Comerciante é assassinado durante assalto em Santarém

Francisco de Assis Sousa
Francisco de Assis Sousa

O comerciante Francisco de Assis Sousa,(foto)  de 52 anos, foi assassinado com três tiros após um assalto em seu estabelecimento comercial no domingo (17), no bairro Prainha, em Santarém, Oeste do Pará. De acordo com a Polícia, a vítima chegou a ser socorrida passou por cirurgia no Pronto Socorro Municipal (PSM), mas não resistiu.
A Polícia informou que dois suspeitos estavam em uma motocicleta. No assalto, os criminosos ameaçaram uma funcionária e roubaram R$ 800,00.
Um jovem que estava no local no momento do assalto, prestou depoimento e disse que os dois motoqueiros rondaram o bairro antes de cometer o crime.

Até o momento ninguém foi preso. O caso está sendo investigado. A Polícia trabalha com a possibilidade dos assaltantes serem os mesmos que roubaram uma panificadora no mês passado. Familiares informaram que esta fi a quinta vez que o estabelecimento comercial foi assaltado.

Fonte: RG 15/O Impacto e notapajos.com

 

7 comentários em “Comerciante é assassinado durante assalto em Santarém

  • 20 de fevereiro de 2013 em 16:50
    Permalink

    Gostaria somente de informar que a vítima estava com 58 anos, que não tinha funcionáária e que não lhe foi levada qualquer quantia em dinheiro. Meu irmão perdeu a vida de uma forma tão cruel e absurda, que nem mesmo o pior bandido merecia aquilo. Mas tenho certeza que a morte dele não foi em vão. A justiça há de ser feita!

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2013 em 20:29
    Permalink

    pow moro fora de santarém . moro numa cidade onde nada é tranquilo elogiava tanto santarém por sua tranquilidade . agora vejo que se eu voltar pra santarém eu vou ter a mesma vida assustado de tanta violencia .

    policia vamos agir contra esses maus elementos.

    quantas vidas sem culpas serão tiradas pra vcs tomarem atitudes .

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2013 em 15:28
    Permalink

    Vivo fora de Santarém desde 1994, mas lembro quanto naquela época a cidade ainda era tranquila, registrando somente a violência das brigas dos \”calças-fofas\”. O Assis fazia parte de minha família (marido de uma prima) e morei por muitos anos nesse endereço onde ele foi morto. Hoje, infelizmente, perdi totalmente o desejo de voltar a morar em Santarém. Provavelmente, irei morar em MG, terra de minha esposa. Pois, tirando as belezas naturais, só vejo notícias ruins sobre a cidade: corrupção, péssimas administrações públicas, violência e atraso econômico. Mesmo com o potencial de desenvolvimento que Santarém possui, não temos gestores para fazer proveito disso. Infelizmente!!!

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2013 em 13:47
    Permalink

    hhoooo, policia tem q matar uns dois ou todos esses bandidos, se não amanham aqui vai ser confundido com santa catarina e ai ate policia poder morrer, infeslismente.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2013 em 08:19
    Permalink

    Meu Deus a nossa \”Terra Querida\” esta se tornando a Terra Violenta com muitos bandidos e assaltantes soltos fazendo o que bem querem. Esse grande desenvolvimento que muitos santarenos esperavam, traz também grandes violencias e dor para muitas familias q trabalham com humildade para seu sustento. Apesar de não residir mais em Santarém mas acompanho pelo site do OIMPACTO quase que diariamente essas cenas tristes que amedrontam o nosso povo da Perola do Tapajos. No último domingo(17/02) o Globo Rural apresentou uma matéria montrando as belezas de nossa cidade, senti um orgulho muito grande por ser filho dessa bela cidade mocoronga mas muito triste por essa violencia que aflora diariamente. Que Deus conforte essas familias que infelizmente vivem assombradas com muito terror causadas por esses bandidos. Aqui deixo meu clamor de justiça!

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2013 em 07:31
    Permalink

    Muito triste…tambem moro fora de Santarem,e lembro que Santarem era muito calmo antigamente…agora tenho ate medo pela minha familia que esta ai…..Sempre digo para meus pais,irmaos,amigos e familiares para terem muito cuidado,pois a vida do ser humano nesse mundo nao vale mais nada…por apenas um misero trocado la se vai mais uma vida…pena mesmo que Deus tenha piedade de nos e que conforte essa familia.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2013 em 13:38
    Permalink

    Meu nome é Marco Mota, sou de Santarém, atualmente morando em Belém. Quando conversava com o povo daqui sobre violência,costumava falar que em Santarém eu dormia a noite na varanda de casa de meus pais e que o muro da minha casa não passa de 1 metro de altura. Um paraíso na terra. Dai veio a notícia do sequestro. Fiquei pasmo. E agora a notícia da morte do Seu Assis (sim eu conhecia ele. Morava um pouco mais de uma quadra da casa dele), fiquei sem palavras. Minhas esperanças de voltar a morar em Santarém com a mesma tranquilidade de antes, foi \”pras cucuias\”. realmente estamos entregues a própria sorte, pois segurança pública não é prioridade nem amarela e nem vermelha. Meus pêsames a Família de Seu Assis. Que nossa solidariedade lhes reconfortem, pois não existe explicação nenhuma no mundo que diminua a dor deste momento.
    Marco Mota
    Coordenador de Projeto – Rede FAOR

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *