que quizerem, mas o povo sabe que, se estamos recebendo alguma coisa da ALCOA, isso nós devemos a luta liderada pelo GERDEONOR.
    Se hoje 1/4 das famílias moram em casas de alvenaria, nós devemos ao GERDEONOR, se hoje nós possuimos o título coletivo (CDRU) da terra, nós devemos a liderança e a luta encabeçada pelo GERDEONOR, se hoje nós somos reconhecidos no municipio e na regiao, nós devemos ao GERDEONOR, se hoje nossos filhos sabem mexer com computador e internet, isso nós também devemos ao GERDEONOR, portanto podem cobrar dele o que quizerem que ele tem bala na agulha e tem muito crédito pra gastar e desgastar. O GERDEONOR está ameaçado de morte por madeireiros e é detestado pela elite dominante do nosso município… mas É A NOSSA MAIOR LIDERANÇA, doa a quem doer!!… Quando vcs o conhecerem ficaráo espantados com sua \”truculëncia\” incapaz de ferir uma mosca!

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 15:49
    Permalink

    Estou defendendo o Jornal O Impacto, porque ele ja ma ajudou com uma materia. Pelo que eu li, quem forneceu a materia foi o vereador e nao foi produzida pelo jornal e Carlos Cruz. Esse Carlos Alberto deveria falar mal do vereador. Me revoltei. O jornal ajuda muita gente com suas materias.

    Resposta
    • 13 de maio de 2012 em 16:21
      Permalink

      Gabriel, se essa sua informaçao e seu argumentos forem corretos, entao a matéria nao merece mesmo crédito algum, pois além do jornalista Carlos Cruz assinar, indevidamente, a matéria, todos sabem que qualquer vereador do DEM ia falar uma mer… dessas.

      Resposta
      • 13 de maio de 2012 em 19:39
        Permalink

        Jurutiense, vc nao sabe mesmo interpretar. Vou repetir A Carlos Cruz apenas reproduziu o que o vereador relatou. Ele nao inventou nada. Te reporta ao vereador. Vc tem medo dele. O jornal apenas reproduz a materia. Trabalho com imprensa e sei como funciona. Esse teu protegido deve esta envolvido. Vc esta brindando muitO ele. Qdo acontece isso, tem sacanagem.

        Resposta
        • 13 de maio de 2012 em 23:19
          Permalink

          Entao tá! Vou procurar um vereador do DEM que nao merece crédito algum para esclarecer esse caso… Só nessa tua cabeça mesmo pra vir com uma idéia absurda dessa. Se o reporter assinou e publicou ele se torna o principal responsável por tudo que disse e é ele quem tem de se explicar e nao vc vir com explicaçoes por ele. Ou será que vc é o assessor de imprensa dele?
          Se o reporter recebeu a matéria pronta do vereador do DEM entao ele é quem é o otário nessa história. Quanto a blindagem isso é viagem sua. A justiça está aí para combater a impunidade. Quem nao deve, nao teme…

          Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 15:41
    Permalink

    Falar que os “Tijolos das construções estão sendo tomados pelo mato” é mais uma futrica de O IMPACTO. Pelo menos os tijolos estão lá, bem arrumadinhos! Será que o Carlos Cruz acha que o mato vai ENGOLIR os tijolos? Carlos Cruz, vc já viu algum lugar onde os tijolos são guardados dentro da casa? Inventa outra que essa não cola… O importante é que os tijolos e as telhas estão lá e são uma prova de que as construções estão acontecendo, as casas estão sendo construídas e o dinheiro não desapareceu como o jornal havia inicialmente “denunciado”.
    Tijolo e telha não são produtos tão perecíveis assim como a reportagem faz crer. E se eles foram entregues em quantidade superior a velocidade das construções é porque eles chegaram em balsadas, todas bem lotadas justamente para reduzir os custos de transporte desse tipo de produto que, todos sabem, não é barato, sobretudo quando eles precisam chegar em comunidades distantes da cidade e uma das outras como as comunidades de Juruti Velho.
    O Carlos Cruz esta querendo botar cabelo em ovo pra passar a impressao de que é um bom jornalista! Pode até enganar os desinformados…
    Pelo jeito, acuados pela resposta da ACORJUVE ao O IMPACTO, o jornal, para se proteger resolveu continuar os ataques a ACORJUVE com uma matéria tão ridícula quanto a primeira matéria publicada pelo jornal sobre o assunto.
    A coisa mais fácil é encontrar vereador do DEM atacando o PT. O depoimento desses corruptos conhecidos não serve de testemunho contra a associação e seu presidente.
    O que o Carlos Cruz afirma quando diz que “Gerdeonor coloca-se juntamente com a estrutura da Associação em beneficio da campanha do PT na região.” é uma acusação de crime eleitoral muito genérica. Que o repórter nos apresente casos concretos e os encaminhe a justiça eleitoral em vez de ficar só na fofoca típica de intriga da oposição.
    Tenho a impressão que a emenda ficou tão ruim quanto o soneto. O impacto cambaleou com a resposta da ACORJUVE e, rapidamente, se viu obrigado a redirecionar e, até mesmo, a amenizar suas críticas iniciais sem deixar de continuar a repetir suas doses de mentiras e erros… Depois o jornal vem com essa de que não pretende enlamear a imagem da associação! Então quer o quê? Pegar ponta? Só se o DEM e a ALCOA quizerem fazer isso, porque a associaçao nao paga um centavo pra pilantra algum…
    Volta lá seu Carlos Cruz por que desta vez pode ser que tu leves uns tapas por lá pra ver se tu crias vergonha nessa tua lata.

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 11:59
    Permalink

    Paulo, já que vc se dispõe a nos encaminhar para “os locais onde ocorrem irregularidades” gostaria que vc nos esclarecesse que locais são esses. Vc vai nos levar aos pontos e que a ALCOA está cometendo crime ambiental, tais como assoreamento de igarapés, soterramento de matéria orgânica oriunda da floresta nativa derrubada pela mineradora, locais de exploração clandestina e transporte ilegal de madeira que ocorrem, diariamente, no município? Gostaria que vc mencionasse de forma discriminada os tais locais pois eu também estou querendo lhe acompanhar. Eu não me preocupo apenas com o que acontece com o dinheiro que é pago ao povo, eu estou muito mais preocupado com o dinheiro que a empresa fica e com o que ela está fazendo na região, pois o que ela paga ao povo é mui to pouco, R$ 1,20 por tonelada de bauxita extraída de suas terras.

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 11:51
    Permalink

    Paulo, já que vc se dispõe a nos encaminhar para “os locais onde ocorrem irregularidades” gostaria que vc nos esclarecesse que locais são esses. Vc vai nos levar aos pontos e que a ALCOA está cometendo crime ambiental, tais como assoreamento de igarapés, soterramento de matéria orgânica oriunda da floresta nativa derrubada pela mineradora, locais de exploração clandestina e transporte ilegal de madeira que ocorrem, diariamente, no município? Gostaria que vc mencionasse de forma discriminada os tais locais pois eu também estou querendo lhe acompanhar. Eu não me preocupo apenas com o que acontece com o dinheiro que é pago ao povo, eu estou muito mais preocupado com o dinheiro que a empresa fica e com o que ela está fazendo na região, pois o que ela paga ao povo é muito pouco, R$ 1,20 por tonelada de bauxita extraída de suas terras.

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 10:51
    Permalink

    Esse Carlos Alberto que faz comentario contra a Carlos Cruz e o impacto e um otario. Ele nao sabe ler. A materia e de responsabildade do vereador otario. O impacto e o melhor jiornal do oeste do para. Babaca.ler e interpreta a materia otario. Babaca. Lerdo

    Resposta
    • 13 de maio de 2012 em 12:29
      Permalink

      Gabriel, vc está bem? Deu pra passar o acesso? Vc náo surtou? Náo teve nenhum ataque cardíaco? Entáo tá bem, pois, por um momento achei que vc ia explodir…
      Dë, novamente, uma olhada no final da matéria. Veja o que está escrito lá: “Por: Carlos Cruz”.
      Parem de falar mal do nosso povo, briguem, reclamem e falem MAL da ALCOA que está nos roubando!…
      Isso que vcs estao fazendo é pura sacanagem justamente em um momento em que a empresa está prestes a ser obrigada a pagar a ACORJUVE o dinheiro que a empresa lhe deve em virtude das perdas e danos causados ao PAE JURUTI VELHO pela multinacional.
      A ACORJUVE somos nos e nao apenas sua diretoria.
      Quem ataca a ACORJUVE está favorecendo os interesses da ALCOA e nao do povo.

      Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 10:49
    Permalink

    Esse Carlos Alberto que faz comentario contra a Carlos Cruz e o impacto e um otario. Ele nao sabe ler. A materia e de responsabildade do vereador otario. O impacto e o melhor jiornal do oeste do para. Babaca.ler e interpreta a materia otario

    Resposta
  • 13 de maio de 2012 em 00:47
    Permalink

    É LOUVAVEL A DEFESA DE AMIGOS OU CUMPLICES MAS ACREDITO NA IMPARCIALIDADE DESTE E GOSTARIA SIM QUE DEFATO VIESSEM AO NOSSO MUNICIPIO PARA DOCUMENTAR A PRIORI TUDO O QUE FOSSE POSSIVEL DO FOI E ESTA OCORRENDO DESDE DE A IMPLANTAÇÃO DA MINERADORA ,DE QUANTO ELA JA REPASSOU(DINHEIRO VIVO) E O QUANTO FOI INVESTIDO.NÃO SE TRATA DE GUERRA POLITICA, MAS SIM DE INCONFORMISMO POR TUDO QUE ESTA A VISTA DE TODOS,QUANTO AOS OPORTUNISTAS, DEFATO É OS QUE MAIS USUFRUIRAM E USUFRUEM DAS BENECIAS, ENQUANTO O POVO E NOSSA CIDADE VIVE NO CAOS. ESTAREI A DISPOSIÇÃO PARA ENCAMINHALOS AOS LOCAIS ONDE OCORREM IRREGULARIDADES QUE MERECEM SER DIVULGADAS PARA CONHECIMENTO A NIVEL REGIONAL E ESTADUAL ,ALERTANDO ASSIM A QUEM DE DIREITO POSSA SE MANIFESTAR E PROL DESTE POVO HUMILDE E SEM ESTRUTURA PARA SE DEFENDER E A SUAS FAMILIAS DO MONSTRO DA CURRUPÇÃO E DA INJUSTIÇA QUE ASSOLA NOSSO MUNICIPIO.

    Resposta
    • 13 de maio de 2012 em 12:14
      Permalink

      O certo é defender a verdade, doa a quem doer, mas não ficar sacaneando com o nome dos outros aproveitando-se de INTRIGA DA OPOSIÇAO em período pre-eleitoral!
      Acusar a ACORJUVE de truculencia é burrice,é exagero, é baixaria! Que o reporter nos apresente um caso sequer de truculencia, algo concreto, alguém que tenha sido vítima da truculencia da ACORJUVE.
      Parece que o exagero calunioso é a coisa que este jornal e seus jornalistas mais sabem fazer…

      Resposta
  • 12 de maio de 2012 em 21:22
    Permalink

    Essa pessoa chamada Carlos Cruz, que se diz jornalista, deveria ter vergonha de levar ao público um escrito como esse, em que fala mal sobre atitudes de alguém (no caso, Sr.Gerdeonor) sem ouvi-lo. Isso é crime. É ato contra o jornalismo. Enfraquece os verdadeiros jornalista, e ajuda a aumentar o descrédito de O Impacto. Ruim para o Impacto. Conheço o Gerdeonor. É uma liderança humilde, mas firme. Tem o apoio da populaçao de Juruti. Goza de respeito por órgãos e entidades porque justamente respeita as posições contrárias as que defende.
    Esse Sr. Carlos Cruz deve estar a serviço escuso de políticos de Juruti que não gozam de respeitos pela população de Juruti. O vereador do DEM, Carlos Alberto, que prestou informações ao Carlos Cruz, é o mesmo que engana aposentados. Aliás, responde processo por isso.
    A ACORJUVE é legítima representante dos moradores da região de Juruti Velho. São maide de 45 comunidades, como uma poplação de 9.000 pessoas. É uma entidade respeitada dentro e fora da região de Juruti Velho. Está enfrentando a multinacional ALCOA, e conseguiu fazer valer direitos de comundades tradicionais nunca antes reconhecidos, Isso incomoda. A ACORJUVE apoia as lutas de outras entidades que defendem direitos dos tradicionais de Juruti e de outras regiões. Enfrenta madeireiros ilegais, e atua com firmeza pressionando para que o Governo do Estado do Pará, a Prefeitura de Juruti e o INCRA cumpram com suas obrigações na área rural de Juruti.
    Quanto à construção de casas e repartição dos valores conquistados pela luta do povo da região de Juruti Velho contra a ALCOA, por que será que o Sr. Carlos Cruz não procurou a direção da ACORJUVE para ter as informações oficiais da entidade? Não é estranho? O Sr. Carlos Cruz, ou alguém do Impacto, esteve mesmo na região de Juruti Velho? Por que será não constatou as mais de 450 casas construídas? Por que será não constatou material de construção bem armazenados para construir mais 120 casas? Ora, Sr. Carlos Cruz, com essa sua conduta, além de dar mais descrédito ao Impacto, ofende a integridade moral de pessoas. Por que o Sr. age assim?

    Resposta
  • 12 de maio de 2012 em 19:22
    Permalink

    Tenho acompanhado o assunto e essa matéria do Carlos Cruz tem um cheiro de ARMAÇAO! Pelo que sei, só tem direito a receber do dinheiro que é pago, OBRIGATORIAMENTE, pela ALCOA a associação quem está em RB (relação de beneficiário) do INCRA, quem é sócio da ACORJUVE e que efetivamente esteja morando no PAE desde 2005. Ocorre que muitos oportunistas vindos das cidades vizinhas (inclusive de Manaus e Parintins!), ao saberem da distribuição dos recursos, rapidamente se mudaram para o local. Somente nestes casos houve exclusão do nome de pessoas que estavam recebendo (indevidamente!) os recursos. E, como tal, não se pode esperar bons comentários sobre a associação deste tipo de pessoa. Se alguém tivesse sido excluído indevidamente, logo, logo o problema seria resolvido, pois teria toda uma comunidade para testemunhar a seu favor. Portanto, desafio o jornal a defender na justiça o direito desse morador que, “em represália”, foi excluído.
    Em todo lugar tem oposição, mas o jornalista (amador!) só ouviu a oposição! Assim é fácil criticar.
    Quanto ao suposto caso do “jornalista de um semanário de Santarém (que) há cerca de dois anos atrás ao tentar entrevistar Gerdeonor foi agredido verbalmente, recebeu ameaças e foi expulso pelo mesmo da Vila de Juruti Velho.” isso é mentira! Já pensou se fosse verdade que um jornalista fora ameaçado em juruti velho? Carlos Cruz, ameaça é crime! Se isso tivesse acontecido, a coisa não teria ficado em branco. Sobretudo em se tratando de um jornalista ameaçado! Portanto, meu caro, no mínimo vc está se aproveitando do depoimento de pessoas sem escrúpulos que saem atirando a esmo.
    Quanto ao fato das casas estarem inacabadas, a própria associação reconheceu isso em sua resposta a este jornal quando disse que estava faltando reboco. Quanto ao embuçamento, isso não estava previsto e não foi orçado no projeto das casas! Falar do que falta é fácil, difícil é fazer!
    Quanto aos tijolos n’água, todos sabem os problemas da cheia, não podemos querer culpar a associação, ou seus sócios, pelo excesso de chuvas que está alagando áreas inesperadas! Esses tijolos foram entregues aos seus destinatários que passam a ser responsáveis pela sua guarda e conservação. Portanto, muito menos se pode culpar a diretoria da associação por isso!
    Pelo jeito o Carlos Cruz quis mexer na briga política que existe entre o PT e o PMDB no município atingindo o PT e favorecendo, diretamente, o PMDB neste período pré-eleitoral.
    Carlos Cruz, deve ter fogo por trás dessa tua matéria, pois tudo o que fizeste foi FUMAÇA.
    Por um acaso, foste ameaçado? Certamente não! Mas que o povo anda desconfiado de jornalistas encomendados, pois tem muitos com inveja da organização e da luta do povo de juruti velho que conseguiu fazer com que uma mineradora gigante pagasse seus direitos, coisa que nunca havia acontecido em lugar algum. Essa sua matéria ajuda aqueles que querem tirar do povo o direito que eles conquistaram.
    Para a maioria do povo de juruti velho, essa sua matéria faz parte de um jogo sujo contra a associação que incomoda os tubarões da região.
    Portanto, pouco se aproveita de autentico nessa sua matéria. Em sua ESSENCIA, é pura ARMAÇAO! Mal feita, por sinal!

    Resposta
  • 11 de maio de 2012 em 23:54
    Permalink

    POR DIVERSAS VESES POSTEI COMENTARIOS E ATÉ OS CONVIDEI A VIR A JURUTI PARA QUE FOSSE FEITO UM TRABALHO DE REPORTAGEM SERIO E CONCLUSIVO SOBRE O CAOS QUE VIVE ESTE MUNICIPIO POIS COMO ESCREVI ANTERIORMENTE MATERIAS É QUE NÃO IRÃO FALTAR EM TODOS OS SETORES DESTA PASSIVA SOCIEDADE QUE TEME POR REPRESALIAS .ESTA MATERIA POSTA É SOA COMO PIADA POIS COISAS MUITO MAS INDIGNAS PROLIFERAM NESTA COMARCA ESQUECIDA POR QUEM DE DIREITO DEVERIA EXPOR A NIVEL ESTADUAL .PARA QUE TALVES OS MANDATARIOS E AUTORIDADES ESTADUAIS QUISA FEDERAIS TOMASSEM ALGUMA PROVIDENCIA ,PELO MENOS NÃO DIRIAM DESCONHECER DAS MASELAS QUE VIVE ESTE POVO JURUTIENSE .PRONTO ESCREVI!

    Resposta
  • 11 de maio de 2012 em 19:11
    Permalink

    É isso mesmo, agora a verdade veio a tona,agora vão dizer o que?, o Snr. Gedenor é vitalicio Presidente dessa assossiação,quando está pra encerrar o mandato ele mexe no regimento com assessoria de um advogado, que já foi gente grande no incra,e gente grauda da justiça que lhe dá apoio, em Juruti,quando ele acha que algum socio em é de seu lado politico,recebe bombardeio, esse moço já é presidente dessa assossiação por mais de 10 anos.

    Resposta
    • 18 de julho de 2012 em 11:24
      Permalink

      Nunca julgue uma pessoa que nao conheça ou que nao conviva com ela. Sou de juruti velho e sei qual a realidade e a verdade dos fatos. :$

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *