Jorge Carlos: “Sou contra a legalização da prostituição”

Jorge Carlos, rádio interativo
Jorge Carlos, rádio interativo

Esta semana, o programa Rádio Interativo, da Rádio Guarany FM, de Santarém, abordou o tema “legalização da prostituição”, oportunidade em que a maioria dos ouvintes opinou de contra. O comandante do programa, o comunicador Jorge Carlos, disse à equipe do jornal O Impacto, que assim como a maioria dos seus ouvintes, também tem opinião contra a prática da prostituição.

Apesar de haver uma associação que congrega as profissionais do sexo em Belém do Pará, a exemplo das grandes capitais onde também existem instituições da classe, o comunicador santareno é contra, e explica sua opinião: “Eu penso que as pessoas têm que procurar outras formas de ganhar seu dinheiro. Dizem que é vida fácil, mas eu não acredito que seja fácil, não. Uma pessoa suportar o “cliente” bêbado ou drogado e outras coisas mais. Por essas razões eu acredito que as pessoas têm que procurar outras coisas para viver”, disse Jorge Carlos.

Na opinião do professor e também comunicador Udirley Andrade, a opinião é controversa. “Não vou dizer que sou contra nem a favor da prostituição, eu acho que cada um faz o que bem entende. Agora, eu acredito que muita gente está fazendo isso devido a falta de oportunidades. Eu acho que se houvesse mais oportunidades de trabalho e acesso à educação, muita gente não estaria nessa vida de prostituição”, disse ele.

Outro que também demonstrou reservas quanto ao assunto foi o professor universitário de jornalismo, Everaldo Cordeiro, também radialista e em breve, de volta às suas atividades como apresentador de TV: “Eu não sou favorável à prostituição; entendo que tem que haver uma reflexão mais aprofundada das origens, das causas. Minha concepção, como sou educador numa perspectiva cristã católica, acredito que a sexualidade deve ser exercida dentro da dimensão da liberdade, da constituição um do outro. E nós católicos, a gente entende isso condensado em uma dimensão do matrimônio, de constituição de uma família. Agora sociologicamente falando, a prostituição tem toda uma causa, por conta da falta de oportunidades, do grande abismo social que ainda existe no mundo, sobretudo, em nosso País, na América Latina, então, a gente tem que perceber as causas econômicas, sociais. O ideal é que nós tivéssemos uma sociedade mais justa, equitativa”, disse Everaldo Cordeiro, enfatizando: “A dimensão da sexualidade deveria ser vivida numa integração de amor e de construção, sem precisar pagar para o outro o exercício sexual ou prazer, por conta disso”, disse o educador. Leira Rodrigues, professora de jornalismo, comunicadora e jornalista, tem sua opinião: “Hoje a nossa sociedade tem o livre arbítrio, temos vários movimentos organizados. Eu acredito que a prostituição como objeto sexual, com violência, é realmente uma coisa negativa para nossa sociedade, para nossa vida e a vida de cada um. Mas o movimento de mulheres que se organizam, que lutam contra qualquer tipo de exploração sexual, eu acredito que vale a pena enxergar por um olhar diferenciado. Todos temos direito de viver, e viver bem”, enfatizou Leira Rodrigues. A prostituição como exploração sexual, é crime, mas o comércio da carne exercido por falta de opção, é fato. Mas muitos homens e mulheres têm essa prática condenada pela sociedade como meio de sustento. Eis a triste realidade.

Fonte: RG 15/O Impacto

15 comentários em “Jorge Carlos: “Sou contra a legalização da prostituição”

  • 26 de abril de 2013 em 08:39
    Permalink

    E tambem jornais como o Correio da Manhã e Jornal de Noticias,vêm tambem não só aproveitar do dinheiro proveniente deste trabalho sujo como proporcionar cada vez mais este tipo de \”trabalho\” em paginas de convivio e encontros casuais.Eu pergunto-me será mesmo legal,visto que é tambem uma forma de exploração sexual.Visto que os anuncios são pagos com o dinheiro da venda do corpo?

    Resposta
  • 26 de abril de 2013 em 08:36
    Permalink

    E tambem jormais como o Correio da Manhã e Jornal de Noticias,vêm tambem não só aproveitar do dinheiro proveniente deste trabalho sujo como proporcionar cada vez mais este tipo de \”trabalho\” em paginas de convivio e encontros casuais.Eu pergunto-me será mesmo legal,visto que é tambem uma forma de exploração sexual.Visto que os anuncios são pagos com o dinheiro da venda do corpo?

    Resposta
  • 14 de fevereiro de 2013 em 15:03
    Permalink

    A muito tempo o Brasil deixou de ser país abençoado,familiar por que a prostitução e as drogas entraram em lares pra acabar com Paz do cidadão. pessoal que apoiam tornam-se semelhantes a eles,A MALDIÇOADOS. por que não vão estudar,fazer curso técnico, procurar emprego decente ao invéz de querer vender o corpo para ganhar a vida.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2013 em 20:48
    Permalink

    CIESCA se fores p Guarany tira esse Jorge Carlos ele e muito chato. Não sei quem são mais chatos Ele, Nelson Mota ou Tatiane Lobato ( que solta no ar a Pérola: carnaval avacalhado) kakkakak

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2013 em 14:00
    Permalink

    TEM UM APRESENTADOR DE UM PROGRAMA DE DESGRAÇA ALHEIA QUE FAL DE TUDO E DE TODOS SÓ NÃO FALA DO SEU NOBBRE PATRÃO :JADER BARBALHO.QUEM SERA???????

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2013 em 13:33
    Permalink

    a tua mascara caiu nesta eleição!

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2013 em 13:31
    Permalink

    von paga esta turma senão a porrada em cima da tua administração vai começar!

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2013 em 13:10
    Permalink

    QUEM QUER FALAR COM VCS E O CIESCA!

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2013 em 13:08
    Permalink

    ele e moleque de recado do liroca !

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2013 em 09:40
    Permalink

    A RADIO GUARANY É MERCENÁRIA,TODA A POPULAÇÃO DA REGIÃO SABE DISSO POR ISSO NÃO TEM MORAL PRA TAL!TEM VÁRIAS MANEIRAS DE SE PROSTITUIR A GUARANY FAZ A SUA MANEIRA!

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2013 em 19:38
    Permalink

    E O QUE ELE ACHA DAS PROSTITUTAS DA IMPRENSA MERCENARIA DE SANTAREM?SE PAGAR FALA BEM SE NÃO PAGAR FALA MAL!E DOS MOLEQUES DE RECADO DA IMPRENSA?

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2013 em 12:46
    Permalink

    PESSOAL NÃO MEXA COM A VIADADA, LEMBRA DO GOVERNADOR JAIME LERNE EM CORITIBA? MEXEU COM A VIADADA E O PALANQUE CAIU COM TODOS ELE FOI PARÁ NO HOSPITAL TODO QUEBRADO, DIXA A VIADAD DAR O QUE É DELA OU DELE!

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2013 em 14:05
    Permalink

    Respeito a opinião do grande Jorge Carlos mas discordo por vários motivos, não sou prostituta mas tenho umas encubads na minha família, então vou elencar 2 GRANDES MOTIVOS:
    1)Cada um faz da sua vida o que achar melhor, tem liberdade e use como quiser pois quem está vendendo serviços sexuais é a própria pessoa;
    2)Prostituta e prostituto tbm ficam velhos, logo se for legalizado vão pagar INSS e terão direito a aposentadoria e assim diminuir o gigantesco grau de miséria do Brasil.
    País, nosso Brasil, onde políticos na sua grande maioria são OS PRIMEIROS a deixar o povo em lua-de-mel coletiva CONSTANTE ,deixam o povo F*DiDo, vim colocar questões morais acima do bem-estar assegurado a qualquer cidadão/cidadã que paga seus impostos, É DEMAGOGIA.
    Ser prostituto(a) não é algo elogiável, CONCORDO PLENAMENTE mas se vivemos numa democracía onde impera a liberdade , deveríamos respeitar o cidadão a cidadã que paga seus impostos e sobretudo não está matando e nem roubando pra ganhar seu dinheiro prestando serviços sexuais.
    Imagino que deve ser muito chato ter uma puta velha ou um puto velho na família enchendo o saco pq não é liso e não tem cliente.Então a pessoa vai mendigar?!Situação chata pra caramba, um pé no saco!!!!
    Prostituição é a mais antiga profissão do mundo. Quem vai querer um velho prostituto ou uma velha prostituta???? Enquanto eles estão novos e na ativa, E TEM sua Carteira de Trabalho assinada, pagam o INSS e asseguram um velhice com aposentadoria, melhor isso do que ter um monte de velho e velha passando miséria nas ruas . Profissionais do Sexo com carteira assinada, pagando INSS logo garantindo-lhes aposentadorria E , quem deras políticos Corruptos na cadeia, tenho plena convicção que nosso Brasil seria bem melhor sem demagogias !!!!

    Resposta
    • 16 de fevereiro de 2013 em 18:40
      Permalink

      Teodora. Quanto a questão do INSS a nossa previdência social contempla para que uma pessoa pague e seja beneficiária como autônoma, inclusive para acidentes e aposentadoria. E uma gravidez indesejável poderia ser considerado um acidente de trabalho? Ou seria praticado o aborto indeliberadamente para não atrapalhar o faturamento? O patrão poderia demitir por essa gravidez? Entendo que a prostituição é realmente uma prática antiga e nunca acabará. Considero um \”estado de ser\” que pode ser por um período de necessidade ou desencontro consigo mesma(o. Além do registro na certeira ser um estígma para um futuro casamento ou matrimônio. Mas a sociedade é dinâmica e as pessoas evoluem aceitando ou não certos comportamentos.

      Resposta
    • 16 de fevereiro de 2013 em 18:43
      Permalink

      Teodora. Quanto a questão do INSS a nossa previdência social contempla para que uma pessoa pague e seja beneficiária como autônoma, inclusive para acidentes e aposentadoria. E uma gravidez indesejável poderia ser considerado um acidente de trabalho? Ou seria praticado o aborto indeliberadamente para não atrapalhar o faturamento? O patrão poderia demitir por essa gravidez? Entendo que a prostituição é realmente uma prática antiga e nunca acabará. Considero um \”estado de ser\” que pode ser por um período de necessidade ou desencontro consigo mesma(o. Além do registro na certeira ser um estígma para um futuro casamento ou maternidade. Mas a sociedade é dinâmica e as pessoas evoluem aceitando ou não certos comportamentos.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *