Joaquim Barbosa manda jornalista “chafurdar no lixo”

O ministro Joaquim Barbosa
O ministro Joaquim Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, destratou o jornalista Felipe Recondo, de O Estado de S.Paulo, na terça-feira (5/3), na saída da sessão do Conselho Nacional de Justiça. O jornalista abordou o ministro fazendo uma pergunta. O ministro, então, reagiu visivelmente alterado.

Seguiu-se o seguinte diálogo:

Jornalista — Presidente, como o senhor está vendo…
Barbosa — Não estou vendo nada. Me deixa em paz, rapaz! Me deixa em paz! Vá chafurdar no lixo como você faz sempre!

Jornalista — O que é isso, ministro? O que houve? O que houve?
Barbosa — Eu estou pedindo, me deixe em paz. Eu já disse várias vezes ao senhor. Várias!

Jornalista — Mas eu tenho que fazer pergunta. É meu trabalho, ministro.
Barbosa — É, mas eu não tenho nada a lhe dizer. Não sei. Não quero nem saber do que o senhor está tratando.

O ministro, então, seguiu em direção do elevador e, enquanto esperava, emendou: “Palhaço”.

Minutos depois, a Secretaria de Comunicação Social do Supremo publicou nota se desculpando pelo episódio.

Leia a nota:

Nota à Imprensa – nº 01/2013

Brasília, 05 de março de 2013

Em nome do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Joaquim Barbosa, peço desculpas aos profissionais de imprensa pelo episódio ocorrido hoje, quando após uma longa sessão do Conselho Nacional de Justiça, o presidente, tomado pelo cansaço e por fortes dores, respondeu de forma ríspida à abordagem feita por um repórter. Trata-se de episódio isolado que não condiz com o histórico de relacionamento do Ministro com a imprensa.

O ministro Joaquim reafirma sua crença no importante papel desempenhado pela imprensa em uma democracia. Seu apego à liberdade de opinião está expresso em seu permanente diálogo com profissionais dos mais diversos veículos. Seu respeito pelos profissionais de imprensa traduz-se em iniciativas como o diálogo que iniciará no próximo dia 07 de março, quando receberá em audiência o Sr. Carlos Lauria, representante do Comitê para Proteção de Jornalistas (CPJ), ONG com sede em Nova Iorque.

Fonte: Revista Consultor Jurídico

 

6 comentários em “Joaquim Barbosa manda jornalista “chafurdar no lixo”

  • 7 de março de 2013 em 17:31
    Permalink

    não é o cansaço, forte dores que justificam a Personalidade do Ser Humano. COMO SE DIZ \’ QUER CONHECER O HOMEM ENTREGA O PODER PARA ELE.

    Resposta
  • 7 de março de 2013 em 07:44
    Permalink

    A liberdade de imprensa tem que ser respeitada, como também tem que ter limites. Existem jornalistas e jornalistas. O profissional de imprensa que tem ética, jamais faz perguntas com deboche ou para ferir a honra de qualquer cidadão.

    Resposta
  • 6 de março de 2013 em 21:17
    Permalink

    Há pessoas e pessoas. Ele deve ser perguntado pela posição que ocupa. Vale perguntar tudo. Até para deixar um ministro em estado alterado.

    Resposta
  • 6 de março de 2013 em 10:28
    Permalink

    Valeu Min. Joaquim Barbosa, tem alguns jornalistas que enchem o saco. Só assim eles aprendem.

    Resposta
  • 6 de março de 2013 em 08:47
    Permalink

    Nem todo tempo o ser humano tá de bom humor e também esses jornalistas não tem limites e fingem-se de despercebidos em relação ao comportamento do corpo humano… eles são até capazes de matar (caso Lady Day) para se ter uma boa reportagem, atuam sem limites!!!
    _ Joaquim Barbosa tava no seu limite.

    Resposta
  • 6 de março de 2013 em 08:44
    Permalink

    Nem todo tempo o ser humano tá de bom humor e também esses jornalistas não tem limites e fingem-se de despercebidos em relação ao comportamento do corpo e comportamento humano… eles são até capazes de matar (caso Lady Day) para se ter uma boa repportagem são sem limites!!!
    _ Joaquim Barbosa tava no seu limite.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *