Certificação digital atinge 15% da advocacia brasileira

A certificação digital já alcança 15% da advocacia brasileira — quase 110 mil profissionais. Os números foram revelados na sexta-feira (13/7) pelo presidente da Comissão Especial de Informática e Estatística do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, o conselheiro federal pelo Maranhão José Guilherme Zagallo. O mês de junho bateu o recorde de emissões pela OAB: foram entregues aos advogados 5.951 novos certificados.

No Paraná, 66,32% de advogados estão aptos a atuar no meio eletrônico, respondendo por 24,87% do total de certificados já emitidos pela OAB. Outros dois estados que apresentam os maiores percentuais de certificações são: Mato Grosso do Sul e Amazonas, com 64,35% e 52,85%, respectivamente. Além dos certificados emitidos pela OAB há outros 30 mil emitidos pela Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp), sobretudo em São Paulo.

“Ainda são grandes os problemas com telefonia e estrutura. Temos serviços de internet lentos e interrupções em vários pontos do país. Em determinados locais, sobretudo no norte brasileiro, sequer há banda larga”, lembrou Ophir Cavalcante, presidente nacional da OAB. A realidade dificulta a atuação no processo virtual pelo advogado e outras carreiras e gera, como consequência, restringe o acesso à Justiça.

O advogado também lembrou que o Judiciário ainda não tem sistemas unificados. “A Justiça do Trabalho vem sendo pioneira, mas ainda há problemas sérios. Não só para a advocacia, pois o próprio Ministério Público do Trabalho também enfrenta dificuldades”, diz. Com informações da Assessoria de Comunicação do Conselho Federal da OAB.

Fonte: Revista Consultor Jurídico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *