Celpa alerta que pipas são culpadas pela paralisação de energia

Empinador de pipas

Devido as férias, no mês de julho as pipas se tornam mais comuns. Uma brincadeira divertida, mas se não forem tomados os cuidados necessários pode se transformar em um risco à segurança das pessoas e causar falta de energia. Por colocar a vida das pessoas em risco, os acidentes são as conseqüências mais preocupantes quando o assunto é pipa. Porém, a falta de energia elétrica é o transtorno mais comum. No mês de julho do ano passado foram registradas 90 ocorrências de falta de energia relacionadas com pipa, no município de Santarém.

Conforme dados da Celpa, a freqüência de desligamentos provocados pela brincadeira costuma se multiplicar no mês das férias escolares, quando comparado a outros meses do ano. No mês de julho de 2011, as pipas foram responsáveis por aproximadamente 27% dos desligamentos de energia. Os bairros mais afetados foram: São José Operário, Caranazal, Pérola do Maicá, Jaderlândia, Santarenzinho, Maracanã e entorno da COHAB, onde também há maior número de adeptos da brincadeira.
“As pessoas precisam ter consciência sobre os riscos que apresentam, para elas e para a sociedade. Alertamos que o local para empinar pipa deve ser aberto e onde não haja fluxo de pessoas ou motos. O maior perigo das pipas está no cerol, um produto ilegal, mas ainda utilizado para dar maior poder de corte à linha. Ao entrar em contato com a fiação elétrica, a linha da pipa pode provocar curto-circuito e até mesmo o rompimento do cabo elétrico. Isso ocorre porque quando a pipa engata na rede elétrica, a pessoa puxa a linha, insistentemente”, explica o supervisor do Centro de Operação da Distribuição de energia da Celpa em Santarém, Erivan Brito.

O supervisor alerta, ainda, para o risco de descarga elétrica ou de acidentes de trânsito. “Quem empina pipa em locais inapropriados pode ser afetado com uma descarga elétrica, apresentar perigo para pessoas que estiverem transitando pelo local, como ciclistas e motoqueiros e ainda ser vítima de acidente. A ação é uma brincadeira, mas que deve ser levada a sério quando envolve questões de segurança”.
Abaixo, algumas dicas para empinar pipa de forma segura. Siga as instruções e em caso de acidentes com a rede elétrica, ligue gratuitamente para a Celpa: 0800 091 0196.

• Não empine pipa quando estiver relampejando, sob risco de levar descargas elétricas;
• Não empine pipa perto das redes elétricas, pois há possibilidade de causar desligamentos e levar choques. Empine em lugares abertos, como praças, parques e campos de futebol;
• Não tente resgatar ou retirar as pipas engatadas na rede elétrica, pois podem causar acidentes ou provocar interrupções no fornecimento de energia elétrica;
• Não suba em postes e nem entre em subestações para resgatar pipas, pois além de proibido é muito arriscado. São áreas constantemente energizadas e o perigo de acidentes com choques elétricos é muito grande;
• Evite usar linhas metálicas, fitas magnéticas (de vídeo, K7) e o cerol, pois são materiais condutores de energia elétrica e podem causar acidentes, como corte de cabos e curtos circuitos.

Fonte: RG 15/O Impacto e Albanira Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *