Prefeitura forma Conselho Gestor para programa “Crack, é possível vencer”

Formação de comitê contra crack
Formação de comitê contra crack

A composição de um Conselho Gestor é um dos requisitos para que o Município de Santarém faça adesão ao programa do Governo Federal “Crack, é possível vencer”. Uma reunião na tarde de segunda-feira, 18, na prefeitura de Santarém, com participação da vice-prefeita Maria José Maia, da secretária de Trabalho e Assistência Social, Zuíla Von, representantes da Coordenadoria  de Defesa Civil, Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer (SEMJEL), Polícia Militar, Câmara de Vereadores e igrejas evangélicas definiu os nomes dos membros do conselho.

Oficialmente farão parte do Conselho Gestor: vice-prefeita Maria José Maia (representando o Gabinete do Prefeito); Zuíla Von (Semtras); Anderson Cavalcante (Semsa); João Magalhães (Semed); Weida Almeida (Semjel); Major PM Mardock (Segurança Pública); Ubirajara Bentes (Direitos Humanos/OAB). Porém, outras entidades, igrejas e comunidades terapêuticas como a “Família Feliz” e o Centro de Recuperação “Casa de Oração Vitória em Cristo” atuarão como parceiras do conselho no desenvolvimento das ações que visem o combate ao uso do crack e outras drogas.

De acordo com a vice-prefeita Maria José Maia, o próximo passo agora, é preencher os formulários no site do programa para habilitar o Município à próxima fase que é a elaboração do plano de ação para contra o uso de drogas.

A titular da Semtras, Zuíla Von, informou aos participantes, que a estrutura de assistência social – que hoje conta com quatro Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), um Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) e o Centro Maria do Pará – será reforçado até junho deste ano com a implantação de um Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP),  destinado a atender os moradores de rua, um abrigo para mulheres vítimas de violência e uma casa de passagem que atenderá pessoas de outros Municípios que não têm onde fica em Santarém.

“Essa nova estrutura vai auxiliar no atendimento também dos viciados em drogas. Devemos ter os CRAS 24 horas para todo o suporte não só aos pacientes, mas também aos seus familiares porque a droga atinge toda a família do usuário, todos sofrem, todos precisam de apoio psicológico para vencer esse grave problema social”, enfatizou Zuíla Von.

A próxima reunião do grupo gestor e das entidades parceiras está marcada para o dia 28 deste mês, às 15h, na sala de reuniões da Prefeitura. Na oportunidade serão discutidas as propostas para elaboração do Plano de Ação para implantação no Município, até junho deste ano, das atividades do programa “Crack, é possível vencer”.

Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *