Polícia Civil prende assassinos de comerciante

 Francisco de Assis, durante assalto
Francisco de Assis, durante assalto
Rômulo e Tarcísio foram presos acusados da morte do comerciante .
Rômulo e Tarcísio foram presos acusados da morte do comerciante .

Em uma operação urgente e eficaz, a Polícia Civil, em parceria com uma guarnição da Polícia Militar e o Serviço Reservado de Inteligência, sob o comando do superintendente Gilberto Aguiar e do diretor da seccional, delegado Nelson Silva, com apoio dos delegados Silvio Birro, Jamil Casseb e Thiago Rebelo, prendeu na manhã de terça-feira, dia 26/02, os elementos Jose Tarcísio da Costa Santos, de 19 anos e Rômulo Ferreira da Silva, de 21 anos. Os dois são acusados do assalto a um mercadinho no bairro do Santíssimo no último dia 17, quando o comerciante Francisco de Assis Sousa foi alvejado com vários tiros e morreu durante atendimento médico. Segundo a Polícia, José Tarcísio da Costa Santos, que é filho de um empresário do ramo de entretenimento, foi quem atirou no comerciante. Os delegados Gilberto Aguiar (Superintendente da Polícia Civil) e Nélson Silva (Diretor da Seccional de Polícia) informaram que outros elementos estão sendo procurados como integrantes da quadrilha e conseqüentemente, fazendo parte dos assaltos a vários comércios e pessoas na cidade, usando motocicletas.
Com os elementos foram apreendidas várias armas, camisas, capacetes e uma motocicleta Honda Fan 150, placa OSW 9001, usada nos assaltos. Segundo o delegado Nélson Silva, vários mandados de prisão infelizmente não foram cumpridos, por conta da fuga dos elementos suspeitos. “Existe a possibilidade de mais elementos surgirem como participantes da quadrilha que aterroriza a cidade”, disse o superintendente Gilberto Aguiar. A Polícia continua as buscas.
O crime: O comerciante Francisco de Assis Sousa, de 52 anos, foi morto no dia 17 de fevereiro, no bairro Prainha, em Santarém, durante uma tentativa de assalto. A família afirmou que o estabelecimento de Francisco de Assis Sousa já havia sido roubado, pelo menos, quatro vezes. Os investigadores, sob o comando do Chefe de Operações, Hélio Rego, conseguiram descobrir o local onde tinham sido jogadas as cápsulas dos cartuchos deflagrados dos tiros que mataram Francisco, bem como o local para onde fugiram os acusados.
No dia do crime, os acusados estavam participando de um churrasco em uma casa próximo ao Parque de Exposição Feira Agropecuária, quando pegaram um revólver e seguiram de moto até o local do crime, onde, durante o assalto, assassinaram o comerciante.
O caso: De acordo com a Polícia, a vítima chegou a ser socorrida passou por cirurgia no Pronto Socorro Municipal (PSM), mas não resistiu. A Polícia informou que dois suspeitos estavam em uma motocicleta. Além da família de Francisco de Assis Sousa, um jovem que estava no local no momento do assalto, prestou depoimento e disse que os dois motoqueiros rondaram o bairro antes de cometer o crime. A Polícia trabalha com a possibilidade dos assaltantes presos serem os mesmos que roubaram uma panificadora no mês passado.
Outros acusados estão foragidos: Outros dois acusados na morte do empresário já foram identificados pela Polícia e estão foragidos. Trata-se de Gessicley Nunes Vieira, o ‘Cleizinho’, de 33 anos; e Gilmar Rodrigues, o ‘Tina’, também de 33 anos, ambos de Santarém.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Polícia Civil prende assassinos de comerciante

  • 2 de março de 2013 em 22:39
    Permalink

    Assim a polícia civil de Santarém é considerada a melhor polícia do Pará.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *