Banco da Amazônia tem novo presidente

Nova diretoria, tendo á frente Valmir Pedro Rossi,  tomou posse ontem
Nova diretoria, tendo á frente Valmir Pedro Rossi, tomou posse ontem

O novo presidente do Banco da Amazônia S.A., Valmir Pedro Rossi, tomou posse, ontem, durante uma solenidade na sede da instituição financeira, em Belém. Ele assume o cargo no lugar do executivo Abidias Júnior, que há seis anos estava à frente do banco.

Com Rossi também assumem dois novos membros na diretoria. Nilvo Fries, que vai ocupar a vaga deixada por Eduardo Cunha, na Diretoria de Análise e Reestruturação; e José Roberto de Lima, que será o novo diretor Comercial e de Distribuição, posto que pertenceu a Gilvandro Silva. A cerimônia de posse durou cerca de duas horas e contou com a presença de diversas autoridades de Belém e do Estado.

A solenidade foi transmitida ao vivo, por meio de vídeo conferência, para 441 municípios de todos os estados da região Norte que possuem uma agência do Banco da Amazônia. A mesa foi presidida pelo presidente do Conselho de Administração do Banco da Amazônia, Luiz Fernando Augusto, que deu boas vindas à nova diretoria, mas ressaltou que Abidias Júnior, Eduardo Cunha e Gilvandro Silva saíram por motivos pessoais e particulares.

A renúncia do cargo de presidente foi uma decisão do próprio Abidias sob a justificativa de que ele quer passar mais tempo com a família, que também estava presente na solenidade, ontem. Para isso, pediu a exoneração ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, e à presidente da República Dilma Rousseff.

Valmir Rossi ocupava o cargo de gerente regional do Banco do Brasil na América Latina quando foi chamado para presidir o Banco da Amazônia daqui para frente. Ele já foi superintendente da instituição financeira aqui no Estado, em 2003. “Nossa Senhora de Nazaré me trouxe de volta ao Pará, após dez anos”, declarou em seu discurso.

O novo presidente assume com a responsabilidade de ampliar o crescimento do banco na região Norte, que nos últimos seis anos investiu R$ 39 bilhões em linha de crédito para pequenas e microempresas.

Somente em 2012, o banco investiu R$ 900 milhões na agricultura familiar. “Cerca de 98% dos municípios da Amazônia são contemplados com o financiamento do Basa. No Pará, 100% dos municípios contam com o crédito”, enfatizou Abidias.

O presidente Valmir Rossi também tem o compromisso de fomentar a geração de emprego e renda na Amazônia, a partir das linhas de créditos oferecidas pelo banco.

O governador do Estado, Simão Jatene, foi representado pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e de Incentivo à Produção, Shydney Rosa, que durante o seu discurso falou das dificuldades de acesso que a região possui e pediu a Rossi que amplie o número de agências do Basa no Estado.

Entre os convidados presentes à posse estava o diretor-presidente do DIÁRIO, Jader Barbalho Filho, que cumprimentou pessoalmente o novo presidente do Basa, Valmir Rossi e elogiou o antecessor. “O Abidias é um amigo. Admiro o trabalho que ele exerceu à frente da instituição – uma prova de sua boa gestão são os números que o Basa apresenta – e torço pelo sucesso da nova diretoria”, declarou Jader Filho.

Fonte: Diário do Pará

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *