Semana violenta com cinco mortes em Santarém

Os últimos seis dias em Santarém, Oeste do Pará, foi marcado pela violência, com vários acidentes de trânsito. O resultado foi a estatística de cinco mortes registradas no IML.

Um homem de 41 anos foi encontrado morto dentro de sua casa no domingo (3), no bairro Diamantino. De acordo com a Polícia, as causas da morte ainda não foram identificadas. Segundo testemunhas, Edilson Pereira de Sousa, conhecido como ‘Carioca’, estava desaparecido há dois dias. Os populares chegaram até o corpo após sentir o mau cheiro vindo da residência. Um morador conta que dias antes, o viu discutindo com outra pessoa. “A última vez que nós ouvimos a voz dele foi há dois dias. Escutamos sua voz, não sei do que se tratava, mas ele mandava um rapaz embora e que o deixasse em paz. O rapaz foi embora e Carioca entrou. Desde aí não soubemos mais notícias dele”, afirma o vizinho da vítima, Edis Cruz.

A Polícia informou que Edilson morava sozinho. Na casa, não havia sinais de briga e nem indícios de suicídio. O sargento Josires Nogueira explicou que ainda não é possível afirmar que ele foi assassinado, uma vez que a porta da casa estava fechada por dentro.
Morte em Alter do Chão: Uma mulher de 46 anos morreu por volta de 1h da madrugada de domingo (3), após ser atropelada por um carro, na rodovia Everaldo Martins, próximo a um posto de combustível, na Vila de Alter do Chão, em Santarém. Segundo a Polícia, a vítima, identificada como Maria Madalena Bentes Pinto era funcionária de um restaurante em Alter do Chão. Ela e um amigo voltavam para casa de bicicleta, quando foram surpreendidos pelo veículo que seguia para Santarém. As vítimas foram atingidas por trás. A mulher morreu na hora e o rapaz sofreu apenas ferimentos leves. O motorista atropelador estava em uma caminhonete L 200 branca. Ele alegou em depoimento à Polícia que estava muito escuro e não viu o ciclista no momento de fazer a curva. O condutor prestou socorro às vítimas e se apresentou espontaneamente na Seccional de Polícia Civil. De acordo com a Polícia, o motorista aparentava estar alcoolizado. Maria Madalena morava no bairro União, em Alter do Chão. Era mãe de nove filhos, o mais velho de 12 e menor de 4 anos. O corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e em seguida liberado para a família. O veículo foi levado ao pátio do 3º BPM.

Motorista atropelador foi preso: Está preso no Centro de Recuperação Silvio Hall de Moura, o motorista envolvido no acidente registrado na madrugada de domingo (3) na estrada de Alter do Chão. Ele foi conduzido a Penitenciária no final da manhã de domingo e aguarda o pronunciamento da Justiça. De acordo com delegado Djalma Pereira, testes comprovaram que o condutor estava alcoolizado. “Tem um teste, o etilômetro [bafômetro], que foi enviado pela Polícia Rodoviária Federal e nós nos baseamos nisso. O laudo foi juntado aos autos e constatado que deu um pouco alto o índice”, completa. O advogado do condutor explicou que seu cliente prestou socorro às vítimas e acionou o SAMU: “Ele solicitou a equipe da Polícia Militar que estava próximo ao posto de gasolina, e pediu que ajudassem no socorro as vítimas, mas aglomeraram-se muitos populares e por conta disso a guarnição popular resolveu trazê-lo e apresentá-lo”, destacou o advogado Luís Alberto Figueira. Na quarta-feira, dia 06, após pagar fiança, o motorista atropelador foi solto e responderá em liberdade.

Maria Madalena foi enterrada por volta de 8h da manhã de segunda-feira (4), no cemitério de Alter do Chão.

Homem comete suicídio: O técnico em eletricidade José Antônio, morador da comunidade de Urumanduba, na região do Mararu, em Santarém, cometeu suicídio com uma corda. Segundo informações de sua esposa, ela saiu na sexta-feira para fazer a matrícula de seu filho em uma escola e quando chegou deparou com a triste cena, seu esposo pendurado em uma corda dentro de sua residência. Imediatamente chamou os vizinhos, mas de nada adiantou, José Antônio já estava morto.

Outra morte: também no final de semana foi registrada a morte de uma outra pessoa, vítima de trânsito, mas até o momento ainda não tínhamos maiores detalhes.

Homem morre afogado no Igarapé do Irurá: O corpo de um homem de 32 anos foi encontrado no Igarapé do Irurá, no bairro Santarenzinho, em Santarém, no início da manhã de terça-feira (5). De acordo com a Polícia, Dorival Ferreira de Lima morreu afogado. Ele era morador do bairro e trabalhava como vendedor de picolé. Segundo informações de populares, a vítima sofria de epilepsia (doença caracterizada por distúrbios de consciência e contrações involuntárias dos músculos) e ao descer até às margens do igarapé sofreu um ataque. Após deixar a bicicleta encostada em uma árvore, a vítima seguiu em direção ao igarapé, mas não retornou. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram chamados até o local. O Instituto Médico Legal (IML) também foi acionado para fazer a remoção do corpo. Com informações de notapajos.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *